Confira nossa versão impressa

Prevalência da covid-19 é de 11% na capital paulista

Inquérito sorológico feito pela prefeitura está na terceira fase

Prevalência da covid-19 é de 11% na capital paulista
Movimentação no comércio de São Paulo após reabertura.

A prevalência de infectados pela covid-19 na cidade de São Paulo chegou a 11% da população, ou seja, 1,3 milhão de residentes na capital paulista já tiveram contato com o vírus e têm anticorpos, de acordo com o resultado da fase 4 do Inquérito Sorológico, feito pela prefeitura e apresentado hoje,27. O levantamento começou a ser feito em junho e partiu da fase zero, na qual a prevalência era de 9,5%. Na fase 1, esse percentual foi de 9,5%; na fase 2, de 9,8%; e na fase 3, 10,9%.Prevalência da covid-19 é de 11% na capital paulistaPrevalência da covid-19 é de 11% na capital paulista

De acordo com o estudo, a região com mais moradores que já contraíram o novo coronavírus é a sul, com 14,1%; seguida da região leste (12,3%), a sudeste (10,6%), norte (8,3%) e a centro-oeste com 5,2%.

Nesta fase foram entrevistados e testados, até o dia 17 de agosto, moradores de 5,6 milhões de domicílios com base nos dados de IPTUs, hidrômetros e 472 unidades básicas de saúde, chegando a um total de 5.760 pessoas e 2.449 coletas de material para exame. Com esses dados, a prefeitura paulistana pretende conhecer a situação sorológica da população da cidade e direcionar as estratégias de saúde para combater de maneira mais eficiente à covid-19.

Perfil

Nesta fase, assim como na anterior, a maioria dos atingidos pelo vírus foram pessoas de 18 a 34 anos (13,1%), com ensino fundamental completo (15,6%), principalmente das classes D e E (18,2%) e desempregados (18,1%). Quando avalia o distanciamento social, o estudo revela que nessa fase o percentual de pessoas que fizeram o isolamento parcialmente e contraíram a covid-19 foi 10,9%, enquanto os que não fizeram foram 17,9%. Entre os que moram com cinco ou mais pessoas, 16% já tiveram contado com o novo coronavírus. A estimativa de proporção de assintomáticos nesta fase do inquérito que apresentaram teste reagente para covid-19 foi 40,6%.

De acordo com a prefeitura, o inquérito mostra a confirmação de duas tendências: a primeira é que o novo coronavírus afeta com mais incidência os menos favorecidos, menos esclarecidos e menos abastados, além de ter incidência duas vezes maior entre os pretos e pardos do que entre os brancos. As pessoas com ensino fundamental têm prevalência três vezes maior do que os que tem ensino superior. Entre as classes D e E, a incidência é quatro vezes maior do que entre as A e B.

De acordo com o prefeito, a segunda tendência é a manutenção do índice de prevalência em 11%, o que reforça que apesar da flexibilização promovida na cidade de São Paulo pela prefeitura, as pessoas estão mantendo a preocupação, o controle e o respeito às normas sanitárias, com os serviços e comércios abertos sem registro de segundo pico da doença.

Inquérito infantil

Na fase 2 do inquérito infantil que abrangeu 6 mil estudantes entre quatro e 14 anos da rede municipal de ensino que tem 675.922 alunos, a prevalência é 18,3%, com 123.694 mil escolares que já tem anticorpos para a covid-19. Na fase 1, a prevalência foi 16,1% (108.823 mil alunos já infectados). A proporção de crianças assintomáticas é 69,5%, duas vezes mais do que as sintomáticas. Pelo menos 26,3% dos alunos que já tiveram contato com o novo coronavírus residem com um adulto. Entre essa população a adesão ao distanciamento social detectada nesta fase foi 98.7%.

Essa fase confirma alguns dados da primeira fase, entre eles o de que sete a cada dez crianças não apresentam nenhum sintoma e 25% moram com pessoas do grupo de maior vulnerabilidade.

Para a prefeitura, a decisão de não autorizar o retorno às aulas no mês de setembro foi acertada. “Entre 10 e 15 de setembro teremos a terceira fase do inquérito realizado com crianças abrangendo também os alunos da rede estadual e particular. A partir daí a prefeitura vai decidir se nós teremos ou não retorno às aulas este ano na cidade de São Paulo”, disse o prefeito Bruno Covas.

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Doação de Sangue: um gesto concreto em favor do próximo

Hemocentros de todo país se unem na campanha ‘Somos todos do mesmo sangue’, em vista do Dia Nacional do Doador de Sangue, em 25...

A Igreja terá 128 novos beatos e 6 novos veneráveis Servos de Deus

O Papa autorizou a Congregação das Causas dos Santos a promulgar os decretos de 128 novos beatos e 6 novos veneráveis Servos de Deus...

‘O embrião é uma pessoa humana’, recordam bispos costarriquenhos

No País da América Central, legisladores debatem projeto de lei que busca reconhecer os direitos dos nascituros

No próximo sábado serão criados 13 novos cardeais

Dos 13 novos cardeais, dois não poderão participar das cerimônias por causa da emergência coronavírus: Dom Cornelius Sim, Vigário Apostólico de Brunei e Dom...

Dom Odilo: viver bem cada dia, na esperança de que o Senhor virá

O Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, presidiu a missa desta terça-feira, 24, na capela de sua residência, transmitida pela rádio 9...

Newsletter