‘Que o Espírito Santo ajude a Igreja a viver a unidade’

‘Que o Espírito Santo ajude a Igreja a viver a unidade’
(Foto: Bruno Melo)

Na missa desta sexta-feira, 23, na capela de sua residência, o Cardeal Odilo Pedro Scherer, arcebispo de São Paulo, rezou pela unidade entre os membros do Corpo de Cristo.

A Eucaristia, transmitida pela rádio 9 de Julho e pelas mídias digitais da Arquidiocese, foi celebrada na memória de São João de Capistrano, sacerdote que nasceu nos Abruzos, na Itália, em 1386. Estudou Direito em Perúgia e exerceu durante algum tempo a profissão de juiz. Entrou na Ordem dos Frades Menores e foi ordenado sacerdote. Desenvolveu uma incansável atividade apostólica em toda a Europa, trabalhando na reforma dos costumes entre os cristãos e na luta contra as heresias. Morreu em Vilach, na Áustria, em 1456.

“Que ele interceda pela Igreja, hoje, que muito precisa dessa revitalização missionária, para que haja um novo ardor missionário, acolhendo o mandato de Cristo de anunciar o Evangelho a toda criatura”, disse Dom Odilo, no início da celebração.

DISCERNIR OS SINAIS

No Evangelho do dia (Lc 12,54-59) Jesus convida as multidões a discernirem sobre os sinais dos tempos em suas vidas. “Vós sabeis interpretar o aspecto da terra e do céu. Como é que não sabeis interpretar o tempo presente? Por que não julgais por vós mesmos o que é justo?”, indaga Jesus.

“Discernir requer que estejamos atentos e nos concentremos sobre o que acontece”, observou o Cardeal enfatizando que é preciso prestar a atenção aos pequenos sinais da fé e ter um olhar sobrenatural sobre os fatos para interpretar a vontade de Deus e tomar as decisões que convém.

UM SÓ CORPO

Já a primeira leitura (Ef 4,1-6) destaca o tema da unidade entre os cristãos. “Aplicai-vos a guardar a unidade do espírito pelo vínculo da paz. Há um só Corpo e um só Espírito, como também uma só é a esperança à qual fostes chamados”, escreve São Paulo.

“Entre cristãos deve reinar a unidade e Jesus pedia isso na última ceia, nas suas palavras de despedida: a unidade em torno dele, da sua Palavra e entre os discípulos. Isso significa a comunhão de fraternidade, de fé e de propósitos”, explicou o Arcebispo.

Dom Odilo destacou, ainda, os muitos motivos dados pelo apóstolo na Carta aos Efésios para que seja cultivada a unidade: “Há um só Senhor, uma só fé, um só batismo, um só Deus e Pai de todos, que reina sobre todos, age por meio de todos e permanece em todos”.

Nesse sentido, o Cardeal sublinhou que aqueles que criam divisões internas e mal-estar na unidade eclesial, devem saber que tais atitudes não vêm do Espírito de Deus. “O espírito de divisão leva à morte, porque a desintegração do corpo é a morte”, afirmou, incentivando os cristãos a unirem suas forças para a realização da missão comum a todos: anunciar e testemunhar o Evangelho. “Que o Espírito Santo ajude a Igreja a viver a unidade. Que não cedamos à tentação de criar divisões uns contra os outros”, concluiu.  

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter