Confira nossa versão impressa

Evento debate conquistas e desafios nos 30 anos do ECA

A iniciativa da PUC-SP, em parceria com a Pastoral do Menor, da Arquidiocese de São Paulo, será transmitida pelas redes sociais na segunda-feira, 5

Evento debate conquistas e desafios nos 30 anos do ECA
Luciney Martins/O SÃO PAULO

As conquistas e os desafios dos 30 anos de vigência do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) estarão em destaque, na segunda-feira, 5, no evento promovido pelo Escritório Modelo “Dom Paulo Evaristo Arns”, da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), em parceria com a Pastoral do Menor, da Arquidiocese de São Paulo.

O evento remoto será transmitido no Youtube da TV PUC-SP e pelo Facebook.

Serão duas sessões: a primeira, das 9h30 às 11h30, com o tema “Os 30 anos de conquistas da infância e juventude sob a ótica multidisciplinar”, contará com palestrantes e com a palavra de Dom Eduardo Vieira dos Santos, Bispo Auxiliar de São Paulo, que representará o Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo Metropolitano.

A segunda sessão com o tema “Desafios futuros da proteção integral – efetivação de direitos”, também terá a palavra de especialistas e a participação de Dom Luiz Gonzaga Fechio, Bispo referencial Pastoral do Menor Nacional.

A Programação completa está disponível no site da PUC-SP. Será oferecido certificado aos participantes do evento pela própria PUC-SP.

CONQUISTAS E DESAFIOS

Desde a entrada em vigor do ECA, em 12 de outubro de 1990, crianças e adolescentes passaram ser considerados sujeitos de direito credores de proteção integral, por parte do Estado, família e sociedade, com prioridade absoluta por serem pessoas em condição peculiar de desenvolvimento.

“De lá para cá, muita coisa mudou. As conquistas quanto à satisfação dos direitos fundamentais de crianças e adolescentes foram significativas nas áreas da educação, saúde, respeito e dignidade. No entanto, não alcançamos todos os desideratos relacionados à qualidade da educação, saúde integral, alimentação, convivência familiar e comunitária, e ao longo desta jornada, as transformações sociais, econômicas e tecnológicas trouxeram outros desafios”, ressaltam os organizadores.

MOBILIZAÇÃO DO POVO E DA IGREJA

Até o início de 1990, a principal preocupação do Estado brasileiro em relação às crianças e adolescentes era que não se tornassem um problema para a sociedade. O Código de Menores, então vigente, dispunha sobre “a assistência, proteção e vigilância a menores de até 18 anos de idade que se encontrem em situação irregular”.

Parte da sociedade, porém, desejava um novo olhar para as crianças e os adolescentes, o que resultou na redação do artigo 227 da Constituição de 1988, que indica os deveres da família, da sociedade e do Estado com a garantia dos direitos de crianças, adolescentes e jovens. A Constituição abriu o caminho para a publicação, em 13 de julho de 1990, da Lei 8.069, o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

A mobilização para que o menor de idade fosse reconhecido como sujeito de direito e em condição de desenvolvimento teve o apoio da Igreja Católica. Em 1987, o assunto foi tratado na Campanha da Fraternidade, com o lema “Quem acolhe o menor a mim acolhe”, e a própria redação do ECA teve a colaboração de católicos, como a assistente social Ruth Pistori e a Irmã Maria do Rosário, pioneiras da Pastoral do Menor, juntamente com Dom Luciano Mendes de Almeida, que presidiu a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) entre 1987 e 1995.

LEIA TAMBÉM

ECA: 30 anos de um novo olhar para as crianças e os adolescentes

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Retirar-se para ouvir a voz de Deus

O SÃO PAULO apresenta indicações para quem deseja realizar um retiro espiritual de maneira solitária e pessoal

Marcha pela Vida 2020: a mulher e o bebê têm igual direito de viver

Não foi como nos anos anteriores, com centenas de pessoas nas ruas, mas a Marcha pela Vida...

São João Paulo II: um Santo e poeta da Igreja

Dando sequência a série especial que rememora santos poetas da Igreja ao longo da história, O SÃO...

Polônia inaugura mural gigante de São João Paulo II no ano do centenário

Uma cidade polonesa inaugurou um mural gigante de São João Paulo II, em homenagem ao centenário de...

Declaração do Papa sobre homossexuais foi editada com fragmentos de entrevista de 2019

Cineasta utilizou trechos retirados do contexto original de uma entrevista do ano passado para compor afirmação do Pontífice a respeito das uniões...

Newsletter