Movimento Sacerdotal Mariano completa 50 anos

Rezar pelos padres e formar com eles um grupo de consagrados ao Imaculado Coração de Maria. Em maio de 1972, durante uma peregrinação a Fátima, Portugal, o Padre Stéfano Gobbi (1930-2011), atuante em Milão, na Itália, por meio dessa inspiração divina, deu início ao Movimento Sacerdotal Mariano (MSM).

Fotos: Luciney Martins/O SÃO PAULO

Na tarde do sábado, 4, na Catedral da Sé, sacerdotes, religiosos e leigos que integram o movimento celebraram jubileu de ouro do MSM, com o cenáculo anual – um encontro de oração, fraternidade, adoração eucarística, reza do Terço e meditação das mensagens marianas que estão no livro azul “Aos Sacerdotes filhos prediletos de Nossa Senhora”, voltadas a ajudar os sacerdotes no caminho da santidade, por meio da consagração ao Imaculado Coração de Maria, bem como os demais fiéis a essa consagração.

O dia de atividades foi encerrado com missa, presidida pelo Cardeal Odilo Pedro Scherer. O Arcebispo Metropolitano de São Paulo exaltou aos membros do MSM que perseverem nos cenáculos, rezando pelos sacerdotes e as vocações sacerdotais. Os cenáculos também ocorrem nas casas, com a recitação do Rosário, meditação da Palavra de Deus, leitura de trechos do Catecismo da Igreja Católica e das mensagens do livro azul.

Na homilia, Dom Odilo exortou que continuem a ser feitos os cenáculos de oração com as crianças, jovens, famílias e sacerdotes, bem como nas igrejas com adoração eucarística, para o triunfo do Coração Imaculado de Maria. Ele  também pediu que se realizem cenáculos na Catedral da Sé semanalmente.

De acordo com Otavio Piva de Albuquerque, responsável leigo pelo MSM no Brasil, Dom Odilo participou de um cenáculo pela primeira vez em 2008, no Ginásio do Ibirapuera, que reuniu 25 mil pessoas de todo estado de São Paulo. Desde então, o Cardeal tem presidido as missas dos cenáculos anualmente, e em setembro de 2019 esteve no Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida no retiro anual do MSM. Além disso, em 2017, participou dos exercícios espirituais em forma de cenáculo em Fatima.

“Desejamos que os cenáculos se difundam em todas as paróquias e famílias da nossa Arquidiocese para que nelas triunfe o Coração Imaculado de Maria”, ressaltou Albuquerque, que recentemente lançou o livro  “Pe. Stefano Gobbi – profeta e santo”, que conta a trajetória do fundador do MSM, que realizou mais de 2 mil viagens, pelos cinco continentes, para difundir o movimento.

(Com informações de Otavio Piva de Albuquerque)

3 comentários em “Movimento Sacerdotal Mariano completa 50 anos”

  1. Uma benção, participo de vários Cenáculos diariamente, Nossa Senhora nos fala vivamente nas mensagens do “Livro Azul” como é conhecido. Para mim é maravilhoso estar unidos nos Cenáculos com a presença de Nossa Senhora, em suas mensagens Ela diz que é a primeira a chegar no Cenáculo. Todos os Padres de Nosso Estado deveria pertencer ao Movimento Sacerdotal Mariano pois são “filhos prediletos Dela” , Nossa Rainha, Rainha de nossos corações, Rainha de nossas famílias, Rainha do Brasil e do Mundo Inteiro 🌎

    Responder
    • Boa noite

      Gostaria de saber se na internet ou em paróquias aqui na capital de São Paulo tem os cenáculos ou mesmo se já se tem datas dos cenáculos mensais que Dom Odilo pediu n Catedral da Sé

Deixe um comentário para Sonia Regina Fernandes Cancelar resposta