Barco Hospital Papa Francisco realiza quase 45 mil atendimentos

Após interromper expedições em março e abril por causa da pandemia de COVID-19, service volta a atender comunidades ribeirinhas

(Crédito: Divulgação)

O Barco Hospital Papa Francisco está em plena atividade durante a pandemia e, atualmente, tem como base a cidade de Óbidos, no Pará. O projeto, que foi inaugurado em agosto de 2019 e está prestes a completar um ano, mantém-se devido a doações de pequenas e grandes empresas. Desde a inauguração foram 13 expedições e quase 45 mil pessoas atendidas.

De acordo com dados da assessoria de imprensa da Associação e Fraternidade São Francisco de Assis na Providência de Deus, responsável pela gestão do Barco, foram doados R$ 400 mil pela Alcoa, empresa líder no setor de bauxita, para ações de combate à COVID-19.

Já a Marfrig, uma das maiores empresas de carne bovina do mundo, doou para a associação R$ 1 milhão em recursos durante a pandemia. A Bauducco, do ramo alimentício, faz doações regulares de seus produtos para distribuição nas comunidades locais.

Todas as doações são destinadas à manutenção dos atendimentos no Barco Hospital, bem como à Santa Casa de Óbidos e à assistência às comunidades.

DIA A DIA NA MISSÃO

Frei Joel Souza, 38, está na Fraternidade São Francisco de Assis na Providência de Deus há 21 anos. Sua missão é desenvolvida no Barco Hospital Papa Francisco.

Desde que começou a funcionar, em agosto do ano passado, o Barco realizava duas expedições por mês.

“Devido à pandemia do coronavírus, o Barco Hospital teve que encerrar as expedições durante os meses de março e abril e voltou a atuar nos meses de maio e junho. Hoje, totaliza 44.720 atendimentos”, explicou Frei Souza.

Em virtude da impossibilidade de enviar os voluntários médicos dos hospitais da Região Sudeste àquela área durante a pandemia, o Barco tem feito um trabalho de assistência à população ribeirinha, com a distribuição de alimentos, consultas clínicas e testes rápidos de coronavírus em pacientes com síndrome gripal.

“Vários casos positivos foram confirmados e os pacientes encaminhados à Unidade Básica de Saúde (UBS) local e orientados segundo os protocolos para a COVID-19. Nas últimas semanas, em parceria com o governo do estado do Pará, o Barco Hospital Papa Francisco participou da Clínica Itinerante, nas cidades de Santarém, Almeirim, Prainha, Monte Alegre, Alenquer, Curuá, Óbidos, Oriximiná, Faro, Terra Santa, Juruti e Porto de Moz”, disse.

À reportagem do O SÃO PAULO, Frei Souza afirmou que “o Barco Hospital Papa Francisco é um ‘hospital em saída’ e, neste momento de pandemia, tornou-se ainda mais necessário por entrar na luta contra esse vírus, que vem atrapalhando a vida dos seres humanos. Sendo assim, organizamo-nos por meio de protocolo clínico para que, em conjunto com as secretarias de saúde locais, possamos dar apoio e diagnóstico ao povo ribeirinho, que também vem sendo afetado. Estamos firmes e fortes por essa causa, enfrentando e sendo a voz de nosso povo amazônico”.

Para mais informações e acompanhamento das notícias sobre o Barco Hospital Papa Francisco, siga: @associacaolarsaofrancisco.

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter