‘Não fechemos os nossos corações; ouçamos, hoje, a voz do Senhor’

‘Não fechemos os nossos corações; ouçamos, hoje, a voz do Senhor’
(Foto: Arquivo/Bruno Melo)

Na missa desta quinta-feira, 11, o Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, meditou sobre o perigo de o cristão não reconhecer a voz de Deus e, assim, deixar-se levar pelas tentações.

A Eucaristia, celebrada na capela da residência arquiepiscopal, foi transmitida pela rádio 9 de Julho e pelas mídias digitais da Arquidiocese.

Dom Odilo iniciou a homilia a partir de um trecho do salmo responsorial (Sl 94),  “Não fecheis os vossos corações… ouvi a voz do Senhor”, para ressaltar que esse apelo aparece muitas vezes no Antigo Testamento e foi repetido por Jesus, pelos apóstolos e pela Igreja.

“Essa é nossa primeira atitude em relação a Deus para cumprir o primeiro mandamento. É dar-lhe a devida atenção, leva-lo a sério”, explicou o Cardeal, relacionando essa atitude com o dom do temor de Deus, isto é, “o santo respeito e reconhecimento de Deus”.

Tentação

Na primeira leitura (Jr 7,23-28), Jeremias fala do povo que não ouviu e desobedeceu a Deus. “Não ouviram e não prestaram atenção; ao contrário, obstinaram-se no erro, procedendo ainda pior que seus pais”, disse o profeta.

“Quando a voz de Deus não é ouvida, desprezam-se os mandamentos, seus caminhos e sua sabedoria par vida, resolvendo caminhar por conta própria. É o pecado do paraíso. É a grande tentação”, ressaltou o Arcebispo.

Dom Odilo acrescentou que não ouvir Deus sinal de que a fé está morta e, consequentemente, também morreu a moral na vida da pessoa.

Pecado contra o Espírito Santo

No Evangelho (Lc 11,14-23), Jesus foi acusado de expulsar os demônios pela força do príncipe dos demônios.  “Não reconhecem o poder de Deus na ação de Jesus. Só Ele vence o demônio”, afirmou o Arcebispo, enfatizando que atribuir a ação divina ao maligno é um grave pecado.

“Isso mostra, justamente, o coração fechado de quem não reconhece a voz de Deus”, sublinhou o Cardeal, lembrando que não se deve esperar que o Senhor de manifeste de forma extraordinária, mas que se esteja atento aos pequenos sinais pelos quais Ele se manifesta.

“Acolhamos essa Palavra dentro da caminhada quaresmal de preparação à Páscoa, revendo a nossa vida. Quantas vezes desprezamos a voz de Deus e preferimos ouvir outras vozes?”, concluiu Dom Odilo.

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter