O ‘Domingo da Palavra de Deus’

O ‘Domingo da Palavra de Deus’
Data litúrgica, instituída por Francisco em 2019, acontece no 3º Domingo do Tempo Comum / Vatican Media

Toda a Igreja é chamada a celebrar solenemente o próximo “Domingo da Palavra de Deus”, em 24 de janeiro, o 3º Domingo do Tempo Comum. Nas escrituras, escreve o Papa Francisco na carta que instituiu essa nova data litúrgica, Jesus “revela o sentido do mistério Pascal, que, segundo o projeto eterno do Pai, Jesus deveria morrer e ressuscitar dos mortos para oferecer a conversão e o perdão dos pecados”.

Esta será apenas a segunda vez em que a nova data litúrgica será celebrada, pois o Papa a instituiu em setembro de 2019, na carta apostólica em forma de motu proprio(legislação) Aperuit ilis (“Abriu-lhes” o entendimento).

Embora tal mensagem esteja pre- sente toda vez que é celebrada a Eucaristia, o Papa Francisco quis destacar ao menos um domingo no ano para que essa reflexão seja mais explícita, e para que se intensifique a meditação da Palavra de Deus na Igreja.

“A relação entre o Ressuscitado, a comunidade dos que creem e a Sagrada Escritura é extremamente vital para a nossa identidade”, diz ele. “Sem o Senhor que nos introduz na Sagrada Escritura é impossível compreendê-la em profundidade; mas é verdade, também, o contrário, ou seja, que, sem a Sagrada Escritura, permanecem indecifráveis os acontecimentos da missão de Jesus e da sua Igreja no mundo.”

Conforme explica a Congregação para o Culto Divino, esse domingo convida todos os fiéis a valorizar o peso central que tem a Sagrada Escritura na vida cristã, “como também a relação entre a Palavra de Deus e a liturgia”. Para os mais atentos, estimula-se ler a introdução do Missal Romano, em que se explicam os princípios da liturgia, mas todos são incentivados a rezar a liturgia das horas e, onde for possível, participar dos sacramentos com atenção especial às leituras que os orientam. “Por meio das leituras bíblicas proclamadas na liturgia, Deus fala com o seu povo e Cristo mesmo anuncia o seu Evangelho. Cristo é o centro e a plenitude de toda a Escritura, o Antigo e o Novo Testamento”, explica o documento, assinado pelo Cardeal Robert Sarah e por Dom Arthur Roche, respectivamente, Prefeito e Secretário da Congregação para o Culto Divino. Eles também incentivam a leitura meditada, intercalada de momentos de silêncio, para que “a Palavra seja acolhida interiormente”.

O Papa Francisco celebrará o Domingo da Palavra de Deus na Basílica de São Pedro, às 6h, no horário de Brasília, com transmissão pelas redes sociais do VaticanNews.

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter