É possível perdoar uma traição conjugal?

“Eu não quero ser identificada. Descobri uma traição do meu marido em fevereiro. Sou casada há 40 anos. Peço uma palavra para consolar meu coração, pois estou muito angustiada. Eu perdoei, mas não consigo esquecer.”

Minha querida irmã, eu imagino sua dor diante da traição do seu marido. Ele jogou fora 40 anos de convivência. Desrespeitou você e os filhos. Descumpriu o compromisso de amor, respeito e fidelidade feito solenemente no dia do casamento.

Também imagino sua coragem e o seu esforço para o perdoar. É um sinal de que você o ama, apesar de tudo.

Eu sei que você o perdoou, mas não esquece. É difícil mesmo. Como esquecer algo que a fez sofrer tanto? É como uma tatuagem que fica no coração da gente.

Agora, minha querida, pense bem! Vale a pena viver com esta mágoa machucando você? Ele, com certeza, embora dê uma de “durão”, certamente deve ter a consciência pesada pela traição cometida. 

Então, aqui vai uma sugestão, minha irmã: sua maior “vingança” é colocar nas mãos de Deus essa mágoa para que ela pare de impedir você de ser feliz. Trate seu marido com carinho e seja feliz, sem cobranças. Se ele não “se tocar” com isso, não deixe que ele estrague sua vida. Seja feliz, muito feliz. E conte com o meu respeito e a minha solidariedade!

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter