‘A verdadeira prática religiosa deve ser acompanhada de um coração contrito e humilde’

‘A verdadeira prática religiosa deve ser acompanhada de um coração contrito e humilde’

O Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, presidiu a missa na manhã desta segunda-feira, 13, na capela de sua residência, transmitida pela rádio 9 de Julho e pelas mídias digitais da Arquidiocese.

A Eucaristia foi celebrada na intenção de toda a Arquidiocese de São Paulo, de modo especial pelo grupo de padres que iniciarão neste dia o seu retiro anual. Este anos, devido à pandemia de COVID-19, os exercícios espirituais acontecerão de forma virtual, por meio de videoconferências que terão como pregador Dom José Negri, Bispo da Diocese de Santo Amaro (SP).

Dom Odilo também rezou por todas as pessoas que são atingidos pelos impactos da pandemia, especialmente os doentes, profissionais da saúde, os pobres e os falecidos.

ORAÇÃO SINCERA

A primeira leitura (Is 1,10-17) traz uma palavra incisiva de Isaías sobre a prática da religião. Em nome de Deus, o profeta indaga os magistrados de Sodoma e o povo de Gomorra: “Que me importa a abundância de vossos sacrifícios? […]. Não continueis a trazer oferendas vazias! O incenso é para mim uma abominação! Não suporto lua nova, sábado, convocação de assembleia: iniquidade com reunião solene!”.

“Em outras palavras, o profeta está falando claramente diante de uma religiosidade falsa, cujo coração não está com Deus”, destacou Dom Odilo, acrescentando que “a verdadeira prática religiosa deve ser acompanhada de um coração contrito, humilde, arrependido dos pecados e que tem a boa vontade de andar nos caminhos de Deus”.

Cardeal enfatizou, ainda, que “a oração falsa, que esconde a corrupção, crimes maldades e imoralidades, não agrada a Deus”. Em seguida, recordou as palavra do salmo responsorial do dia (Sl 49): “A todo homem que procede retamente, eu mostrarei a salvação que vem de Deus”.  

TOMAR A CRUZ

No Evangelho (Mt 10,34 – 11,1), Jesus  também apresenta palavras decisivas sobre a escolha radical em que nada deva ser mais importante na vida do cristão do que a escolha de Deus e o seguimento do Senhor: “Quem procura conservar a sua vida vai perdê-la. E quem perde a sua vida por causa de mim vai encontrá-la… Quem não toma a sua cruz e não me segue, não é digno de mim”.

Em seguida o Senhor exorta que o bem feito em seu nome e por sua causa será recompensado.  “Quem vos recebe a mim recebe; e quem me recebe, recebe aquele que me enviou […]. Quem der, ainda que seja apenas um copo de água fresca, a um desses pequeninos, por ser meu discípulo, em verdade vos digo: não perderá a sua recompensa”, diz Jesus.

“Que Deus nos ajude a realizarmos o bem em relação a todas as pessoa que encontrarmos nesse dia”, concluiu o Arcebispo.

Notícias relacionadas

‘A verdadeira prática religiosa deve ser acompanhada de um coração contrito e humilde’

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter