Confira nossa versão impressa

PUC-SP reflete sobre a ‘economia de Francisco’

Por Francisco Borba Ribeiro Neto (Coordenador do Núcleo Fé e Cultura da PUC-SP)

Série de lives é promovida pela Reitoria e realizada pelo Núcleo Fé e Cultura da Pastoral Universitária

PUC-SP reflete sobre a ‘economia de Francisco’
Divulgação

A juventude sempre foi um “locus” de esperança, desejo de justiça e de construção de um mundo melhor. Em nosso tempo, curiosamente, um homem idoso se tornou a encarnação destes jovens anseios: o Papa Francisco. Diante desse fato, foi proposto, para realizar-se em Assis, em 2020, um encontro para que, nas palavras dos realizadores, “jovens empreendedores, agentes de mudança e economistas de todo o mundo se conheçam, troquem opiniões e se expressem sobre os grandes temas da economia global”, sob a luz do carisma de São Francisco – o santo no qual o Papa se inspirou ao escolher seu nome.

Deus escreve certo por linhas tortas, e a pandemia inviabilizou, para esse ano, o encontro presencial, mas fortaleceu os relacionamentos e os eventos virtuais. “Economia de Francisco” se fortaleceu como uma “comunidade” e não só um evento. O Brasil teria a segunda maior delegação de jovens enviados a Assis, algo em torno de 150 jovens, ficando atrás somente da Itália. Sem o encontro presencial deste ano, daí surgiram vários grupos e atividades virtuais que estão fazendo crescer a reflexão inspirada pelo evento em nosso País.

“Economia de Francisco” quer ser uma ocasião de diálogo, onde participam pensadores das mais variadas origens, que se reconhecem pela busca de uma sociedade mais fraterna. Alguns nomes presentes em Assis ilustram bem esse caráter de diálogo amplo da proposta. Por exemplo, o italiano Stefano Zamagni, Presidente da Pontifícia Academia de Ciências Sociais; o indiano Amartya Sen, Prêmio Nobel de Economia de 1998; o norte-americano Jeffrey Sachs, economista liberal especializado em combate à pobreza.

Numa carta convite, escrita por ele próprio, o Papa Francisco diz que “as vossas universidades, as vossas empresas e as vossas organizações são oficinas de esperança para criar novas formas de compreender a economia e o progresso, para combater a cultura do desperdício, para dar voz a quem não tem e para propor novos estilos de vida”.

Atendendo a esse chamado, a Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) está iniciando um ciclo de lives, com promoção da Reitoria e realização do Núcleo Fé e Cultura da Pastoral Universitária, para debater temas candentes do evento.

As lives acontecem em setembro e outubro, antecedendo os encontros on-line de Assis, que se darão entre 19 e 21 de novembro de 2020.  Seguindo os passos do Papa Francisco e o espírito do encontro na Itália, as lives organizadas pela PUC-SP são uma ocasião de diálogo, no qual participam pensadores das mais variadas origens, que se reconhecem pela busca de uma sociedade mais fraterna. Serão vistos temas variados, que vão da espiritualidade de Francisco à economia brasileira.

A programação completa está disponível no link http://feculturapucsp.blogspot.com/. As lives serão sempre às 16h, em diferentes dias da semana, e nesse horário é possível interagir com os expositores, mandando perguntas ou emitindo opiniões. Posteriormente, os vídeos permanecem na Internet, podendo ser acessados a qualquer hora.

Conheça mais sobre Economia de Francisco no site do evento: https://francescoeconomy.org.

Próxima LIVE:

PUC-SP reflete sobre a ‘economia de Francisco’

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Doação de Sangue: um gesto concreto em favor do próximo

Hemocentros de todo país se unem na campanha ‘Somos todos do mesmo sangue’, em vista do Dia Nacional do Doador de Sangue, em 25...

A Igreja terá 128 novos beatos e 6 novos veneráveis Servos de Deus

O Papa autorizou a Congregação das Causas dos Santos a promulgar os decretos de 128 novos beatos e 6 novos veneráveis Servos de Deus...

‘O embrião é uma pessoa humana’, recordam bispos costarriquenhos

No País da América Central, legisladores debatem projeto de lei que busca reconhecer os direitos dos nascituros

No próximo sábado serão criados 13 novos cardeais

Dos 13 novos cardeais, dois não poderão participar das cerimônias por causa da emergência coronavírus: Dom Cornelius Sim, Vigário Apostólico de Brunei e Dom...

Dom Odilo: viver bem cada dia, na esperança de que o Senhor virá

O Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, presidiu a missa desta terça-feira, 24, na capela de sua residência, transmitida pela rádio 9...

Newsletter