Medalha São Paulo Apóstolo valoriza o testemunho de pessoas e instituições por uma Igreja sinodal

Premiação reconhece aqueles que se destacaram na ação evangelizadora, missionária e pastoral na Arquidiocese de São Paulo

Por Fernando Arthur e Fernando Geronazzo

Medalha São Paulo Apóstolo valoriza o testemunho de pessoas e instituições por uma Igreja sinodal, Jornal O São Paulo
Cardeal Odilo Pedro Scherer e os bispos auxiliares da Arquidiocese com os contemplados nas categorias da Medalha São Paulo Apóstolo 2022, entregue em cerimônia no TUCA, dia 22
Luciney Martins/O SÃO PAULO

Na noite da segunda-feira, 22, o Teatro da Universidade Católica de São Paulo (TUCA) recebeu as mais diversas expressões de fé da Arquidiocese Metropolitana para a cerimônia de entrega da Medalha São Paulo Apóstolo 2022, que tem como objetivo valorizar, estimular e dinamizar a vida eclesial e pastoral na Arquidiocese. 

Este ano, o edital da medalha ressaltou a retomada dos trabalhos do sínodo arquidiocesano de São Paulo, suspensos em 2020 devido à pandemia de COVID-19. O documento explicou ainda que, por essa razão, a Arquidiocese desejou reconhecer e valorizar as iniciativas de pessoas e instituições que se destacaram na ação evangelizadora, missionária e pastoral. 

Ao saudar os presentes, o Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, ressaltou que “a medalha foi instituída para ser um sinal de reconhecimento, valorização de tantas coisas bonitas que se fazem na Arquidiocese, que nem sempre aparecem”. 

Ainda agradeceu, em nome da Arquidiocese, “aos que fazem coisas bonitas em nome da fé”, além de incentivar para que continuem a tomar iniciativas para colocar em prática o que é pregado pela fé. 

RECONHECIMENTO DA BÊNÇÃO DE DEUS 

Medalha São Paulo Apóstolo valoriza o testemunho de pessoas e instituições por uma Igreja sinodal, Jornal O São Paulo

A primeira categoria homenageada na cerimônia foi a de Testemunho Laical, cujo contemplado foi Sérgio Roberto Monello, professor, advogado e contabilista especializado em Direito Educacional, Assistencial Filantrópico, Tributário e Previdenciário. 

Também é salesiano cooperador e coordenador e docente dos cursos de Administração, Direito e Contabilidade da Conferência dos Religiosos do Brasil em São Paulo (CRB-SP). 

“Agradeço por este reconhecimento, e o reconhecimento maior de que Deus nos abençoou e continua abençoando a todos nós, e com isso possamos continuar o nosso trabalho”, afirmou Monello. 

SERVIÇO SACERDOTAL À MÚSICA LITÚRGICA 

Medalha São Paulo Apóstolo valoriza o testemunho de pessoas e instituições por uma Igreja sinodal, Jornal O São Paulo

O homenageado da categoria Serviço Sacerdotal foi o Padre José Henrique Weber, SVD, compositor litúrgico que deu vida a canções como “Prova de amor maior não há”, “Eu vim para que todos tenham vida”, “Sim, eu quero”, entre tantas conhecidas nacional e internacionalmente. 

Padre Weber também teve grande destaque no trabalho intenso que desenvolveu para a tradução dos Salmos e sua posterior musicalização para a edição brasileira da Liturgia das Horas. Atualmente, o contemplado se dedica, a convite da Escola de Cantores da Catedral da Sé, à composição de novas músicas para as antífonas do Missal Romano. 

Após receber a medalha, Padre Weber recordou o intenso trabalho na Catedral da Sé. “Estamos procurando fazer o melhor para que a música litúrgica seja a expressão de fé do povo católico”, afirmou, recordando também as gravações e produções musicais que estão realizando. O Sacerdote agradeceu aos confrades da Congregação do Verbo Divino (Verbitas) e aos familiares. 

Dom Odilo, ao dirigir-se ao Padre Weber, recordou o primeiro curso de Música Litúrgica e Pastoral, em 1970, em Curitiba (PR), do qual participou junto com o Padre Weber, que compôs algumas músicas da Campanha da Fraternidade daquele ano. Ao final, foi apresentada a música “Ave Maria” deste sacerdote, em vídeo. 

BOMPAR: HISTÓRIA DE TRANSFORMAÇÃO 

Medalha São Paulo Apóstolo valoriza o testemunho de pessoas e instituições por uma Igreja sinodal, Jornal O São Paulo

“Descobri que o céu é ver os outros felizes”. Parafraseando Dom Luciano Mendes de Almeida, Padre Osvaldo Bisewski iniciou seu agradecimento como terceiro homenageado da noite. 

Contemplado na categoria Ação Caritativa e de Promoção Humana, o Sacerdote é diretor-presidente do Centro Social Nossa Senhora do Bom Parto (Bompar), entidade que, neste ano, comemora 75 anos de fundação e tem uma trajetória marcada pelo compromisso com as pessoas em situação de vulnerabilidade social em diversas áreas de atuação, articulando e contribuindo para a defesa dos direitos da humanidade, por meio de programas socioeducativos desenvolvidos em unidades de atendimento, favorecendo o protagonismo social. 

Padre Osvaldo agradeceu a Deus “pelo dom da vocação sacerdotal e por sempre indicar o caminho”, e ao Cardeal Odilo Scherer “pela acolhida na Arquidiocese de São Paulo e por estar de portas abertas para ouvir”. 

O Sacerdote recordou que o Bompar possui 52 unidades que atendem nas áreas sociais, educacionais e de saúde, contando com 1,7 mil funcionários e atendendo 13 mil pessoas por dia. “Recebendo essa medalha pela ação caritativa e de promoção humana, é sinal da certeza de que continuamos o legado nessa história de transformação”, afirmou. 

“Representamos hoje o trabalho social que a Arquidiocese de São Paulo realiza, agradeço o trabalho cristão daquela pessoa que é capaz de doar um prato de comida ou uma peça de roupa na frente de sua casa. Agradeço a todas as paróquias desta Arquidiocese que realizam sua ação social em prol dos mais necessitados”, completou. 

EVANGELIZAÇÃO NO FAROL 

Medalha São Paulo Apóstolo valoriza o testemunho de pessoas e instituições por uma Igreja sinodal, Jornal O São Paulo

Na categoria Ação Missionária, o contemplado foi o Padre Jorge da Silva, Pároco da Paróquia São Francisco Xavier, na Região Episcopal Santana, pela realização do projeto de evangelização criativo, como resposta aos apelos do sínodo arquidiocesano. 

Desde 2018, durante a Quaresma, aos sábados, após a missa das 17h, os fiéis se dirigem ao cruzamento de duas ruas movimentadas da Vila Maria, na zona Norte, para encenar as estações da via-sacra e evangelizar com mensagens de fé e canções religiosas. 

O momento de evangelização, transmitido pelo facebook da Paróquia, envolve catequistas, coroinhas, acólitos, catequizandos, seus familiares, paroquianos e quem passa pelo local. A cada sábado, são refletidas três estações da via-crucis, a partir de temas atuais e abordagens relacionadas à vivência familiar e comunitária. 

Medalha São Paulo Apóstolo valoriza o testemunho de pessoas e instituições por uma Igreja sinodal, Jornal O São Paulo

Durante a entrega, jovens deste projeto levantaram uma placa com a frase “Jesus te ama”, que faz parte desta iniciativa. 

Em sua fala, o Sacerdote destacou que se sente muito feliz em ser indicado pela medalha, mas que sua felicidade é maior quando vê o trabalho exercido pelas crianças e jovens da Paróquia São Francisco Xavier. Ele agradeceu à catequista Simone Perez, que é coordenadora desta iniciativa na Paróquia. 

“Ele [o projeto] nasceu junto com a proposta do sínodo, no qual existia um tema falando de Igreja em saída, e nós vestimos a camisa da Igreja em saída para fazer esse trabalho na rua”, destacou. 

INOVAÇÃO NA METODOLOGIA PASTORAL A PARTIR DO CUIDADO COM OS ENFERMOS 

Medalha São Paulo Apóstolo valoriza o testemunho de pessoas e instituições por uma Igreja sinodal, Jornal O São Paulo

Na categoria de Inovação na Metodologia Pastoral, o contemplado foi o coordenador da Pastoral da Saúde na Arquidiocese de São Paulo e no Regional Sul 1 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), José Carlos Ribeiro Gimenes, que também organizou uma coordenação para ampliar ações da pastoral nas 42 dioceses do estado. 

Essa inovação propiciou maior integração e mais formação para os agentes. Durante a pandemia, questões essenciais para o enfrentamento dos desafios trazidos pela COVID-19, que colocou essa pastoral na linha de frente da ação eclesial. 

Gimenes agradeceu ao Cardeal Scherer e aos bispos auxiliares por apoiarem as iniciativas da Pastoral da Saúde durante a pandemia. Também expressou gratidão ao Padre João Mildner, “porque exemplos como esse é que nós temos que seguir, exemplos de pontualidade e retidão”. 

“Não é agradável falar de doença, porque os nossos enfermos precisam ser visitados, e nós temos essa missão, a missão de estar lá, onde está o enfermo, mostrando o lado da Igreja, que é tão maravilhosa”, afirmou, dedicando o prêmio à Pastoral da Saúde. Por fim, agradeceu ao Sistema Único de Saúde (SUS), por possibilitar o atendimento a tantas pessoas. 

EDUCAÇÃO CRISTÃ POR MEIO DO RICA 

Medalha São Paulo Apóstolo valoriza o testemunho de pessoas e instituições por uma Igreja sinodal, Jornal O São Paulo

Nesta categoria, Mario Shozo Iyama foi homenageado pelo empenho e dedicação na preparação dos adultos na catequese, segundo o Rito de Iniciação Cristã de Adultos (Rica) na Paróquia Santa Teresinha, na Região Episcopal Sé. 

Iyama agradeceu à coordenadora dos catequistas da Paróquia pelo trabalho amoroso e humilde que realiza na coordenação. Também agradeceu ao Padre Marcelo Delcin, por ter formado o contemplado. “Que possamos realmente dizer, como Nossa Senhora, ‘seja feita a sua vontade’”, concluiu.

POR MEIO DA FÉ E DA POLÍTICA 

Medalha São Paulo Apóstolo valoriza o testemunho de pessoas e instituições por uma Igreja sinodal, Jornal O São Paulo

A contemplada da categoria Defesa e Promoção da Vida e da Dignidade Humana foi a coordenadora da Pastoral de Fé e Política da Região Episcopal Belém, Márcia Castro. Ela é também da Equipe da Campanha da Fraternidade na mesma Região e coordena a Escola de Fé e Política Waldemar Rossi. 

“É um trabalho coletivo, é um trabalho, como chama o Papa Francisco, é uma economia em que o centro é a pessoa, não o mercado. Um trabalho de educação no qual o centro é a criança, o jovem e o adulto, e não o lucro a partir da educação”, afirmou. 

A contemplada também dedicou o prêmio ao seu esposo, Flávio Castro, que faleceu durante a pandemia da COVID-19. 

CULTURA POR MEIO DA EDUCAÇÃO 

Medalha São Paulo Apóstolo valoriza o testemunho de pessoas e instituições por uma Igreja sinodal, Jornal O São Paulo

A primeira categoria concedida a instituições ou organizações que se tenham destacado por sua participação ou colaboração com a ação eclesial ou pelo seu testemunho dos valores do Evangelho, na sociedade, no mundo da cultura, da comunicação e do serviço social, foi entregue ao Colégio Santa Catarina de Sena, representado pela Irmã Maria Izabel Coenca, diretora administrativa e pedagógica.

“Agradecemos a Deus pois há 88 anos estamos na Arquidiocese de São Paulo educando, evangelizando, formando mentes e corações, conforme nossa madre fundadora, Madre Teresa de Saldanha”, afirmou. 

‘EVANGELIZAR E A GLÓRIA DE DEUS MANIFESTAR’ 

Medalha São Paulo Apóstolo valoriza o testemunho de pessoas e instituições por uma Igreja sinodal, Jornal O São Paulo

Atenta às novas metodologias pastorais nesse tempo de pandemia, a instituição indicada na categoria “Comunicação” zelou pela criação, manutenção e atualização das suas redes sociais, como Facebook, Instagram, WhatsApp, TikTok e YouTube, realizando publicações diárias visando à evangelização e à promoção humana. 

Utilizou-se também de aplicativos como Zoom e Google Meet para os encontros de Crisma aos domingos, envolvendo os jovens de maneira dinâmica para transmissão dos conteúdos propostos, além da oração diária do Terço via Google Meet. Realizou a criação de tik toks, animando os jovens a permanecerem no caminho de Cristo. 

José Carlos dos Santos, representando a comunidade, discursou agradecendo à Arquidiocese, por meio dos bispos e dos sacerdotes. “Em outubro próximo, celebramos 33 anos a serviço da evangelização, anunciando e dando testemunho de Cristo, utilizando-nos da arte, da música, do teatro e da dança”, afirmou. 

“Inspirados nas ações de São João Bosco e Santa Terezinha, baluartes de nossa comunidade, sempre tivemos um olhar atento à juventude. Os nossos jovens assumiram um importante papel nas redes sociais para anunciar o Cristo ressuscitado”, declarou. 

SERVIÇO SOCIAL: RECANTO NOSSA SENHORA DE LOURDES 

Medalha São Paulo Apóstolo valoriza o testemunho de pessoas e instituições por uma Igreja sinodal, Jornal O São Paulo

A penúltima categoria foi concedida ao Recanto Nossa Senhora de Lourdes, representado pelo Padre Odacir Lazaretti. Fundada em 1990, pela Congregação dos Servos da Caridade (Guanellianos), em uma área de mais de 56 mil metros quadrados, na zona Norte de São Paulo, essa instituição é um verdadeiro oásis de acolhimento para crianças, adolescentes e idosos com deficiência e em situação de vulnerabilidade econômica e social. 

Desde a sua inauguração, prestou assistência, educação e evangelização a mais de 20 mil pessoas. Atualmente, 226 assistidos com deficiência intelectual e múltipla participam de programas de educação, capacitação e integração social. 

Padre Odacir destacou que o Recanto busca fazer “a promoção integral da pessoa com deficiência”, e recordou e agradeceu aos padres que passaram pelas instituição. Também mencionou São Luiz Guanella, fundador do Recanto. “Não é porque a pessoa é deficiente, que não pode integrar a sociedade e promover a dignidade. Procuramos dar pão e paraíso.” 

MENÇÃO HONROSA 

Medalha São Paulo Apóstolo valoriza o testemunho de pessoas e instituições por uma Igreja sinodal, Jornal O São Paulo

A última medalha entregue no final da cerimônia foi a Menção Honrosa, às Irmãs Marilda de Camargo e Terezinha Bosco, consagradas a serviço da Arquidiocese de São Paulo, com um trabalho apostólico voltado às crianças e aos adolescentes de vulnerabilidade social no Jardim Sinhá, no extremo Leste de São Paulo. 

Irmã Marilda dedicou a medalha a Dom Luciano Mendes de Almeida (1930-2006), então Bispo Auxiliar de São Paulo, que acolheu as consagradas na Região Episcopal Belém, e também à Irmã Lurdinha, integrante do grupo, falecida em janeiro. 

Por fim, a consagrada entoou o famoso canto retirado da frase de Dom Luciano: “Se você acender uma luz na vida de uma criança, essa criança será a luz da sua vida”. 

O vídeo da cerimônia está disponível em: https://youtu.be/eXmJQ1iKTGc

Deixe um comentário