Mensagem aos idosos: sejam ‘artífices da revolução da ternura’

Mensagem aos idosos: sejam ‘artífices da revolução da ternura’
Vatican Media

No domingo, 24, celebra-se o 2º Dia Mundial dos Avós e dos Idosos, data instituída pelo Papa Francisco em 2021, para ser celebrada próxima da memória litúrgica dos santos Joaquim e Ana, avós de Jesus, comemorados em 26 de julho. 

Este ano, a mensagem do Pontífice tem como tema “Dão fruto mesmo na velhice” (Sl 92,15). No texto, o Santo Padre se dirige aos idosos para lembrar que aqueles que estão em uma idade avançada têm uma importante missão: ser “artífices da revolução da ternura” e de “libertarmos o mundo da sombra da solidão e do demônio da guerra”. 

Francisco os convida a redescobrir essa fase como “dom de uma vida longa”, ressaltando que esse é um dom para toda a sociedade. “Bendita a casa que guarda um ancião! Bendita a família que honra os seus avós!”, escreve. O Bispo de Roma também lembra que o testemunho dos idosos é importante e significativo, e convida-os a ser mestres de um modo de viver pacífico e atento aos mais frágeis. Essa missão começa na sua própria família, mas não termina nela, e inclui “não somente nossos próprios netos, mas muitos outros netos assustados que ainda não conhecemos e que talvez fujam da guerra ou sofram por causa dela”, aponta. 

MUDAR OS CORAÇÕES 

O Pontífice ainda exorta os avós e idosos a continuarem a dar frutos e a viverem de forma particular a dimensão da oração. “O instrumento mais precioso e apropriado que temos para a nossa idade. Uma imploração confiante pode fazer muito: é capaz de acompanhar o grito de dor de quem sofre e pode contribuir para mudar os corações”, destaca. 

“O Dia Mundial dos Avós e Idosos é uma oportunidade para dizer mais uma vez, com alegria, que a Igreja quer fazer festa juntamente com aqueles que o Senhor – como diz a Bíblia – ‘saciou com longos dias’ (Sl 91,16). Celebremo-la juntos! Convido-vos a anunciar este dia nas vossas paróquias e comunidades, a visitar os idosos mais abandonados, em casa ou nas residências onde estão hospedados. Procuremos que ninguém viva este dia na solidão. Ter alguém para cuidar pode mudar a orientação dos dias de quem já não espera nada de bom do futuro; e de um primeiro encontro pode nascer uma nova amizade. A visita aos idosos abandonados é uma obra de mi- sericórdia do nosso tempo!”, conclui o Pontífice. 

A íntegra da mensagem está disponível neste link. Para saber como celebrar o Dia Mundial dos Avós e dos Idosos, acesse aqui

Deixe um comentário