Papa visita escritora Edith Bruck, sobrevivente de Auschwitz

A escritora nasceu na Hungria, onde sofreu perseguição do regime nazista e sobreviveu aos centros de extermínio de Auschwitz e Dachau

Papa visita escritora Edith Bruck, sobrevivente de Auschwitz
Vatican Media

A escritora húngara Edith Bruck, de 88 anos, recebeu a visita do Papa Francisco em seu apartamento, no centro de Roma, no sábado, 20. O encontro privado ocorreu a pedido do Papa, que se impressionou com uma entrevista da escritora publicada no jornal L’Osservatore Romano, do Vaticano, no Dia da Memória – data em que se recorda o Holocausto.

Edith Bruck é judia e nasceu na Hungria, onde sofreu perseguição do regime nazista e sobreviveu aos centros de extermínio de Auschwitz e Dachau, entre outros campos. Ela foi libertada em 1945. Mudou-se e se estabeleceu na Itália no fim daquela década e se naturalizou italiana.

“Eu li a sua entrevista, que conta o horror que a senhora e a sua família viveram durante o tempo da perseguição nazista, e fiquei muito impressionado. Por isso, pedi permissão para me encontrar com a senhora  e  visitá-la  em  sua  casa”, disse o Papa. A visita privada durou cerca de uma hora. (FD)

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter