Confira nossa versão impressa

No Sri Lanka, católicos se mobilizam para ajudar os mais pobres em meio à pandemia

A comunidade católica do Sri Lanka mobilizou-se para assistir as famílias pobres e as pessoas mais vulneráveis afetadas pelos impactos socioeconômicos causados pela pandemia do novo coronavírus.

No Sri Lanka, católicos se mobilizam para ajudar os mais pobres em meio à pandemia
População do Sri Lanka busca se precaver da COVID-19 (Reprodução da internet)

Comunidades, dioceses, paróquias, congregações religiosas e associações organizaram-se para distribuir comida para as famílias pobres durante o isolamento imposto pelo governo do país. Além disso, itens de higiene, equipamentos de proteção contra o coronavírus e assistência médica gratuita são disponibilizados especialmente para as mulheres, crianças e idosos.

“Nós aumentamos as intervenções em coordenação com as dioceses”, afirmou à Agência Fides o Padre Mahendra Gunatilleke, diretor nacional da Cáritas do Sri Lanka.

“Em conformidade com os nossos parceiros, generosos em disponibilizar fundos para a resposta à crise, nosso esforços vão em duas direções: ajudar os pobres com ajuda humanitária; construir e organizar atividades que podem ajudar a mitigar o impacto social da crise da saúde e preparar uma recuperação sustentável da economia”, disse, ainda, o Sacerdote.

Impactos do coronavírus

A pandemia do novo coronavírus causou impactos severos na economia do Sri Lanka. O governo começou a levantar as restrições impostas há oito semanas para conter o avanço do vírus, apesar de não haver certeza do quando a pandemia será controlada no país.

Em três distritos do país, Colombo, Gampaha e Kalutara, os impactos foram ainda piores, que é a parte do território com uma grande concentração populacional nas áreas rurais e em que pequenas indústrias empregam quase 50% da população. No país, a renda diária de pequenos comerciantes, pescadores ou pedreiros foi a mais atingida, e muitas famílias, hoje, não têm mais meios para se sustentar.

Devido às restrições ao transporte, os produtos agrícolas encarecerem nas áreas urbanas, o que, também, impactou economicamente os agricultores. A agricultura contribui para 8% do Produto Interno Bruto e emprega 28% da força de trabalho do país. Trabalhadores agrícolas que dependem de uma renda diária estão desempregados e a vulnerabilidade de mulheres e crianças pobres aumentou.

Pushpa Ramyani De Soysa, enfermeira no Hospital Nacional de Colombo, expressou sua preocupação com o aumento da violência doméstica no país contra as mulheres durante a quarentena. A organização “Women in Need” (Mulheres em necessidade, em português) afirmou que, entre 16 de março e 1º de abril, recebeu mais chamadas de violência doméstica do que o comum. A Organização Nacional de Proteção às Crianças também reportou um aumento do abuso infantil.

O governo do Sri Lanka criou duas estruturas para lidar om a atual crise: o Centro de Operações para o Combate ao COVID-19e a Força Presidencial para a Recuperação da Economia e a Erradicação da Pobreza. O poder executivo adotou medidas para recuperar a economia, melhorar o sistema de saúde do país e aumentar a distribuição do comida. Apesar disso, as medidas não são suficientes para proteger toda a população da fome.

(Com informações da Agência Fides)

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

No próximo sábado serão criados 13 novos cardeais

Dos 13 novos cardeais, dois não poderão participar das cerimônias por causa da emergência coronavírus: Dom Cornelius Sim, Vigário Apostólico de Brunei e Dom...

Dom Odilo: viver bem cada dia, na esperança de que o Senhor virá

O Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, presidiu a missa desta terça-feira, 24, na capela de sua residência, transmitida pela rádio 9...

Ordenação marca os 20 anos do diaconato permanente na Arquidiocese de São Paulo

O Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, presidiu a ordenação de cinco novos diáconos permanentes para a Arquidiocese no sábado, 21. A...

Butantan anuncia que testes da CoronaVac chegaram à fase final

Os resultados sairão na primeira semana de dezembro Chegou à fase final o estudo clínico da CoronaVac, a vacina desenvolvida pelo Instituto Butantan em parceria...

Ministério reconhece estado de calamidade pública no Amapá

Estado ficou mais de 80 horas sem energia elétrica e até agora a situação não foi totalmente restabelecida O Ministério do Desenvolvimento Regional publicou portaria...

Newsletter