Colunas da Igreja, São Pedro e São Paulo testemunham firmemente a fé

Solenidade dos dois apóstolos foi celebrada pelo Cardeal Scherer no domingo, 28 de junho, em missa na Catedral da Sé

Colunas da Igreja, São Pedro e São Paulo testemunham firmemente a fé
Luciney Martins/O SÃO PAULO

O Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, celebrou no domingo, 28 de junho, na Catedral da Sé, a Solenidade dos Apóstolos Pedro e Paulo, dia também de se recordar do Papa e rezar por ele.

Pela primeira vez após as recomendações de retorno gradual das missas com a presença dos fiéis na Arquidiocese, publicadas em 24 de junho, uma pequena quantidade de pessoas participou presencialmente da celebração, seguindo todos os protocolos de higiene e segurança recomendados pelas autoridades sanitárias.

“Esperamos que o quanto antes essa pandemia seja superada e que as igrejas possam estar cheias novamente. Por enquanto, porém, com toda a precaução, ainda vamos cuidando para que esse retorno com poucas pessoas não seja ocasião de difusão do coronavírus nas nossas igrejas. Por isso, recomendamos que as pessoas de idade avançada e que fazem parte do grupo de risco se cuidem e permaneçam em casa”, afirmou Dom Odilo.

PAULO E A DEDICAÇÃO A CRISTO

Na homilia, o Cardeal Scherer recordou que a Solenidade dos Apóstolos Pedro e Paulo também é uma oportunidade de festa para a Arquidiocese que tem o nome de São Paulo, localizada na cidade que surgiu devido à missão dos jesuítas.

O Arcebispo de São Paulo, baseando-se nas leituras propostas para a liturgia do dia, reforçou o papel fundamental de Paulo, que, após a sua conversão, se dedicou inteiramente a Cristo, ao Evangelho e à missão de levar o testemunho de Jesus a todos os povos.

Colunas da Igreja, São Pedro e São Paulo testemunham firmemente a fé
Luciney Martins/O SÃO PAULO

Ao falar da despedida de Paulo, descrita na 2ª Carta a Timóteo, Dom Odilo lembrou ser “um testemunho muito vigoroso de alguém que doou tudo de si para Cristo e pelo Evangelho, confiou plenamente em Jesus e que tudo valeu a pena. Portanto, é uma entrega inteira e total por Cristo, sem reservas e na plena confiança nas promessas do Evangelho e nas promessas de Jesus”.

O TESTEMUNHO DE PEDRO

Dom Odilo, fazendo referência ao Evangelho, também recordou o testemunho de fé de Pedro, escolhido pelo próprio Jesus para ser a “pedra” fundamental da Igreja. O Arcebispo lembrou que a Igreja foi edificada sobre o testemunho dos apóstolos em Jesus, e qualquer outro fundamento humano, por mais poderoso que seja, não resistiria ao tempo.

“O Espírito Santo edifica sua Igreja e é sobre este firme testemunho de Pedro, confirmado por Jesus, que a Igreja se edifica no dia a dia, ao longo dos séculos, já por 2 mil anos. É a profissão de Pedro em Jesus, filho de Deus, ungido de Deus e Salvador vindo a este mundo que a Igreja está edificada. Qualquer outro fundamento seria frágil.”

O Cardeal afirmou que os apóstolos são testemunhas da fé no Cristo e por isso a Igreja é apostólica, para dar continuidade a esse testemunho, transmitido com fidelidade de geração em geração. Pedro e Paulo, destacou Dom Odilo, professaram essa fé não só com palavras, mas com o testemunho e dedicação, até chegarem ao martírio.

UNIDADE DA IGREJA

Colunas da Igreja, São Pedro e São Paulo testemunham firmemente a fé
Luciney Martins/O SÃO PAULO

O Cardeal Scherer lembrou que a missão dos apóstolos nunca deixou de ser exercida ao longo do tempo, e recordou que o Papa Francisco, sucessor de Pedro, e os bispos, sucessores dos apóstolos, têm a missão de manter a Igreja unida, dinâmica e missionária a exemplo dos apóstolos.

“Não podemos deixar de lamentar que em nossos dias existam movimentos e expressões que pregam a divisão na Igreja. Nós temos liberdade de falar e discordar entre nós, sobre certas atitudes ou ações, mas nunca podemos discordar e nos dividir em torno daquilo que é o essencial na vida da Igreja e da nossa profissão de fé, que é essencial também para aqueles que exercem a autoridade na Igreja, em beneficio da comunidade de fé e da sua missão”, afirmou.

Dom Odilo enfatizou, ainda, que os católicos devem estar unidos em torno do Papa: “Quem não está com o Papa não está com a Igreja. Ninguém duvide disso ou se deixe enganar por discursos, reflexões ou especulações que não fazem sentido e somente introduzem na Igreja o escândalo, a divisão, a insegurança na fé. É uma grave irresponsabilidade de quem assim procede tentando dividir a Igreja”.

- publicidade -

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Padres compartilham com seminaristas experiências missionárias no Norte do Brasil

POR JOÃO FOUTO Atividade deu continuidade ao Simpósio Missionário realizado pelo Seminário Arquidiocesano Imaculada Conceição

Centros esportivos serão reabertos na capital a partir do dia 5

Uso de máscara será obrigatório e usuários poderão fazer apenas caminhadas ao ar livre. Frequentadores terão que medir temperatura na entrada. Portões...

Dom Odilo: ‘Acolher Jesus requer se comprometer com uma vida nova’

O Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, presidiu a missa na manhã desde sábado, 4,...

Cardeal Pell: ‘A Igreja não é um negócio, mas isso não justifica ineficiência ou corrupção’

POR JOÃO FOUTO “Nós cremos que a graça opera por meio da natureza”....

Governo do Estado apresenta atualização do Plano São Paulo

Região de Campinas regride para restrição total de atividades não essenciais; ao todo, são dez áreas do estado na etapa vermelha

Newsletter