Arcebispo agradece ajuda às vítimas de furacão na Nicarágua

60 mil dólares obtidos por doações financeiras foram enviados à Diocese de Siuna, que foi muito atingida

Arcebispo agradece ajuda às vítimas de furacão na Nicarágua
Pastorais sociais da Diocese de Siuna, na Nicarágua, organizam distribuição de doações aos afetados (foto: Diocese de Siuna)

O Arcebispo de Manágua, capital da Nicarágua, Cardeal Leopoldo José Brenes, expressou agradecimento pela generosidade demonstrada aos afetados pelo furacão Iota, que chegou ao país em 16 de novembro, com ventos de 250 km/h.

O Bispo confirmou a entrega de uma ajuda de aproximadamente 60 mil dólares à Diocese de Siuna, que foi muito atingida pelo furacão. O Cardeal agradeceu a sacerdotes, religiosos e fiéis de todas as paróquias, assim como as pessoas de boa vontade que se esforçaram em ajudar financeiramente as famílias afetadas pelo furacão.

O Iota, quando chegou ao país, estava classificado como categoria 4 e ocasionou a caída de árvores, postes de luz e o desprendimento de tetos das casas, que, também, ficaram sem energia elétrica.

O Seminário Menor da Diocese de Siuna, localizado numa área bastante atingida, foi destruído quase que completamente.

Guillermo González, codiretor do Sistema Nacional de Prevenção, Mitigação e Atenção de Desastres da Nicarágua, afirmou que foi possível evacuar da região mil pessoas, que foram distribuídas em 250 albergues, casas solidárias e igrejas.

Neste momento, o mais urgente é prover as necessidades básicas dessa população e reconstruir as casas destruídas.

Na semana passada, o CELAM e a Cáritas da América Latina e do Caribe exortaram as Conferências Episcopais dos países atingidos a criar mais campanhas de ajuda urgente por meio da Rede Cáritas.

Com informações de CELAM

Notícias relacionadas

Arcebispo agradece ajuda às vítimas de furacão na Nicarágua

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter