Confira nossa versão impressa

Seminário Redemptoris Mater São Paulo Apóstolo comemora dez anos de origem

Seminário Redemptoris Mater São Paulo Apóstolo comemora dez anos de origem
Dom Odilo Scherer preside missa no Seminário Redemptoris Mater

Na última quarta-feira, 16, o Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo presidiu a missa pelos 10 anos do Seminário Missionário Arquidiocesano Internacional Redemptoris Mater São Paulo Apóstolo, no Jaraguá, zona norte da capital.

A Eucaristia foi concelebrada por padres formadores, dentre os quais, o Reitor do Seminário, Padre José Francisco Vitta.

Os seminários missionários Redemptoris Mater foram idealizados por São João Paulo II na década de 1990 e estão presentes em vários países sob a orientação do Caminho Neocatecumenal, com o objetivo de formar padres diocesanos para as missões.

Embora tenha sido instituído canonicamente em 2011, o Redemptoris Mater de São Paulo foi aprovado em 15 de setembro de 2010, sendo segundo a ser instalado no Brasil, depois do fundado em Brasília (DF).

FORMAÇÃO

Os alunos desse seminário recebem a mesma formação teológica de outras casas de formação diocesanas, fazem um ano de pastoral nas paróquias como diáconos e dois anos na diocese como presbíteros, antes de serem enviados em missão pelo Bispo local. Esses sacerdotes também ficam à disposição da Igreja Particular para atuarem em realidades de urgência pastoral.

Seminário Redemptoris Mater São Paulo Apóstolo comemora dez anos de origem
Seminário Redemptoris Mater São Paulo Apóstolo, no Jaraguá

Na homilia, o Arcebispo ressaltou que o serviço missionário não deve ser visto como um “departamento à parte” na vida da Igreja, do qual apenas alguns devem se ocupar, enquanto os demais não precisariam pensar em ser missionários. “Todo cristão é missionário a partir do Batismo, mesmo quando não parte para terras distantes, é missionário pela própria razão de ser cristão”, sublinhou.

Por essa razão, Dom Odilo ressaltou que também os seculares, isto é, aqueles que estão vinculados a uma diocese ou arquidiocese, sem pertencerem a uma congregação ou instituto de vida religiosa consagrada, devem desempenhar a dimensão missionaria e estarem disponíveis para ajudar a Igreja onde houver necessidade.

“Essa é a vocação do seminário Redemptoris Mater. Esta é a vocação de vocês que estão se preparando para serem padres diocesanos missionários na própria diocese ou para além dela, aonde a Igreja precisa, clama por ajuda missionária aonde existe necessidade”, exortou o Cardeal aos seminaristas.

Por fim, Dom Odilo renovou o desejo que deu origem a esse seminário: contribuir na formação de um clero missionário na grande metrópole, para que, no futuro, “possamos enviar muitos sacerdotes diocesanos para missões em outras partes do mundo”.

Seminário Redemptoris Mater São Paulo Apóstolo comemora dez anos de origem

CAMINHO NEOCATECUMENAL

“Há que fazer das comunidades cristãs como a Sagrada Família de Nazaré, que vivam em humildade, simplicidade e louvor. O outro é Cristo”. Essa foi a inspiração que pintor espanhol Francisco Gómez Argüello (Kiko) recebeu de Nossa Senhora para fundar, em 1964, o Caminho Neocatecumenal, nas favelas de da favela de Palomeras Altas, em Madri (Espanha), junto com a catequista Carmen Hernández.

Depois de uma crise existencial, Kiko descobriu no sofrimento dos inocentes o mistério de Cristo crucificado. Esta experiência o levou a abandonar tudo e, seguindo as pegadas do Beato Charles de Foucauld, foi viver entre os pobres.

Inspirados pelas renovações trazidas pelo Concílio Vaticano II, o Caminho consiste em o itinerário de formação católica para adultos que tem como objetivo redescobrir as riquezas do batismo. Por essa razão, possui esse nome, pois tem como inspiração o processo de preparação para o Batismo na Igreja primitiva, chamado de catecumenato.

PELO MUNDO

Atualmente, está presente em 134 nações dos cinco continentes, com mais de 21 mil comunidades em 6.270 paróquias. No Brasil, o Caminho Neocatecumenal iniciou-se na Diocese de Umuarama (PR) e hoje está presente em quase todos os estados.

Faz parte da natureza do Caminho Neocatecumenal a dimensão missionária, pois suas famílias são chamadas a implantar a Igreja onde ela ainda não existe. Por isso, o movimento conta com 1.668 famílias em missão, das quais 216 são missões “ad gentes” em cidades de que não são tradicionalmente cristãos como a China, Egito, Coreia do Sul e Japão. Hoje, existem no mundo 125 seminários Diocesanos Missionários Redemptoris Mater.

(Colaborou: Jenniffer Silva)

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Missionários Claretianos comemoram 125 anos de presença no Brasil

Uma missa presidida pelo Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, na Paróquia Imaculado Coração de...

Prefeitura pede que no Dia de Finados cerimônias religiosas em cemitérios ocorram em espaços abertos

Em nota divulgada à imprensa na tarde da segunda-feira, 26, a Prefeitura de São Paulo recomendou que...

‘Acolhamos com fé a semente e o fermento do Reino de Deus’

O Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, presidiu a missa desta terça-feira, 27, na capela...

Conheça os novos cardeais do Papa Francisco

Entre eles estão os arcebispos de Washington (EUA) e de Santiago do Chile Três...

Capela São Camilo de Lellis é a presença da Igreja no Hospital do Mandaqui

O templo localizado no hospital da zona Norte de São Paulo é o último retratado na série especial de reportagens do O...

Newsletter