Regional Leste 3 da CNBB congregará mais de 4 milhões de fiéis

Aprovado na Assembleia da CNBB, na quarta-feira, 14, novo regional será composto por 4 dioceses no estado do Espírito Santo

Divulgação

O episcopado brasileiro, reunido de modo on-line na 58a Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), aprovou na quarta-feira, 14, a criação do Regional Leste 3, que será formado pela Arquidiocese de Vitória e as Dioceses de Cachoeiro do Itapemirim, Colatina e São Mateus, todas no estado do Espírito Santo.

Atualmente, as quatro dioceses compõem a Província Eclesiástica de Vitória, que é a parte do Regional Leste 2 da CNBB, do qual também fazem parte as 28 (arqui) dioceses que estão no território do estado de Minas Gerais.

As quatro dioceses, em 78 cidades do Espírito Santo, abrangem uma população de aproximadamente 4.015 milhões de pessoas, e contam com 338 padres, entre diocesanos e religiosos.

19 Regionais

A criação do Regional Leste 3 foi aprovada por 251 dos 269 bispos que votaram na Assembleia Geral da CNBB na quarta-feira, 14.

Agora com o Leste 3, passam a existir 19 regionais da CNBB. O último a ser criado fora o Norte 3, na Assembleia Geral dos Bispos em 2016.

Cada um dos regionais reproduz a estrutura de organização da sede da CNBB, contando com presidência e bispos referenciais das diversas áreas da ação evangelizadora da Igreja.

Além disso, cada uma das unidades conta com sede e colaboradores para agilizar a organização da administração e da contabilidade, e dispõe de um secretário-executivo. No projeto do Regional Leste 3 é apontado que sua sede será na cidade de Vitória (ES), no Centro Católico de Estudos Dom Silvestre Luiz Scandian.

Processo de criação

A proposta para criação do regional Leste 3 teve início em 2019 e foi pauta da reunião do Conselho Pastoral do Regional Leste 2, e submetida e aprovada pelo Conselho Permanente da CNBB em 2020. 

Com a aprovação obtida na 58ª Assembleia Geral, os próximos passos são um momento de Ação de Graças em conjunto com o Regional Leste 2, programado para o mês de junho, e a ato solene de criação efetiva do Regional Leste 3, que deve acontecer em dezembro deste ano.

Justificativas

Entre os objetivos da criação do Regional Leste 3, descritos no projeto, está a de assegurar a colegialidade da ação comum, o estudo e aplicação das Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil; favorecer a construção de uma pastoral orgânica, a partir das características das Comunidades Eclesiais de Base; coordenar as atividades em sintonia com a CNBB e a Santa Sé; e animar a dimensão social da evangelização a partir da realidade capixaba.

Outra justificativa é a distância das dioceses capixabas em relação à sede do Regional Leste 2, em Belo Horizonte. Uma viagem por via terrestre entre a capital mineira e Vitória, por exemplo, leva cerca de oito horas, em mais de 520 quilômetros.

Com a criação do  Regional, “as formações atingirão um número maior de agentes de evangelização, uma vez que as distâncias serão encurtadas e haverá substancial redução de custos no envio e formação dos agentes de evangelização”, consta no projeto, no qual também se ressalta que as quatro dioceses “dispõem de assessores qualificados (padres e leigos) em diversas áreas para o auxílio na formação”.

No projeto de criação também se pondera que pelo fato de no Regional Leste 2 serem 28 (arqui) dioceses em Minas Gerais e quatro no Espírito Santo, na maioria das vezes, os encontros e assembleias “tratam de questões e preocupações próprias, nem sempre condizentes com as demandas e necessidades específicas das Igrejas particulares do Espírito Santo”.

“Há um modo de ser igreja peculiar no Estado do Espírito Santo e, criando este novo regional, teria mais visibilidade a sua ação que poderia em muito contribuir e ajudar a inspirar a ação evangelizadora de toda a Igreja no Brasil”, consta em outro trecho do documento, no qual também se assegura que as quatro dioceses “dispõem de condições financeiras para a manutenção da estrutura física e envio de leigos para os encontros nacionais”.

A criação do Regional Leste 3 da CNBB foi comemorada por Dom Dario Campos, Arcebispo de Vitória. “É importante a criação do Regional porque vai facilitar a participação de padres e leigos das reuniões e também porque o jeito de ser Igreja no Espírito Santo é diferente do jeito de ser Igreja de Minas Gerais. Vamos conseguir mais participação e olhar as particularidades desta Igreja Particular”, afirmou em entrevista ao site daquela Arquidiocese.

Em entrevista ao O SÃO PAULO, Dom Luiz Fernando Lisboa, Bispo da Diocese de Cachoeiro de Itapemirim, disse acolher com alegria a criação do Regional Leste 3, pois “a igreja no Espírito Santo tem uma caminhada muito própria, que é toda baseada na experiência das Comunidades Eclesiais de Base (CEBs), dos Círculos Bíblicos, e isso é muito forte aqui. Somente na nossa diocese de Cachoeiro de Itapemirim, por exemplo, temos um volume de 30 mil a 40 mil livrinhos dos Círculos Bíblicos espalhados pela diocese. Então é um trabalho bonito que se faz e nós queremos aprofundá-lo. Acredito, então, que como um Regional, as quatro dioceses do Espírito Santo, sendo uma voz forte, poderá contribuir com toda a Igreja no Brasil, mostrando nosso rosto, nossa maneira de ser e de viver a fé”.

(Com informações de CNBB, Regional Leste 2 e Arquidiocese de Vitória)

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter