Povo taiwanês expressa solidariedade e gratidão em tempo de COVID-19

POR GUSTAVO CATANIA RAMOS (ESPECIAL PARA O SÃO PAULO)

“A pandemia de COVID-19 foi imediatamente uma oportunidade para a solidariedade, pois os taiwaneses são uma população aberta, generosa e solidária”, disse o Padre Raphael Liz Zhiding à Agência Fides, capelão da Universidade Católica FuJen em Taipei, Taiwan, cujos estudantes, em sua maioria, não professam a fé católica.

Vaticano recebe doação de máscaras do povo de Taiwan para combate à COVID-19

“Particularmente, houve um abundante fluxo de doações para a Itália: um missionário italiano em Taiwan, Padre Giuseppe Didone, da Ordem dos Camilianos, lançou um campanha pública, relembrando que os padres italianos têm ajudado o povo de Taiwan com dedicação há décadas,  desde os tempos em que o país era muito pobre. Um corrida de solidariedade para a Itália, portanto, começou como um sinal de gratidão pelo que os camilianos têm feito em seus 60 anos de presença no país”, continuou o Sacerdote.

Os camilianos ajudaram a construir hospitais e clínica no Condado de Yilan depois da II Guerra Mundial. Agora, os habitantes de Yilan, na parte oriental da ilha, levaram doações para o hospital St. Mary’s, contribuindo com mais de 4,8 milhões de euros, como forma de demonstrar sua gratidão. O dinheiro foi usado para comprar equipamento médico essencial para as áreas mais afetadas pela COVID-19 na Itália.

Taiwan doou também 480 mil máscaras para o Vaticano, a Conferência Episcopal Italiana e diversas comunidades religiosas, com doações feitas por agente público e privados do país. As autoridades taiwanesas, numerosas organizações e cidadãos demonstraram seu desejo de ajuda a Santa Sé e a Igreja na Itália na luta contra a pandemia. Além disso, foram feitas doações em alimentos, e materiais de proteção foram confeccionados e dados a várias congregações religiosas ocupadas em tratar dos doentes. Estão previstas outras iniciativas de mesmo teor para o futuro.

“Taiwan foi bem sucedido em combater o vírus. Isso aconteceu porque as autoridades civis reagiram imediatamente e eficazmente, tomando todas as medidas necessárias, como isolando pessoas com a doença e tratando os infectados”, sublinhou o Padre Raphael.

Ajuda a outros países também foi prestada. Os jovens do Movimento dos Focolares em Taiwan, por exemplo, lançaram uma campanha em favor do México, após a experiência de um deles no país americano.

(Com informações da Agência Fides)

- publicidade -
- publicidade -

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

- publicidade -

Últimas Notícias

‘O Espírito Santo é aquele que reúne a Igreja e a santifica’

Afirmou o Cardeal Odilo Pedro Scherer, na Vigília de Pentecostes, na noite do sábado, 30.

Em meio à pandemia, muita devoção à Santa das Causas Impossíveis no Pari

Cônego Celso Pedro em missa na Capela do Santíssimo Na sexta-feira, 22, celebrou-se a padroeira da Paróquia Santa...

Padroeira da Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora é festejada em missa

No domingo, 24, na Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora, Setor Pirituba, o Padre José Pedro Batista, Pároco, presidiu missa na Solenidade da Ascensão...

Freguesia do Ó já vive a expectativa da 200ª Festa do Divino

Padres Carlos Ribeiro e Orisvaldo Carvalho em missa transmitida pelo Facebook da Paróquia Nossa Senhora da ExpectaçãoFoto: Natália Figueira.

Lançada a campanha ‘Quero te ver de novo’

No domingo, 24, aconteceu o lançamento da campanha “Quero te ver de novo” (#QueroTeVerDeNovo), que busca conscientizar a população dos bairros de...

Casa Dom Orione: espaço aberto para acolher as pessoas em situação de rua

Atendimentos mantidos na Casa Dom Orione Mantido pela Paróquia Nossa Senhora Achiropita, o Espaço Social D’Achiropita – Casa...

Newsletter