Na Tailândia, paróquias se organizam para ajudar os mais atingidos pela crise econômica

Muitas paróquias da Arquidiocese de Bangkok, capital da Tailândia, estão na linha de frente na ajuda e assistência aos pobres afetados severamente pelos impactos sociais e econômicos da pandemia do novo coronavírus.

A Paróquia Nossa Senhora de Fátima criou um serviço especial para a distribuição de comida. “Quem quiser doar para outros, pode trazer aqui comida, enquanto os que precisam podem pegá-la livremente”, explicou o Padre Daniele Mazza, missionário em Bangkok, à Agência Fides

“O governo está ajudando com arroz e pequenas quantidades de dinheiro para as famílias necessitadas, mas as necessidades são muitas. Como Igreja, estamos tentando oferecer suporte para a subsistência de famílias pobres”, continuou o Sacerdote.

Na Tailândia, paróquias se organizam para ajudar os mais atingidos pela crise econômica
Pandemia de COVID-19 afeta população mais pobre da Tailândia

Foi o grupo de jovens da paróquia que preparou e começou a iniciativa, que reflete um verdadeiro espírito de caridade, porque dá a todos a oportunidade de doar, ao mesmo tempo que oferece a oportunidade a qualquer um de pegar a comida a qualquer hora, independente da religião de quem necessita.

A pandemia de COVID-19 não foi tão séria na Tailândia quanto em outros países. Entretanto, os impactos econômicos são sentidos, principalmente, pela população que depende do turismo para sobreviver. “Devido à proibição do turismo, muitas pessoas estão desempregadas, e para grandes setores da população a situação está piorando”, disse o Padre Mazza.

A Igreja na Tailândia também suspendeu todas as missas e outras atividades religiosas devido às normas estabelecidas pelo governo. Como em grande parte do mundo, as transmissões on-line das missas foi incentivada. “Temos de ser cuidadosos, por algum tempo, com aglomerações. Eu penso que essa experiência nos ensinou como nos sentimos longe da Eucaristia e aumentou nossa sede pelos sacramentos”, afirmou.

Os católicos na Tailândia representam apenas 0,58% da população. São 390 mil fiéis, 524 igrejas, 436 paróquias e 662 padres, de acordo com os dados fornecidos pela Igreja local.

(Com informações da Agência Fides)

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter