Hoje a Igreja celebra Santo Irineu, Bispo e mártir

O Santo nasceu na Ásia Menor na primeira metade do século II

Reprodução

Santo Irineu foi Bispo da cidade francesa de Lyon, Padre da Igreja e é recordado por ter escrito muitas obras que forjaram as bases da teologia cristã e que confrontaram erros e heresias provenientes do gnosticismo do século II.

Irineu foi discípulo de São Policarpo, bispo daquela cidade, o qual, por sua vez, foi discípulo do Apóstolo São João.

Sua principal obra é chamada “Contra as Heresias”, um escrito que consta de 5 volumes que refutam os ensinamentos de vários grupos gnósticos dos primeiros séculos da era cristã.

O gnosticismo é uma heresia muito antiga que defende que só se alcança a salvação da alma com um conhecimento quase intuitivo dos mistérios do universo e em umas fórmulas mágicas que esse conhecimento indica, o que hoje faria parte do New Age.

Santo Irineu nasceu na Ásia Menor na primeira metade do século II; sua data de nascimento é desconhecida, mas diz-se que poderia ser por volta do ano 125.

Recebeu uma boa educação, pois tinha profundos conhecimentos das Sagradas Escrituras, da literatura e da filosofia. Além disso, em várias ocasiões viu e escutou o Bispo São Policarpo em Esmirna.

Durante a perseguição de Marco Aurélio, Irineu era sacerdote da Igreja de Lyon. Tempos mais tarde, sucedeu o mártir São Policarpo como Bispo da mesma cidade.

Durante a paz religiosa após a perseguição de Marco Aurélio, o novo Bispo dividiu suas atividades entre os deveres de um pastor, missionário, e seus escritos, os quais quase todos eram dirigidos contra o gnosticismo, a heresia que se propagava entre os gauleses e outros lugares.

O ano de sua morte é desconhecido. De acordo com uma tradição posterior, afirma-se que foi martirizado. Sua festa é celebrada em 28 de junho.

(Com informações de acidigital)

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter