Casas de portas abertas ao Sagrado Coração de Jesus e ao Imaculado Coração de Maria

Em junho, quase 50 famílias receberam a visita de sacerdotes da Paróquia Santa Ângela e São Serapião

Casas de portas abertas ao Sagrado Coração de Jesus e ao Imaculado Coração de Maria
Arquivo pessoal

A Paróquia Santa Ângela e São Serapião, Setor Cursino, na Região Episcopal Ipiranga, ao longo do mês de junho desenvolveu um trabalho missionário com as famílias, no bairro da Vila Moraes e arredores. A ação, liderada pelo Padre José Lino Mota Freire, Pároco, e pelo Padre Christopher Costa Velasco, Vigário Paroquial, consiste em visitar e consagrar as famílias ao Sagrado Coração de Jesus e ao Imaculado Coração de Maria. 

As famílias interessadas fazem o cadastro na secretaria paroquial e os sacerdotes vão até as casas para o momento de entronização do quadro dos Sagrados Corações e a consagração das famílias. Ao longo do mês, cerca de 50 famílias foram visitadas. E, a cada celebração, novas famílias se inscrevem para receber a visita e a entronização em suas residências. 

FAMÍLIAS UNIDAS À IGREJA 

A festa do Sagrado Coração de Jesus foi inicialmente introduzida na Igreja no século XVII, como uma devoção privada, e, a partir de 1675, Santa Margarida Maria Alacoque difundiu a devoção para toda a Igreja. O Papa Pio IX introduziu a celebração no calendário litúrgico no século XIX. 

Padre Christopher falou que a iniciativa da entronização dos quadros nas casas tem unido as famílias e aproximado os sacerdotes e os paroquianos. “A ideia de ir ao encontro das pessoas surgiu nesta retomada, após dois anos de isolamento, por causa da pandemia, com o desejo de ir ao encontro dos paroquianos, visitar as famílias, encontrar-se com os jovens. Essa é uma necessidade urgente: resgatar o contato presencial e pessoal como uma maneira de estreitar laços e revigorar a dimensão da fé”, disse o Vigário Paroquial. 

Após o cadastro das famílias interessadas em receber a visita, os sacerdotes vão até a residência e junto com os familiares fazem um momento de oração, seguindo o rito prescrito pela Igreja, composto pela bênção da imagem, explicação da entronização, a oração do Creio, o ato de consagração, o Glória ao Sagrado Coração, a Salve Rainha e a bênção. 

“É um dos mais belos modos de expressarmos nosso amor a Deus nos consagrando a Ele por meio da entronização de seu Divino Coração e do Imaculado Coração de Sua Mãe nos lares. É gratificante ver famílias reunidas e unidas na oração”, afirmou Padre Christopher. 

CATEQUESE NO LAR 

Padre José Lino enfatizou que a iniciativa pressupõe um caminho de acolhida, escuta e partilha. “Nessas visitas às famílias, nos deparamos com as necessidades e realidades particulares de cada uma. Algumas têm crianças em idade de introdução aos sacramentos, outras realidades de conflitos e experiências que passamos a entender só a partir desse encontro in loco”, disse. 

O Pároco afirmou que a ação proporciona um momento de catequese nos lares. “A família está reunida e até convida amigos e vizinhos para participar. Nossa missão é orientar e plantar a semente do Evangelho nos corações”, disse. Padre Lino ressaltou que a ação vai continuar ao longo do ano com o intuito de promover esse encontro da igreja com as famílias, atendendo aos constantes apelos do Papa Francisco e às diretrizes do sínodo arquidiocesano de ser uma “Igreja em saída”, caminhando em sintonia com as necessidades do povo de Deus. 

“Nossa Paróquia, imersa na maior cidade do País, tem o desafio de ir ao encontro do povo, resgatar os fiéis para a dinâmica e para a vivência em comunidade. As pastorais e a missão evangelizadora precisam ser ad gentes”, pontuou.

O Pároco acredita que a ação, em breve, trará frutos abundantes à missão da Paróquia: “Esperamos resgatar as pessoas de volta às celebrações dominicais, para a atuação nas pastorais e atividades missionárias da nossa igreja local e arquidiocesana”. Ainda de acordo com o Sacerdote, a iniciativa nasceu no mês com uma forte religiosidade popular e que este foi o momento propício para acrescentar à dinâmica paroquial esse gesto concreto de ação e oração. 

No dia 24 de junho, na Solenidade do Sagrado Coração de Jesus, as famílias visitadas se reuniram para participar da Santa Missa na matriz paroquial. 

REZAR EM FAMÍLIA 

Uma das casas em que houve a entronização dos quadros foi a da professora Anna Passannante Batista, 41, que mora com o esposo, Walter, e a filha, Gabriela, 10. “A ação proporcionou a nós uma maior consciência sobre a importância de rezar em família e como é fundamental dedicar um momento do dia para Deus por meio da oração”, disse Anna, afirmando que a família, desde então, passou a rezar diariamente uma pequena oração no início e no final do dia, junto ao altar montado em casa, e, uma vez por semana, procuram juntos rezar o Santo Terço. Ela frequenta a Paróquia há 24 anos.


“Sempre que passo em frente ao quadro dos Sagrados Corações, eu rezo e agradeço a Deus pela vida e pela minha família”, relatou Gabriela. 

ACOLHER E CONTEMPLAR 

Jonas Pereira da Silva, 53, e Lucivânia dos Santos Silva, 54, são casados há 24 anos e pais do Samuel, 20. Há mais de dez anos, atuam nas pastorais da Paróquia e são leigos consagrados Vicentinos. 

“No dia do casamento, fomos presenteados com o quadro dos Sagrados Corações, que sempre esteve presente em nosso lar”, recordou Jonas. Em junho, motivada pela iniciativa paroquial, a família abriu as portas de sua casa para renovar a devoção: “Esse gesto é uma forma de acolher e contemplar esse Jesus amoroso, compassivo e misericordioso”, afirmou. 

Lucivânia é ministra extraordinária da Sagrada Comunhão. Ela enfatizou que “do Coração de Jesus brota uma fonte de graças que nos sustenta nas alegrias e dificuldades”, disse, ao recordar que a visita dos padres renovou o senso de pertença à vida em comunidade. 

A ministra contou que cada família é chamada anualmente a renovar o ato de consagração ao Sagrado Coração de Jesus e Maria, e que o momento fortaleceu os vínculos com o esposo e com o filho. “É Deus que vem nos visitar e fazer morada entre nós”, disse, afirmando que aos poucos estão criando o hábito de rezar juntos. “Estamos acostumados a ir até a igreja para rezar. E a proposta é, também, rezarmos juntos em casa”, finalizou. 

AÇÃO DE GRAÇAS 

Em comunhão com o X Encontro Mundial das Famílias, aconteceu, no sábado, 25, na matriz paroquial, um encontro com as famílias, com momentos de espiritualidade, louvor e pregação, sendo estes últimos ministrados pelos Padres José Lino, Christopher Velasco e Anderson Bispo, Pároco da Paróquia Nossa Senhora de Fátima, na Vila Guarani. 

Participaram aproximadamente cem pessoas e, no encerramento, houve a missa, presidida por Dom Ângelo Ademir Mezzari, RCJ, Bispo Auxiliar da Arquidiocese na Região Ipiranga. 

Deixe um comentário