Confira nossa versão impressa

Terror em Viena: mortos e feridos em tiroteio perto de sinagoga

Autoridades locais apontam que ação foi um ataque terrorista. ‘Chega de violência! Construamos juntos paz e fraternidade’, expressou o Papa Francisco

Terror em Viena: mortos e feridos em tiroteio perto de sinagoga
Crédito: Reprodução da internet

A capital da Áustria registrou uma série de tiroteios na noite da segunda-feira, 2, perto da Sinagoga de Stattemple, que resultaram na morte de ao menos quatro pessoas e outros 17 feridos. Um dos autores do atentado também foi morto. Segundo o serviço de segurança do país, ele teria ligações com o grupo terrorista Estado Islâmico.

No momento dos tiroteios, foram pelo menos seis simultaneamente, as ruas do centro de Viena estavam cheias. Testemunhas ouvidas pela imprensa internacional não souberam precisar se os tiros tiveram como destino o templo. O rabino Schlomo Hofmeister, por exemplo, que vive num apartamento em frente à sinagoga, afirmou que um dos autores dos ataques teria feito disparos contra pessoas que estavam sentadas em um jardim, mas que não apontou diretamente para a sinagoga.

Em discurso à nação, o chanceler austríaco Sebastian Kurz condenou o ataque terrorista e conclamou à união: “não se trata de um conflito entre cristãos e muçulmanos ou entre austríacos e migrantes. Não, esta é uma luta entre as muitas pessoas que acreditam na paz e os poucos que querem a guerra. É uma luta entre a civilização e a barbárie que perseguiremos sempre com determinação”.

Pelo Twitter, na terça-feira, 3, o Papa Francisco manifestou-se sobre o ocorrido: “Expresso dor e consternação pelo ataque terrorista em #Viena e rezo pelas vítimas e seus familiares. Chega de violência! Construamos juntos paz e fraternidade. Só o amor apaga o ódio”.

O Sumo Pontífice também escreveu ao Arcebispo de Viena, Cardeal Christoph Schönborn, manifestando sua proximidade às famílias das vítimas e lamento pelo ocorrido. Ele reiterou o apelo ao Senhor para que “a violência e o ódio cessem e que seja promovida a coexistência pacífica”. O Prelado, por sua vez, ressaltou que a Igreja na Áustria continua no caminho “da comunidade, da solidariedade e da solicitude”.

Uma missa em sufrágio das almas das vítimas será realizada ainda hoje na Catedral de Santo Estêvão. Pela manhã, os sinos do templo badalaram em homenagem aos mortos.

Fontes: Vatican News e Arquidiocese de Viena

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Cardeal Scherer envia saudação ao prefeito reeleito de São Paulo

Em mensagem enviada a Bruno Covas, Arcebispo de São Paulo reitera a necessidade de um governo que não se esqueça dos mais pobres e...

Bruno Covas é reeleito prefeito de São Paulo

Ele foi o mais votado em 50 das 58 zonas eleitorais da cidade, tendo mais de 3,1 milhões de votos O candidato do PSDB à...

Padre Vitor Bertoli: uma vida dedicada à caridade e à promoção humana

No cruzamento da Avenida Rebouças com a Rua Henrique Schaumann e a Avenida Brasil, encontra-se a Igreja Senhor Bom Jesus dos Passos, na Praça...

Católicos coreanos abrem jubileu dos 200 anos do nascimento de São Kim Degun

Na manhã deste domingo, 29, o Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, presidiu uma missa na matriz da Paróquia Pessoal Coreana São...

Como denunciar as fake news e outras irregularidades nas Eleições 2020?

Em sites específicos e até pelas redes sociais é possível ajudar a combater a desinformação neste dia de eleições Neste dia de eleição, eleitores que...

Newsletter