Confira nossa versão impressa

Povo taiwanês expressa solidariedade e gratidão em tempo de COVID-19

“A pandemia de COVID-19 foi imediatamente uma oportunidade para a solidariedade, pois os taiwaneses são uma população aberta, generosa e solidária”, disse o Padre Raphael Liz Zhiding à Agência Fides, capelão da Universidade Católica FuJen em Taipei, Taiwan, cujos estudantes, em sua maioria, não professam a fé católica.

Povo taiwanês expressa solidariedade e gratidão em tempo de COVID-19
Vaticano recebe doação de máscaras do povo de Taiwan para combate à COVID-19

“Particularmente, houve um abundante fluxo de doações para a Itália: um missionário italiano em Taiwan, Padre Giuseppe Didone, da Ordem dos Camilianos, lançou um campanha pública, relembrando que os padres italianos têm ajudado o povo de Taiwan com dedicação há décadas,  desde os tempos em que o país era muito pobre. Um corrida de solidariedade para a Itália, portanto, começou como um sinal de gratidão pelo que os camilianos têm feito em seus 60 anos de presença no país”, continuou o Sacerdote.

Os camilianos ajudaram a construir hospitais e clínica no Condado de Yilan depois da II Guerra Mundial. Agora, os habitantes de Yilan, na parte oriental da ilha, levaram doações para o hospital St. Mary’s, contribuindo com mais de 4,8 milhões de euros, como forma de demonstrar sua gratidão. O dinheiro foi usado para comprar equipamento médico essencial para as áreas mais afetadas pela COVID-19 na Itália.

Taiwan doou também 480 mil máscaras para o Vaticano, a Conferência Episcopal Italiana e diversas comunidades religiosas, com doações feitas por agente público e privados do país. As autoridades taiwanesas, numerosas organizações e cidadãos demonstraram seu desejo de ajuda a Santa Sé e a Igreja na Itália na luta contra a pandemia. Além disso, foram feitas doações em alimentos, e materiais de proteção foram confeccionados e dados a várias congregações religiosas ocupadas em tratar dos doentes. Estão previstas outras iniciativas de mesmo teor para o futuro.

“Taiwan foi bem sucedido em combater o vírus. Isso aconteceu porque as autoridades civis reagiram imediatamente e eficazmente, tomando todas as medidas necessárias, como isolando pessoas com a doença e tratando os infectados”, sublinhou o Padre Raphael.

Ajuda a outros países também foi prestada. Os jovens do Movimento dos Focolares em Taiwan, por exemplo, lançaram uma campanha em favor do México, após a experiência de um deles no país americano.

(Com informações da Agência Fides)

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

‘Que sejamos pedras vivas na edificação da Igreja’

O Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, presidiu a missa nesta terça-feira, 20, na capela...

Aos 85 anos, morre o Padre Daniel Francis McLaughlin

Sacerdote norte-americano era missionário no Brasil desde 1981, e atuou em paróquias das zonas Leste e Noroeste da cidade de São Paulo

CoronaVac é a vacina em teste mais segura contra covid-19

A informação foi dada hoje pelo diretor do Instituto Butantan O diretor do Instituto...

Vândalos colocam fogo em igrejas em Santiago, no Chile

“A violência é má, e quem semeia violência consegue destruição, dor e morte. Nunca justifiquemos nenhuma violência”, afirmou o Arcebispo de Santiago,...

Número de mortes violentas aumenta 7,1% no 1º semestre, diz anuário

O maior crescimento desse tipo de crime ocorreu no Ceará No primeiro semestre deste...

Newsletter