Confira nossa versão impressa

Ação pastoral em favor do desenvolvimento integral da criança

Na série mensal ‘Infância Roubada’, o jornal O SÃO PAULO apresenta o problema da má nutrição infantil e de grupos que atuam para superá-la

Ação pastoral em favor do desenvolvimento integral da criança
Foto: Pastoral da Criança

Em 1983, morriam por desnutrição no Brasil 83 crianças a cada mil nascidas vivas. Essa realidade não passou indiferente à médica sanitarista e pediatra Zilda Arns Neumann, que, com o Cardeal Geraldo Majella Agnelo, então Arcebispo de Londrina (PR), fundou a Pastoral da Criança, hoje com atuação em todos os estados brasileiros e em outros dez países.

Já no ano seguinte, o índice de mortos a cada mil nascidos vivos no País caiu para 28, como fruto do trabalho da Pastoral, cujo objetivo é o “desenvolvimento integral das crianças, promovendo, em função delas, também suas famílias e comunidades”.

“Naquela época, as principais causas de morte das crianças eram a desidratação por diarreia e a desnutrição. Com base nisso, a principal ação da doutora Zilda foi a organização da comunidade e a busca de voluntários locais. Ela formou uma equipe e capacitou esses voluntários para acompanhar e transmitir informações simples sobre a importância do aleitamento materno, higiene, al imentação, acompanhamento nutricional, vacinas e reidratação oral para as famílias pobres”, recorda Caroline Dalabona, mestra em saúde pública pela USP e nutricionista da equipe técnica da coordenação nacional da Pastoral.

Nos anos seguintes, a Pastoral da Criança incentivou a disseminação do soro caseiro, os cuidados com a higiene nas famílias, o aleitamento materno, o consumo de alimentos saudáveis e lutou por melhorias no saneamento básico no Brasil.

Multimistura e hortas comunitárias

Um dos marcos da Pastoral foi a criação da multimistura, que pode ser feita pelas pessoas em suas próprias casas, a partir do aproveitamento integral dos alimentos, incluindo cascas e sementes, bem como a priorização do consumo de alimentos frescos, como frutas, verduras e legumes.

Desde 2009, a Pastoral realiza a ação Alimentação e Hortas Caseiras, com o intuito de estimular a prática das hortas em casa, em pequenos espaços, bem como a troca de mudas e alimentos da horta entre as famílias, de receitas e o consumo de alimentos saudáveis.

“Atualmente, temos esse material disponível em nosso aplicativo, em formato de e-Capacitação. É um material riquíssimo, que traz conteúdo e orientações do Guia Alimentar para a Popu lação Brasileira, como a diferença entre os alimentos de acordo com o processamento, como fazer melhores escolhas alimentares, como interpretar o rótulo dos produtos alimentícios, 10 passos para a alimentação saudável e um teste sobre como anda sua alimentação; há também todo o passo a passo para se fazer uma horta caseira, sementeira, informações de como cuidar da horta, além de muitas dicas de cozinha”, comenta Caroline.

Adaptações

Diante do aumento de casos de obesidade infantil, a Pastoral aprimorou algumas de suas metodologias para avaliar o estado nutricional das crianças. “Incluímos a medida da altura, o que permitiu avaliarmos a criança pelo índice de massa corporal para a idade (IMC/idade), o qual nos foi indicado por pesquisadores da área como melhor opção para avaliar excesso de peso. Além disso, informatizamos o processo de análise dos dados, ou seja, as medidas das crianças são incluídas em nosso aplicativo, o qual já dá, no mesmo momento, o estado nutricional da criança e indica quais são as orientações para cada caso. Essas informações podem ser compartilhadas com a família via e-mail, WhatsApp ou outro meio. Toda essa avaliação era feita no dia da Celebração da Vida (esperamos em breve retomá-la com a superação da atual pandemia), que é um momento mensal em que as famílias e líderes da Pastoral da Criança se encontram para um momento de celebração, conversa, troca de experiências e apoio”, detalhou a nutricionista.

A Pastoral atua para a formação de uma rede de solidariedade em cada comunidade, incentivando parcerias diversas em prol das famílias mais vulneráveis. Outros detalhes das ações e o download de materiais pode ser feito em www.pastoraldacrianca.org.br.

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Maradona jogou pela paz a pedido de Francisco

Campeão do mundo com a seleção da Argentina, em 1986, um dos maiores jogadores de todos os tempos morreu nesta quarta-feira, 25. Ele encontrou-se com o Papa, no Vaticano, em 2014

Câmara lança campanha de 21 dias pelo fim da violência contra a mulher

Além da violência física contra a mulher, deputadas destacam importância de se combater violência política e psicológica A Secretaria da Mulher e a Primeira-Secretaria...

Dom Odilo à TV Canção Nova: ‘Que Deus continue iluminando e fortaleça este trabalho’

Arcebispo Metropolitano presidiu missa na comemoração dos 20 anos da emissora na capital paulista Na noite da segunda-feira, 23, o Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo...

Em live, Cardeal Scherer refletirá sobre a encíclica Fratelli tutti

Nesta quarta-feira, 25, às 20h30, a Arquidiocese de São Paulo realizará mais uma edição do Diálogos com a Cidade, totalmente on-line, em virtude da...

Jovens se conectam a Assis para pensar em uma economia a serviço da vida

Mais de 2 mil jovens, de 115 países, participaram, entre os dias 19 e 21, do encontro internacional “Economia de Francisco”, atendendo ao convite...

Newsletter