Confira nossa versão impressa

Projeto ‘Animando a Esperança’ mapeia as ações caritativas na Arquidiocese

Por meio de uma plataforma on-line, qualquer pessoa pode consultar um mapa interativo com os locais onde é possível fazer doações, já há 443 locais cadastrados

Projeto ‘Animando a Esperança’ mapeia as ações caritativas na Arquidiocese

Com o avanço da pandemia de COVID-19 na capital paulista e suas consequências, em especial entre os mais pobres, a Igreja em São Paulo ampliou suas ações caritativas por meio de organismos como a Caritas Arquidiocesana, Arsenal da Esperança, Missão Paz, Pastoral do Povo da Rua, Serviço Franciscano de Solidariedade (Sefras), Missão Belém, Aliança de Misericórdia, entre outros.

Também nas paróquias, leigos, religiosos e padres se uniram para testemunhar a fé por meio da caridade com os que mais precisam neste momento. Alguns exemplos foram reportados no site do O SÃO PAULO e em edições semanais do jornal.

Para dar visibilidade a essas ações caritativas e facilitar que as doações continuem a ser feitas por todas as pessoas de boa vontade, a Arquidiocese de São Paulo desenvolveu o projeto “Animando a Esperança”.

Por meio da plataforma on-line do projeto https://animandoaesperanca.com, também acessada no portal da Arquidiocese (www.arquisp.org.br), qualquer pessoa pode consultar um mapa interativo com os locais onde é possível fazer doações, os chamados Pontos de Esperança – já há 443 cadastrados.

“Para ajudar alguns desses pontos, basta entrar no site e procurar o Ponto de Esperança que está mais perto da própria casa e se colocar à disposição”, explicou o Padre Lorenzo Nacheli, Coordenador da iniciativa. “Trata-se de um projeto não apenas para este tempo de pandemia, mas, sim, uma nova maneira de ver a ação social dentro da Igreja na nossa cidade”, complementou.

Para disseminar a caridade

Na plataforma, o responsável de cada Ponto de Esperança informa e atualiza que tipo de doação deseja arrecadar – alimentos, roupas, itens de higiene e limpeza ou dinheiro –, e há informações sobre os dias e horários para a entrega dos itens, além dos canais de contato (e-mail, telefone e redes sociais) com as paróquias, comunidades, entidades sociais, colégios católicos, pastorais e movimentos que são Pontos de Esperança responsáveis pela boa utilização do que for arrecadado.

“O projeto ‘Animando a Esperança’ tem o objetivo de, além de dar visibilidade, criar novos laços e fortalecer aqueles existentes no serviço da caridade, de modo que se tornem pontos de esperança a todos quantos precisam. Muitos necessitam de ajuda, e há também, em nosso meio, uma grande multidão de pessoas que colaboram de modo sistemático, outras que gostariam de fazê-lo e, também, aquelas que ainda não ajudam a socorrer os pobres por não saberem como devem proceder”, escreveu em artigo no O SÃO PAULO Dom Eduardo Vieira dos Santos, Bispo Auxiliar da Arquidiocese na Região Sé e Referencial da iniciativa.

Necessidade permanente

Padre Lorenzo afirmou à reportagem que as necessidades dos mais pobres não acabaram após a flexibilização do isolamento social e que a maior dificuldade financeira das pessoas tem levado à queda nas doações. Por outro lado, o número dos que procuram os Pontos de Esperança em busca de ajuda cresceu nos últimos meses, como ele observa na Paróquia Nossa Senhora Aparecida dos Ferroviários, onde é Pároco, e na Paróquia Nossa Senhora de Casaluce, na qual atua como Administrador Paroquial. “Vejo o aumento das pessoas que estão pedindo ajuda, batendo em nossa porta: uma quantidade que antes nos procurava em um mês, hoje é o que atendemos diariamente. Infelizmente, não conseguimos ajudar a todos, mas sempre estamos estudando maneiras de auxiliá-los e também de pagar as contas de manutenção das paróquias”, detalhou.

No fim deste mês ou no começo de dezembro, o projeto apresentará um levantamento sobre o número total de doações e ações caritativas já realizadas nos Pontos de Esperança, a partir de dados coletados pelas secretarias de pastoral das regiões episcopais. “A ideia é que o projeto possa oferecer ao povo de São Paulo, aos fiéis que ajudam a nossa Igreja, uma prestação de contas, para mostrar o quanto estamos presentes na cidade”, informou Padre Lorenzo.

AÇÕES SOLIDÁRIAS DE PARÓQUIAS JÁ REPORTADAS NO O SÃO PAULO

Imaculado Coração de Maria (Brasilândia)

Nossa Senhora da Conceição – Santa Ifigênia (Sé)

Nossa Senhora do Brasil (Sé)

Nossa Senhora dos Remédios (Sé)

Nossa Senhora Rainha dos Apóstolos (Sé)

Santo Agnelo (Ipiranga)

São Judas Tadeu (Brasilândia)

Santa Luzia (Santana)

São Paulo Apóstolo (Belém)

Santa Rita de Cássia (Ipiranga)

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Como denunciar as fake news e outras irregularidades nas Eleições 2020?

Em sites específicos e até pelas redes sociais é possível ajudar a combater a desinformação neste dia de eleições Neste dia de eleição, eleitores que...

Eleitores de 57 cidades voltam às urnas neste domingo em todo o país

Na capital paulista, a disputa será entre Bruno Covas (PSDB) e Guilherme Boulos (PSOL). Votação acontece até às 17h

Projeto Janelas CASACOR: beleza, sustentabilidade e responsabilidade social

Vitrines estão espalhadas por 13 bairros de São Paulo, sendo quatro delas em comunidades, com uma exposição inclusiva, gratuita, segura

Papa exorta novos cardeais a permanecerem sempre no caminho do Senhor

O Papa Francisco presidiu neste sábado, 28, o Consistório Ordinário Público no qual foram criados 13 novos cardeais. A celebração aconteceu na Basílica de São...

Arquidiocese de São Paulo terá igreja jubilar pelos 200 anos de mártir coreano

No próximo domingo, 29, às 10h30, o Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, presidirá uma missa na matriz da Paróquia Pessoal Coreana...

Newsletter