Natal dos Sonhos: há 20 anos trazendo mais esperança a crianças e adolescentes

Natal dos Sonhos: há 20 anos trazendo mais esperança a crianças e adolescentes
Foto: Luciney Martins/O SÃO PAULO

A Campanha Natal dos Sonhos, promovida pela Pastoral do Menor da Arquidiocese de São Paulo, há 20 anos, arrecada brinquedos que são destinados a milhares de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social em São Paulo. Nos dois últimos anos, devido à pandemia do coronavírus, a campanha também arrecadou nas paróquias e colégios católicos, alimentos não perecíveis, buscando levar esperança e solidariedade para as famílias mais necessitadas.

Estima-se que nesta 20º edição do Natal dos Sonhos, mais de 15 mil brinquedos e 60 toneladas de alimentos, foram arrecadados em dois meses de campanha. As doações, estão sendo destinadas para as regiões episcopais, que estão encaminhando os brinquedos e mantimentos para as famílias dos projetos sociais e comunidades carentes assistidas pela Pastoral do Menor.

EU VIM PARA SERVIR

O tema desta edição “Eu vim para servir” (Mc 10,45), teve como objetivo levar toda a sociedade, para uma reflexão da necessidade de um mundo mais justo, humano e fraterno, principalmente diante das dificuldades impostas pela pandemia, em que a necessidade da população mais carente aumentou consideravelmente.

“Este tema é um chamado, um anúncio Cristão, da dignidade da vida humana, por meio do resgate de sonhos e fantasias de milhares de crianças, assistidas pelas diversas ações sociais, realizadas pela Arquidiocese de São Paulo”, disse Sueli Camargo, coordenadora Arquidiocesana da Pastoral do Menor, em entrevista ao O SÃO PAULO.

A idealizadora do Natal dos Sonhos recordou que este ano, muitos foram os desafios, pois diversas pessoas ainda sofrem com as sequelas da pandemia, mas existem motivos para agradecer. “Temos muito o que celebrar, pois, anunciamos com alegria o amor Divino que se fez criança. Cremos que o nosso Deus é o Deus da vida em abundância”, completou.

AÇÃO DE GRAÇAS

Em ação de graças por todas as doações, pelas crianças, adolescentes e familiares que vão poder ter um Natal mais feliz, Dom José Benedito Cardoso, Bispo Auxiliar de São Paulo na Região Lapa, no domingo, 19, presidiu a Eucaristia, no Ginásio da Sociedade Esportiva Palmeiras, concelebrada pelo Padre Leonardo Venincio de Araújo Silva, Pároco, da Paróquia São Carlos Borromeu e colaborador no clube.

Na homilia, o Bispo agradeceu ao Palmeiras pela acolhida, aos demais parceiros da campanha e a todos que contribuíram com o Natal dos Sonhos. Recordando o Evangelho do 4º domingo do Advento (Lc 1,39-45), Dom José refletiu sobre o encontro de Maria com sua prima Isabel.

“Bela é a atitude de Maria, que mesmo grávida, percebe que alguém em condições parecidas com a dela, necessita de seus cuidados e sai apressadamente, caminhando pelas montanhas da região”, salientou o Bispo.

VALORIZAÇÃO DA VIDA

Dom José Benedito reiterou que o encontro entre Maria e Isabel é tão belo e alegre, que até as crianças se mexem no ventre de suas mães. Segundo o Bispo, todos os fiéis devem refletir sobre os ensinamentos dessa passagem que são atuais, começando pela valorização da vida, com empenho e dedicação, sem desculpas para enfrentar desafios.

“Cada criança é singular e precisa de todos os cuidados, por isso nós temos a Pastoral do Menor, para cuidar da vida de todas as crianças que precisam de cuidado, com aquilo que tem de melhor”, reforçou.

O Bispo Auxiliar de São Paulo enfatizou que a Missa em ação de graças pela 20º edição do Natal dos Sonhos, foi motivo para agradecer e reforçar que a Pastoral do Menor está no caminho certo, subindo as montanhas, com empenho, dedicação e protegendo a vida.

“Enquanto tivemos força e Deus nos conceder a vida, temos que ter essa disposição de servir as pessoas. É isso que é feito nessa parceria entre Pastoral do Menor e Palmeiras, que distribui aquilo que é mais necessário e cuida das crianças”, concluiu.

ACOLHENDO O MENINO JESUS

Breno Nunes Bispo, após 27 dias de nascimento, representou o menino Jesus, ao lado de seus pais, Edcarlos Nunes Bispo e Katia de Oliveira Nunes Bispo, que representaram José e Maria, em um dos momentos mais emocionantes da Celebração Eucarística.

Em entrevista ao O SÃO PAULO, Katia Nunes, salientou a responsabilidade de interpretar Maria, um modelo de mãe.

“Refleti sobre o amor de Maria por Jesus e como ela acompanhou a vida Dele, quando descobri que estava grávida e agora, quando recebi o convite para interpretar Maria. Quero ser assim para o Breno e estar junto em todas as fazes de sua vida, assim como Maria fez com Jesus”, disse Katia à reportagem.

O palmeirense Edcarlos Bispo, que escolheu o nome de seu filho em homenagem ao atacante Breno Lopes, que fez o gol do título da Libertadores de 2020, reforçou a emoção em representar José,  figura tão importante para história da Salvação, no clube de coração.

“O Natal representa sempre esperança, os últimos dois anos foram muito difíceis para os brasileiros. Que o Natal desse ano possa simbolizar a esperança de uma mudança em 2022”, salientou Edcarlos Bispo.    

BRILHO NO OLHAR

O Natal dos Sonhos, conta com diversos parceiros, entre eles os colégios católicos, a Mega Model Brasil, a Sabesp, o Palmeiras, Crefisa, FAM, Editora Paulus e Staubli Comércio. No final da celebração, um grupo de crianças representando a Pastoral do Menor, recebeu brinquedos dos parceiros. Neive de Andrade, Vice-presidente da Sociedade Esportiva Palmeiras, agradeceu os participantes e desejou aos presentes um feliz Natal.

Sueli Camargo, que coordenada à campanha desde a primeira edição, salientou que a mobilização nasceu por iniciativa de um empresário que queria realizar sonhos de crianças carentes. Esta incumbência foi destinada à Pastoral do Menor, pelo Cardeal Claudio Hummes, então Arcebispo de São Paulo.

“Coube à Pastoral do Menor o melhor momento, o de presenciar o brilho no olhar das crianças na entrega dos brinquedos, além do incentivo a solidariedade e a grande mobilização em torno da campanha. Temos, ainda, a oportunidade de celebrarmos junto com as crianças, adolescentes e familiares à chegada do Menino Deus”, concluiu.

Deixe um comentário