Ao Papa, bispos falam da realidade eclesial e social de dioceses do interior paulista

Os bispos das províncias de Botucatu, Campinas e Ribeirão Preto, em audiência com o Romano Pontífice nesta manhã, falaram da realidade eclesial e social paulista. “Pedimos a graça da conversão pessoal a cada dia, assim como da conversão pastoral e missionária das dioceses sob nossa responsabilidade, para contribuirmos mais eficazmente para a edificação do Reino”, rogou o secretário do Regional Sul 1, dom Luiz Carlos Dias, bispo de São Carlos.

Ao Papa, bispos falam da realidade eclesial e social de dioceses do interior paulista, Jornal O São Paulo
Vatican Media

“Nossa grande alegria por esse encontro, uma gentileza do vosso coração de pastor que nos edifica”, ressaltou dom Luiz Carlos Dias, bispo diocesano de São Carlos e secretário do Regional Sul 1 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), ao Papa Francisco, na manhã de hoje, dia 29, em audiência na Biblioteca Vaticana.

Dom Luiz Carlos, em nome do episcopado das províncias eclesiásticas de Botucatu, Campinas e Ribeirão Preto, louvou a Deus pelo testemunho do Romano Pontífice de Servo dos Servos “na proximidade, no estilo de vida despojado, nas palavras e gestos que anunciam a misericórdia de Deus, nos esforços de diálogos e mediação de conflitos, no fomento da fraternidade na vida social, no empenho para a conservação da Casa Comum e defesa dos pequenos”.

Os 25 bispos das três regiões que integram o grupo do Regional Sul 1, e o padre administrador diocesano de São João da Boa Vista, relataram ao Papa Francisco a realidade eclesial e social das três arquidioceses e 20 dioceses paulistas que, com seus bispos, cumprem, nesta semana, a agenda da Visita Ad Limina Apostolorum.

Numa manhã de partilha, o Papa Francisco recordou as quatro “proximidades” importantes na vida do bispo: a proximidade com Deus na oração; a proximidade  entre os bispos no afeto colegial; a proximidade com os padres, colaboradores do ministério episcopal, e a proximidade com todo o povo de Deus. 

Dom Moacir Silva, arcebispo metropolitano de Ribeirão Preto, descreveu que “foi um momento muito especial na vida de cada bispo. Me senti um irmão no meio dos irmãos, junto do irmão mais velho, o Santo Padre”, ao dizer das palavras de ânimo que o Papa Francisco dirigiu ao episcopado.

Ao Papa, bispos falam da realidade eclesial e social de dioceses do interior paulista, Jornal O São Paulo

“O Papa nos acolheu como um verdadeiro pai”, disse o bispo diocesano de Franca, dom Paulo Roberto Beloto, ao indicar o tom de fraternidade e partilha da audiência que contou com momentos de escuta, de fala e de oração do Sucessor do Apóstolo Pedro, e concluiu: “estamos todos felizes”.

No encontro, o Papa Francisco insistiu na experiência sinodal da Igreja em deixar-se conduzir pelo Espírito Santo, demostrou também sua preocupação para com as guerras existentes no mundo e pediu ao episcopado uma presença pacificadora, intermediando sempre para o fim de qualquer tipo de conflito. “Conversamos como irmãos! Saímos entusiasmados e impressionados com a disponibilidade e a abertura do Santo Padre”, explicou dom Milton Kenan Júnior, bispo diocesano de Barretos.

Ao Papa, bispos falam da realidade eclesial e social de dioceses do interior paulista, Jornal O São Paulo

Em forma de prece, o episcopado paulista, na voz de dom Luiz Carlos rogou: “nós, bispos, pedimos a graça da conversão pessoal a cada dia, assim como da conversão pastoral e missionária das dioceses sob nossa responsabilidade, para contribuirmos mais eficazmente para a edificação do Reino”.

Como parte da Visita Ad Limina, os bispos hoje celebrarão Missa na Basílica São Paulo Fora dos Muros e, após, serão recepcionados pelo embaixador do Brasil junto a Santa Sé, Henrique Sardinha Pinto, na residência da Embaixada.

Deixe um comentário