Novena de Natal 2021 incentiva ao aprofundamento da Evangelii gaudium

Paróquias e comunidades já podem encomendar o subsídio junto ao Secretariado Arquidiocesano de Pastoral

Divulgação

A Novena de Natal da Arquidiocese de São Paulo, que começará na primeira semana do Advento, este ano terá como tema “Deus vem ao nosso Encontro” e incentiva o aprofundamento da exortação apostólica Evangelii gaudium, do Papa Francisco, e também aborda temais atuais, como a pandemia, a vida familiar e na cidade, e o exemplo dos santos.

Na apresentação do subsídio da novena, o Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo Metropolitano de São Paulo, ressalta que o tema deste ano vai ao centro do significado do Natal: o mistério da Encarnação do Filho de Deus.

“É isso que a Novena de Natal deste ano apresenta: Deus veio ao encontro de Maria, de José, de Zacarias e Isabel, dos pastores, dos reis magos, do sacerdote Simeão e da profetisa Ana… Deus mostrou-se presente também nos caminhos da dor e da perseguição. E veio ao encontro da vida cotidiana da família e das relações familiares, do trabalho, da educação dos filhos e da prática da religiosidade”, escreveu Dom Odilo.

ESTAREI CONVOSCO

O Cardeal Scherer ressalta que Jesus nunca deixou a humanidade sozinha, e que Ele próprio confirma: “eu estarei convosco todos os dias, até o fim dos séculos”. Celebrar o Natal na Liturgia, lembra o Arcebispo, é recordar que Jesus está no meio da humanidade e não deixa nenhum dos seus filhos sozinhos diante da doença, pandemia, angústias e sofrimentos.

“Como os personagens recordados a cada dia, ao longo da Novena, acolhamos também nós o ‘Deus-que-vem’ ao nosso encontro. Abramos nossas casas e nosso coração. Não o desprezemos, nem o ignoremos, se Ele se apresenta na pessoa do pobre ou do doente, de maneira imprevista e sem hora marcada, simpático ou incômodo… Saibamos acolher a sua visita, acolhendo-o ‘assim como Ele estava’”, concluiu.

TRADIÇÃO DA NOVENA

Acredita-se que o surgimento dessa prática foi inspirado pela Solenidade da Ascensão do Senhor, tornando-se um dos momentos celebrativos mais populares da Igreja, que recomenda que se esteja em sintonia com o calendário litúrgico. Por isso, é mais comum realizá-la no contexto da festa de padroeiros ou Natal, esta última, liturgicamente celebrada de 16 a 24 de dezembro.

Nesse período, no Ofício Divino, são recitadas as sete antífonas da expectação da Mãe de Jesus. As elaborações de subsídios como os da Arquidiocese de São Paulo contribuem para a meditação sobre a realidade local em consonância com a espiritualidade deste tempo litúrgico.

RESERVAS

As paróquias e comunidades já podem realizar a encomenda dos subsídios, por meio do Secretariado Arquidiocesano de Pastoral. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (11) 3660-3700.

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter