‘Devemos rezar e agir para promover a paz’

O Arcebispo de São Paulo reforçou o pedido do Papa de dedicar jejum e oração pela paz na Quarta-feira de Cinzas

'Devemos rezar e agir para promover a paz'
Luciney Martins /O SÃO PAULO

O Cardeal Odilo Pedro Scherer comentou sobre os conflitos na Europa Oriental e o apelo do Papa Francisco, durante o programa “Encontro com o Pastor”, da sexta-feira, 25, da rádio 9 de Julho.

Arcebispo de São Paulo lembrou que a Igreja acompanha os desdobramentos da guerra deflagrada com a invasão da Ucrânia pela Rússia, apesar de todos os esforços diplomáticos, inclusive por parte da Igreja, para que não houvesse conflito.

“Rezar pela paz é um dever nosso de todos os dias. Mas também agir pela paz. No caso, agir pela paz, não somente entre as nações, mas a paz entre nós. A paz facilmente se perde quando existem brigas, insuflação de ódio, calúnias, ataques, formas de violência contra o próximo.  Aí a paz entre as pessoas, na família, nos grupos acaba. Infelizmente, há posturas às vezes intransigentes e, sobretudo, não conformes à verdade, e que, portanto, também não levam ao respeito das pessoas, de sua dignidade e direito”, observou Dom Odilo.

O Arcebispo de São Paulo diz confiar em resoluções de diálogo e respeito. “É importante que aprendamos a respeitar e a valorizar o que o outro diz.”

Dom Odilo reforçou o pedido do Papa Francisco para que todos ofereçam o jejum e e as orações da Quarta-Feira de Cinzas, 2 de março, em favor da paz.

O Cardeal finalizou chamando a atenção dos fiéis para a Quaresma como um tempo favorável de preparação para a Páscoa, e exortou que os próximos dias já sejam de reflexão e oração para que se iniciar bem a Quaresma, tempo de penitência e oração.

OUÇA A ÍNTEGRA DO PROGRAMA “ENCONTRO COM O PASTOR”

Deixe um comentário