Cardeal Scherer participa do 1º Congresso Internacional on-line de Liberdade Religiosa e Cidadania

“A liberdade religiosa não é apenas um bem individual, mas um bem para toda sociedade”, disse Dom Odilo

Cardeal Scherer participa do 1º Congresso Internacional on-line de Liberdade Religiosa e Cidadania
Reprodução Alesp

Em comemoração ao Dia Estadual da Liberdade Religiosa, celebrado em 25 de maio, a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) promoveu, na terça-feira, 26, o 1o Fórum Internacional on-line de Liberdade Religiosa e Cidadania. O encontro, que aconteceu em ambiente virtual, contou com a participação do Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo Metropolitano de São Paulo, e de líderes nacionais e internacionais de diversas crenças.

Durante a sessão solene promovida pela deputada Doutora Damaris Moura (PSDB), os presentes debateram, dentre outras coisas, formas de garantir o direito ao exercício da fé durante a pandemia de COVID-19. Dentre os participantes do evento, estava o Governador de São Paulo, João Doria, e o presidente da Alesp, deputado Cauê Macris (PSDB).

DIGNIDADE HUMANA

O Arcebispo de São Paulo recordou que neste momento de pandemia, é preciso buscar ao  máximo a união, pois juntando esforços é possível superar esse crise e juntos atingir o maior objetivo que é de salvar vidas. Ele afirmou que a liberdade religiosa é um direito humano fundamental.

“Todas maneiras e convicções que se dizem respeito a religião fazem parte do núcleo fundamental da pessoa e da existência. Mexer na liberdade religiosa significa mexer na dignidade da pessoa, nas suas convicções mais intimas, nas suas expectativas mais importantes para sua existência. Por isso mesmo, é um bem que devemos defender em todo o lugar e em toda parte.”

GARANTIAS FUNDAMENTAIS

Cardeal Scherer participa do 1º Congresso Internacional on-line de Liberdade Religiosa e Cidadania
Reprodução Alesp

Segundo dados do último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), realizado em 2010, mais de 90% da população de São Paulo possui alguma crença. De acordo com os registros de boletins de ocorrência feitos pela Polícia Civil, em 2019 o número de casos de intolerância religiosa aumentaram cerca de 20% no estado, quando comparado com o ano anterior.

O Cardeal Scherer recordou que tanto a liberdade quanto a prática religiosa são garantias fundamentais: “Se, de um lado, é um direito do cidadão, por outro,  é dever do estado assegurar a liberdade religiosa e de forma alguma cercear a liberdade religiosa ou de expressão da consciência das pessoas. Por isso, todos nós temos que nos alegrar por viver em um país e em um estado onde existe liberdade religiosa.”

PERSEGUIÇÃO RELIGIOSA

Dom Odilo recordou que, infelizmente, em muitos países esses direitos não são respeitados e existe perseguição religiosa, violência, cerceamento da pratica da fé e, até mesmo, imposição de uma religião, situações que vão contra a liberdade humana e religiosa.

“A liberdade religiosa não é apenas um bem individual, mas um bem para toda sociedade, pois na medida em que a religião pode ser livremente expressada, existe também uma dinâmica, uma fecundidade de participação dos cidadãos na vida social por meio de suas convicções, que são muito importantes para formar a cultura e a sociedade, para contribuir para o bem comum”, concluiu.

(Com informações de Alesp)

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter