Cardeal Scherer: ‘Os pobres precisam de ajuda e solidariedade’

Disse Dom Odilo no programa “Diálogos de Fé”, transmitido ao vivo pela rádio 9 de Julho (AM 1.600 kHz) e na página oficial de Dom Odilo no Facebook, no Domingo de Pentecostes, 31 de maio

Cardeal Scherer: ‘Os pobres precisam de ajuda e solidariedade’
Reprodução da Internet

“Peçamos que o Espírito Santo nos anime e nos conduza neste tempo difícil para toda a humanidade. Nós precisamos do Espírito Santo, para que nos ajude a discernir todas essas confusões. Que Ele nos dê sabedoria e capacidade de decisão e escolha para fazer as coisas certas. Que o Espírito Santo nos dê a fortaleza para perseverar e não desanimar”, disse o Cardeal Odilo Pedro Scherer, ao iniciar o programa “Diálogos de Fé”, transmitido ao vivo pela rádio 9 de Julho (AM 1.600 kHz) e na página oficial de Dom Odilo no Facebook, no Domingo de Pentecostes, 31 de maio.

CUIDAR DO MUNDO E DAS PESSOAS 

O Arcebispo de São Paulo recordou que o Espírito Santo é o grande dom da Igreja, para que realize bem a sua missão. Ele lembrou que os cristãos precisam desse Espírito que leva a distinguir o que é bom ou mal e para o cuidado com o mundo.

“Cuidar da natureza e do meio ambiente também faz parte da ação do Espírito Santo. Nós estamos atravessando um tempo de pandemia, e este período deixa muitas pessoas aflitas, angustiadas e até deprimidas. Vamos esperar com fé, esperar o auxílio do Espírito Santo para superar essa pandemia”, completou. 

AJUDA E SOLIDARIEDADE 

Dom Odilo recordou que tem rezado com frequência pelos profissionais da saúde, para que encontrem uma solução e uma cura para a COVID-19. Ele disse ter ficado impressionado ao passar pela região central e ver a quantidade de pessoas em situação de rua, aglomeradas em busca de alimentos. O Cardeal reforçou que, sobretudo agora, “os pobres precisam de ajuda e solidariedade”.

“Neste momento, nós temos que concentrar todos os nossos esforços para resolver o problema de saúde”, disse o Arcebispo, ao lembrar que brigas só levam a desviar o foco do combate ao coronavírus. 

PERGUNTAS DO POVO 

Como de costume, o Arcebispo de São Paulo respondeu às perguntas enviadas pelos internautas. Um deles, Vinícius Potter, questionou por que o sacramento da Crisma é ministrado apenas pelo bispo. 

 “O bispo normalmente é o celebrante que preside a celebração da Crisma, mas ele pode delegar também a um sacerdote ou um vigário episcopal quando ele próprio, por alguma razão, não pode celebrar. A razão pela qual essa celebração está ligada diretamente ao bispo é porque, na sua diocese, ele celebra os grandes sacramentos e momentos da liturgia, e o sacramento da Crisma é fundante na Igreja”, respondeu Dom Odilo. 

Berenice Roque perguntou sobre a diferença entre “orar” e “rezar”, e se o Espírito Santo age nessas duas situações.

“O Espírito Santo está atento e nos ajuda a orar, rezar, suplicar, interceder, louvar e adorar. São diversas formas com que nós expressamos a atitude orante. Nós, católicos, em geral, utilizamos mais o conceito rezar, enquanto os evangélicos o conceito de orar, mas é a mesma coisa. Nós também oramos: veja na missa, o convite a rezar o Pai-Nosso – ‘Orai irmãos e irmãs…’. Não há diferença, o Espírito Santo entende todas as linguagens”, concluiu o Cardeal.

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter