Confira nossa versão impressa

‘Que o tratamento fraterno supere todas as mazelas humanas’

‘Que o tratamento fraterno supere todas as mazelas humanas’
Foto: Reprodução da internet

O Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, presidiu, na capela de sua residência, missa na manhã desta quinta-feira, 12, na memória litúrgica de São Josafá, bispo e mártir ucraniano, que viveu entre os séculos XVI e XVII, e atuou pela unidade dos cristãos da Igreja bizantina e romana.

Como de costume, a celebração foi transmitida pela rádio 9 de Julho e pelas mídias digitais da Arquidiocese de São Paulo, e ao iniciá-la o Arcebispo pediu orações pelos cristãos perseguidos em todo mundo e que são impedidos de manifestar a fé no Cristo.

Todos irmãos

Na homilia, ao refletir sobre a 1a leitura (Fm 7-20), em que São Paulo pede a Filêmon que acolha um antigo escravo não mais como nesta condição, mas, sim, como seu irmão em Cristo, Dom Odilo ressaltou o Cristianismo apresenta uma nova lógica ao mundo.

“Os cristãos são irmãos, portanto, não há mais homem livre e escravo, estrangeiro ou diferença entre os cidadãos, e por isso todos devem respeitar-se como irmãos. A evolução cristã inverte a lógica que promove escravos, pobres, explorados, exploradores, que promove os prepotentes, os poderosos ou os que se acham acima da lei”, afirmou.

Essa mensagem, recordou o Arcebispo, é ressaltada pelo Papa Francisco em sua mais recente encíclica, Fratelli tutti. “Somos todos da mesma raça, da mesma família humana e, portanto, irmãos um dos outros”.

Atenção aos mais pobres

Ao recordar que no próximo domingo, 15, será celebrado o Dia Mundial dos Pobres, Dom Odilo lembrou que ainda hoje se mantêm as situações de pobreza,  injustiças sociais, violências e guerras, que podem ser superadas pela cultura da fraternidade: “Uma fraternidade que passa por tudo: pela legislação, política, economia e as relações sociais, em que um tratamento fraterno supere todas essas mazelas humanas. Essa é a grande proposta da revolução do Cristianismo para o mundo, para a cultura e pela sociedade”.

O Arcebispo exortou os fiéis à vivência do Evangelho na perspectiva da fraternidade, como irmãos da mesma família humana, filhos de igual Pai e viventes da casa comum.

No fim da missa, Dom Odilo convidou à leitura da mensagem do Papa Francisco para o Dia Mundial dos Pobres de 2020 e recordou que estão sendo realizadas muitas ações nas paróquias da Arquidiocese e pela Caritas Arquidiocesana em favor dos mais pobres da cidade. “Que a cultura da fraternidade, a atenção pelos pobres, a prática das obras de misericórdia entre mais e mais em nossa vida”, concluiu.

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Cardeal Scherer envia saudação ao prefeito reeleito de São Paulo

Em mensagem enviada a Bruno Covas, Arcebispo de São Paulo reitera a necessidade de um governo que não se esqueça dos mais pobres e...

Bruno Covas é reeleito prefeito de São Paulo

Ele foi o mais votado em 50 das 58 zonas eleitorais da cidade, tendo mais de 3,1 milhões de votos O candidato do PSDB à...

Padre Vitor Bertoli: uma vida dedicada à caridade e à promoção humana

No cruzamento da Avenida Rebouças com a Rua Henrique Schaumann e a Avenida Brasil, encontra-se a Igreja Senhor Bom Jesus dos Passos, na Praça...

Católicos coreanos abrem jubileu dos 200 anos do nascimento de São Kim Degun

Na manhã deste domingo, 29, o Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, presidiu uma missa na matriz da Paróquia Pessoal Coreana São...

Como denunciar as fake news e outras irregularidades nas Eleições 2020?

Em sites específicos e até pelas redes sociais é possível ajudar a combater a desinformação neste dia de eleições Neste dia de eleição, eleitores que...

Newsletter