Bispos do Brasil de recente nomeação encontram o Papa Francisco

Audiência com o Pontífice aconteceu na manhã da quinta-feira, 8. Entre os participantes esteve Dom Ângelo Ademir Mezzarri, Bispo Auxiliar da Arquidiocese de São Paulo

Bispos do Brasil de recente nomeação encontram o Papa Francisco, Jornal O São Paulo
Fotos: Vatican News

A audiência com o Pontífice virou um diálogo entre os 155 novos bispos, 11 dos quais do Brasil, e encerrou o curso anual de formação promovido pelo Dicastério para os Bispos, na quinta-feira, 8. 

O CURSO DE FORMAÇÃO

Devido às restrições impostas pela pandemia de COVID-19, não foi possível organizar o curso nos anos anteriores. Neste ano, a formação será realizada em dois turnos: a primeira já ocorreu de 1o a 8 de setembro; e a segunda será de 12 a 19 de setembro, com cerca de 170 bispos, sempre com atividades realizadas na Universidade Pontifícia Regina Apostolorum, em Roma. Nos dois grupos haverá a participação de bispos do Dicastério para as Igrejas Orientais.

Neste primeira etapa, dos 155 bispos de recente nomeação provenientes de todas as partes do mundo, num grande mosaico de idiomas e culturas, 11 eram do Brasil, ordenados entre o fim de 2019 e o ano de 2020. Entre eles, Dom Ângelo Ademir Mezzari, Bispo Auxiliar da Arquidiocese de São Paulo; e Dom Adimir Antônio Mazalli, Bispo de Erechim (RS), ambos ordenados no mesmo ano, em 2020.

Dom Adimir falou justamente sobre essa fraternidade episcopal, também “muito importante para o ministério e a missão evangelizadora confiada aos bispos”. O próprio curso ofereceu tradução em 6 línguas, confirmando um enriquecimento com a cultura e o jeito de ser de cada um. 

Bispos do Brasil de recente nomeação encontram o Papa Francisco, Jornal O São Paulo
Vatican News

A IGREJA SINODAL NO BRASIL E NO MUNDO

Segundo Dom Ângelo, duas temáticas aprofundadas no curso podem reforçar o caminho da Igreja no Brasil: a sinodalidade e as duas prioridades do magistério de Papa Francisco no caminho da Igreja, isto é, a família e a fraternidade universal, por meio da promoção humana integral. 

“Estes dois temas abordados animam para a ação evangelizadora”, afirmou Dom Ângelo, ao recordar que os bispos se tornam agentes desse processo com “a escuta e o discernimento, para que todo o povo de Deus caminhe junto, em comunhão na missão”.

“Caminhar juntos é o grande apelo e convite deste curso para os novos bispos”, afirmou. O Prelado ressaltou ainda que entre tantos temas importantes para a Igreja no Brasil neste momento, um deles é a família, que foi destacado, principalmente no aspecto da ação evangelizadora no ambiente familiar. 

“É preciso priorizar a família na ação evangelizadora fazendo um caminho sinodal com elas, inserindo-as na vida da Igreja e, sobretudo, promovendo a sua vida e sua dignidade.”, declarou. 

Dom Ângelo ainda destacou a questão da fraternidade e da paz, que foi um dos aspectos abordados pelo curso. “Promover integralmente a vida humana, a prioridade da vida, o combate à fome e a construção da paz”, frisou. 

Bispos do Brasil de recente nomeação encontram o Papa Francisco, Jornal O São Paulo

OS 11 BISPOS BRASILEIROS NO CURSO

– Dom Angelo Ademir Mezzari (Auxiliar da Arquidiocese de São Paulo); 
– Dom Adimir Mazzalli (de Erechim/RS);  
– Dom Célio Calixto (Auxiliar da Arquidiocese do Rio de Janeiro); 
– Dom Roberto José da Silva (de Janaúba/MG); 
– Dom Dilmo Campos (auxiliar de Anápolis/GO); 
– Dom Lindomar Rocha Mota (de São Luiz de Montes Belos/GO); 
– Dom Giovani Carlos Caldas Barroca (de Uruaçu/GO);
– Dom Jeová Elias Ferreira (de Goiás/Go); 
– Dom Geraldo (de Bonfim/BA); 
– Dom Valentim Fagundes de Meneses (de Balsas/MA); 
– Dom Jesús María López Mauleón (bispo prelado do Alto Xingú-Tucumã).

Fonte: Vatican News

Deixe um comentário