Santa Cruz: ‘sinal da nossa redenção e do amor misericordioso de Deus por todos nós’

Santa Cruz: ‘sinal da nossa redenção e do amor misericordioso de Deus por todos nós’

O Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, presidiu a missa na capela de sua residência, nesta segunda-feira, 14, Festa da Exaltação da Santa Cruz.  A Eucaristia foi transmitida pela rádio 9 de Julho e pelas mídias digitais da Arquidiocese.

“Lembramos a cruz de Cristo, que é o instrumento da nossa redenção. Jesus a valorizou e, por isso, nós a veneremos e nela vemos fruto da vida”, afirmou Dom Odilo, no início da celebração.

DISTINTIVO DO CRISTÃO

Na homilia, o Cardeal Scherer ressaltou que a cruz acompanha a vida dos cristãos como um “distintivo”, presente nas casas e nas igrejas para sinalizar a fé professada em Jesus Cristo. “Nós fomos assinalados pela cruz no nosso Batismo. Quando começamos o nosso dia, fazemos o sinal da cruz, assim como no fim do dia, significando nós colocamos tudo debaixo da obra redentora realizada por Cristo na cruz”, afirmou.  

O Arcebispo ressaltou, ainda, que se a cruz era um objeto de condenação e de suplício doloroso, uma pena vergonhosa, tornou-se sinal de bênção e de vida partir do momento que o Filho de Deus nela pendeu. “A cruz se tornou sinal da nossa redenção e do amor misericordioso de Deus por todos nós”, destacou Dom Odilo, recordando as palavras do trecho do Evangelho do dia (Jo 3,13-17):

“Deus amou tanto o mundo, que deu o seu Filho unigênito, para que não morra todo o que nele crer, mas tenha a vida eterna. De fato, Deus não enviou o seu Filho ao mundo para condenar o mundo, mas para que o mundo seja salvo por ele”.

ÁRVORE DA SALVAÇÃO

O Cardeal lembrou, ainda, que a tradição cristã faz a comparação entre as duas árvores, a do paraíso, que produziu o fruto do pecado e da morte, e a da cruz, que deu como fruto a vida, a ressurreição e esperança para todos aqueles que olharem para aquele que pendeu sobre ela.

“Recordamos o amor de Deus que se mostrou próximo de tantos crucificados atualmente. A cruz do desprezo, da injustiça, da miséria, da doença. Rezemos, portanto, pelas pessoas que carregam pesadas cruzes, para que, olhando para Cristo, tenham coragem de levar a sua cruz todos os dias”, exortou Dom Odilo, recomendando a todos que ajudem a aliviar o sofrimento daqueles que carregam pesadas cruzes em suas vidas.  

Notícias relacionadas

Santa Cruz: ‘sinal da nossa redenção e do amor misericordioso de Deus por todos nós’

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter