Capital Paulista registra 51% de isolamento social no primeiro dia de feriado

Capital Paulista registra 51% de isolamento social no primeiro dia de feriado
(Crédito Agência Brasil)

O Sistema de Monitoramento Inteligente (SIMI-SP), do Governo de São Paulo, apontou que a cidade de São Paulo registrou 51% de isolamento social na quarta-feira, 20, quando houve a antecipação, apenas no calendário civil, do feriado de Corpus Christi, de 11 de junho. A celebração religiosa permanece mantida para esta data na Arquidiocese de São Paulo, em comunhão com a Igreja em todo mundo.

De acordo com a Prefeitura de São Paulo, a taxa de isolamento social ainda representa uma baixa adesão na capital paulista, podendo impactar ainda mais a economia, já que a quarentena poderá continuar enquanto os índices de transmissão da covid-19 (doença provocada pelo novo coronavírus) não diminuírem na cidade. De acordo com a recomendação das autoridades de saúde, o índice mínimo deve ser 55%.

Como forma de ampliar o índice de isolamento social, como forma de proteção e garantir a vida das pessoas, a Prefeitura decretou a antecipação dos feriados de Corpus Christi e do Dia da Consciência Negra para quarta (20/05) e quinta-feira (21/05), além de declarar ponto facultativo nas repartições públicas municipais da Administração Direta, Autarquias e Fundações na sexta-feira (22).

A Prefeitura ressalta que não se trata de “um feriado de lazer, mas servirá para que as pessoas fiquem em suas casas, protegendo os seus familiares”.

O poder público municipal aponta, ainda, que “o respeito ao isolamento social é fundamental para conter avanço da doença e preservar toda a rede de saúde (seja ela pública, filantrópica ou particular).  Com o baixo índice de isolamento da capital, todo esforço que a Prefeitura e o Governo do Estado têm feito para a ampliação do número de leitos será em vão e a quarentena deverá continuar enquanto a situação não estiver controlada.  Especialistas também afirmam que a preocupação vai além do número de leitos”.

No mais recente boletim da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), foram registrados 42.417 casos confirmados e 3.087 óbitos pela doença na capital. Outros 147.991 casos e 3.412 óbitos estão em investigação. Por isso que as pessoas devem colaborar ficando dentro de casa.

A implantação da quarentena segue orientação da Organização Mundial da Saúde (OMS), da Organização Pan-americana de Saúde (Opas), Ministério da Saúde e do Centro de Contingência do coronavírus de São Paulo, formado por epidemiologistas, cientistas, pesquisadores, infectologistas e virologistas.

Atualmente, o plano para a retomada gradual do distanciamento social, feito pelo governo estadual, será baseado em critérios como: a estabilidade e o declínio do número de óbitos; variação epidemiológica; capacidade de todo o estado na resposta aos doentes graves e que necessitam de Unidade de Terapia Intensiva (UTI); e efetividade do distanciamento social

(Com informações da Prefeitura de São Paulo)

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter