‘Preparai os caminhos do Senhor’

Ao realizar milagres, Jesus às vezes requeria um gesto de colaboração: a doação de uns pães (cf. Jo 6,9); o ato de estender a mão (cf. Lc 6,8.10); o pedido do que se necessita (cf. Mc 10,51). Deus é onipotente e pode realizar prodígios sem ajuda alguma, mas não prescinde de nossa cooperação. Isso se dá não apenas em relação às graças extraordinárias. A ordem estabelecida por Deus na criação mostra que a colaboração humana - ainda que mínima - ... Leia mais
advento

‘Deixemo-nos guiar pela luz do Senhor’ (Is 2,5)

O Natal é precedido pela preparação espiritual do Advento. Neste tempo, rezamos mais, fazemos um pouco mais de penitência, e somos chamados a nos alegrar mais do que de costume. Afinal, o Deus-Conosco se aproxima! É preciso que Ele nos encontre alegres – apesar dos pesares! – e com um coração vigilante e repleto da graça divina.  Para que isso aconteça, é útil que, ao longo deste período, meditemos mais assiduamente sobre o mistério da Encarnação. É um fato extraordinário: ... Leia mais

Cristo é Rei

Não é apenas título piedoso, nem metáfora, e tampouco a tentativa de igualar Jesus aos poderosos do mundo. Cristo é Rei, o soberano por excelência.  É o Legislador, pois “tudo foi criado por meio Dele e para Ele. Ele existe antes de todas as coisas e todas têm Nele a sua consistência” (Cl 1,16). As leis da natureza e a constituição íntima do que existe foram feitas por Ele. Ainda que permaneça em silêncio, seja desprezado e blasfemado, a sua ... Leia mais

Permanecendo firmes, ganhareis a vida!

Jesus menciona tribulações que acompanham a história e se intensificarão antes da sua segunda vinda: guerras, revoluções, terremotos, fomes, pestes, perseguições à Igreja, ódio crescente e sinais cósmicos (Lc 21,10ss). São Paulo acrescenta que, no fim dos tempos, haverá ainda uma grande apostasia e muitos abandonarão a fé (cf. 2Ts 2,3). Os homens serão seduzidos pela ação do “Iníquo”, que “virá com o poder de satanás e toda espécie de sinais e prodígios enganadores”. Pensarão até em ter algum tipo ... Leia mais

Recordemos de seu exemplo, peçamos sua intercessão!

A Igreja não se resume a nossas paróquias e dioceses. Uma parte ainda maior do Corpo místico de Cristo já não está na terra. Trata-se dos Santos, que contemplam a Deus no Céu, e das almas, que são purificadas no Purgatório. Ter consciência disso nos preserva de reduzir a Igreja ao seu aspecto político e sociológico. Não somos uma associação de pessoas com interesses comuns e regida por um parlamento terreno. Somos a porção militante dos filhos adotivos de Deus, ... Leia mais

‘Se defraudei alguém, vou devolver’

Zaqueu era chefe dos cobradores de impostos ou publicanos. No tempo de Nosso Senhor, os publicanos eram infames, pois trabalhavam para os romanos, recebendo seus tributos abusivos e, desse modo, enriquecendo-se à custa do empobrecimento de seus compatriotas. Zaqueu era, por isso, “muito rico” (Lc 19,2). Para ele valiam as palavras de Jesus: “quão dificilmente entrarão no reino de Deus aqueles que possuem riquezas!” (Lc 18,24).  Mas, já que “o que é impossível para os homens é possível para Deus” ... Leia mais

‘Não sou como os outros homens’

Nosso Senhor alerta contra um vício que torna a oração ineficaz: o orgulho. Este é o defeito mais grave e a origem de todos os pecados. O pecado de nossos primeiros pais veio da sugestão infernal de “ser como deuses” (Gn 3,5). Como um absinto que entorpece, cega e destrói a alma, o orgulho contraria frontalmente o Primeiro Mandamento. Santo Agostinho dizia que há dois amores possíveis nesta vida: o amor a Deus até o desprezo de si mesmo e ... Leia mais

‘Rezar sempre e nunca desistir’ (Lc 18,1)

Segundo Jesus, é preciso “rezar sempre e nunca desistir”. A oração a Deus deve ser silenciosa, humilde, confiante... e insistente! Isso vale para os pedidos e para as demais formas de oração: adoração, agradecimento, reparação. Afinal, o Senhor ensina: “Orai sem cessar!” (1Ts 5,17).  É preciso rezar sempre porque o sentido de nossa existência aqui e na eternidade consistirá em “amar o Senhor Deus com todo o coração, com toda a alma, com todas as forças” (Dt 6,5). Ora, quem ... Leia mais

‘Com o rosto por terra, agradeceu-lhe’

Na passagem da “cura dos dez leprosos”, Nosso Senhor Jesus Cristo faz um elogio e uma crítica. Fez um elogio implícito a um samaritano, o único dentre aqueles pobres homens que, “ao perceber que estava curado, voltou glorificando a Deus em alta voz; atirou-se aos pés de Jesus, com o rosto por terra, e lhe agradeceu” (Lc 17,15). E, por outro lado, fez uma crítica aos demais nove que, libertos da doença incurável, nem sequer lhe agradeceram: “Não houve quem ... Leia mais

‘Servos inúteis’

Hoje facilmente nos iludimos pelo desejo de sermos “protagonistas”. Valorizam-se pessoas “independentes”, que vivem “por conta própria”. Aos jovens, incute-se a pretensão de serem “originais”; de trilharem o seu próprio caminho e de romperem com os padrões. Criou-se uma moral falsa que identifica o bem e a felicidade com a originalidade e a independência.  Para uma cabeça formatada desse modo, são chocantes e incompreensíveis as palavras do Senhor: “Quando tiverdes feito tudo o que vos mandaram, dizei: ‘Somos servos inúteis; ... Leia mais