Confira nossa versão impressa

Cardeal Scherer: ‘Que o Espírito Santo nos ajude no caminho do diálogo ecumênico’

Dom Odilo recordou a vivência da Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos, que ocorre entre o Domingo da Ascensão do Senhor e de Pentecostes

Cardeal Scherer: ‘Que o Espírito Santo nos ajude no caminho do diálogo ecumênico’

O Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo Metropolitano de São Paulo, presidiu missa na manhã desta quarta-feira, 27, na capela de sua residência, transmitida pelo Facebook da Arquidiocese e pela rádio 9 de Julho.

Dom Odilo recordou a vivência da Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos, que ocorre entre o Domingo da Ascensão do Senhor e de Pentecostes, na qual todos são convidados a rezar pelo ecumenismo, pois o próprio Jesus rezou pedindo para que os apóstolos permanecessem unidos após a sua partida.

“Muitas vezes, acontecem novas rupturas inclusive na Igreja, infelizmente continuam acontecendo ofensas recíprocas contra a unidade na Igreja e a unidade dos cristãos, mas como recorda o Papa, nós devemos continuar e, sobretudo, pedindo ao Espírito Santo, pois é ele quem costura a unidade rompida, para que se torne a unidade que Jesus desejou”.

DIÁLOGO ECUMÊNICO

O Cardeal, ainda recordando o Papa Francisco, disse que esse caminho é o indicado por Jesus e não deve ter volta, pois muitos passos já foram dados para o diálogo e a unidade dos cristãos, que depende de muita da oração, boa vontade e que cada um reconheça as suas posições e aceite colocar em discussão e reflexão aquilo que divide.

“Isso se começa com a oração, em praticar a caridade juntos, por exemplo. Nesta pandemia, temos uma grande ocasião de fazer trabalhos juntos na caridade sem discutirmos sobre aquilo que divide. Que o Espírito Santo nos ajude no caminho do diálogo ecumênico, para que possamos um dia ter novamente a unidade plena”, completou.  

UM SÓ CORAÇÃO

Dom Odilo recordou um trecho da oração da coleta desta quarta-feira da 7º semana da Páscoa: “O Deus de Misericórdia, concedei que vossa Igreja reunida no Espírito Santo, se consagre ao Vosso serviço num só coração e numa só alma”, e concluiu afirmando que é o Espírito Santo que une a Igreja e que não se deve fechar as portas para a ação desse mesmo Espírito.

“Queremos pedir a Deus pela unidade da Igreja e pelo diálogo dos cristãos, que tenham coragem e humildade de olhar um para o outro e que o diálogo fraterno comece por se compreenderem e se aceitarem, não necessariamente por aceitar a posição um do outro, mas só a partir dessa primeira aceitação, é possível caminhar na verdade para chegar-se à unidade do corpo de Cristo como Ele pediu”, concluiu.

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Dez dias de fé e devoção a Santa Cecília

Festa da padroeira aconteceu entre os dias 13 e 22 A Paróquia Santa Cecília celebrou a festa da padroeira entre os dias 13 e 22....

Bispos da Guatemala pedem diálogo e calma em protestos no país

Manifestações são motivadas pela forma controversa pela qual o orçamento público para 2021 foi aprovado

O Papa: num momento difícil, o Advento é a “grande esperança”

Na sua saudação aos fiéis de diversas línguas, no final da audiência geral, Francisco convidou-os a dedicar momentos de oração inspirados nas semanas que...

Dom Odilo: ‘Quem confia em Deus pode esperar a salvação’

Em missa na capela da residência episcopal na manhã desta quinta-feira, 26, transmitida pela rádio 9 de Julho e pelas plataformas digitais da Arquidiocese...

Maradona jogou pela paz a pedido de Francisco

Campeão do mundo com a seleção da Argentina, em 1986, um dos maiores jogadores de todos os tempos morreu nesta quarta-feira, 25. Ele encontrou-se com o Papa, no Vaticano, em 2014

Newsletter