Dom Odilo preside missa no Amparo Maternal

Dom Odilo preside missa no Amparo Maternal, Jornal O São Paulo
Karen Eufrosino

Na tarde da quarta-feira, 21, o Cardeal Odilo Pedro Scherer presidiu missa na sede da Associação Amparo Maternal, na Vila Mariana. Concelebraram os Padres Jorge Bernardes e Abdón Santana dos Santos. A celebração contou com a presença de colaboradores e familiares assistidos pela entidade. 

Na homilia, Dom Odilo ressaltou a primeira leitura, retirada do livro do Cântico dos Cânticos, destacando que o texto se assemelha a uma carta escrita por duas pessoas que se amam. “É uma analogia, uma comparação do amor de Deus para a humanidade, para o seu povo; e do amor de um noivo para a sua noiva”, afirmou. 

Dom Odilo preside missa no Amparo Maternal, Jornal O São Paulo

DEUS NOS AMA MUITO

Ao falar sobre o sentido do Natal, o Purpurado indagou “por que Deus enviou seu Filho único ao mundo? Por que Deus se fez homem?” e destacou: “Não há outra palavra, porque Ele nos ama, e nos ama muito”. 

Dom Odilo afirmou, ainda, que o Natal é um grande presente de Deus para a humanidade, e ressaltou que o maior presente é a vinda de Deus ao mundo, e lamentou que muitas pessoas não dão valor a este presente, não o reconhecendo e dando valor. 

O Arcebispo também discorreu sobre o amor de Deus pela humanidade. “Deus vem ao nosso encontro. Deus nos ama muito, apaixonadamente, cada pessoa. Ele quer nos falar, e nos convida a estar com Ele”, ressaltou, exortando os fiéis a acolherem Deus, abrir as portas, os braços e o coração para estar com Ele. 

Dom Odilo preside missa no Amparo Maternal, Jornal O São Paulo

ACOLHER O AMOR DE DEUS NO AMOR DAS MÃES

Dom Odilo destacou que o Amparo Maternal encontra Deus quando acolhe as mães e as crianças. “Vocês o acolhem de muitas maneiras, dando o apoio às pessoas que aqui são acolhidas e apoiadas.”, afirmou. 

O Cardeal sublinhou, ainda, que não há nada mais forte do que o amor. “Deus nos ama com um amor infinito, e se nós também retribuímos a Deus este amor, nada é mais forte do que este amor que ajuda a vencer toda a barreira, toda a dificuldade. Todas as limitações que encontramos na vida podem ser superadas, podem ser enfrentadas se nós também acolhemos a Deus com amor”. 

Sobre o Evangelho do dia, que narra a visita de Maria a Isabel, após receber o anúncio do anjo, Dom Odilo destacou que esse foi um encontro de alegria de duas mães e dos dois meninos. O Arcebispo explicou que Isabel e João Batista representam a humanidade que se alegram com Maria que traz o Salvador. 

Por fim, Dom Odilo afirmou que Deus veio para estar no meio da humanidade. “Deus veio para estar no meio de nós, para fazer vida conosco, para nos dar coragem, força, iluminar a nossa vida e nos dar futuro”, ressaltou. 

O Purpurado encerrou a homilia encorajando os fiéis, exortando-os a sempre se lembrarem do amor de Deus. “Cabe a nós amar a Deus também e corresponder ao seu amor, Ele vem para nos dar a felicidade, a vida.”

Dom Odilo preside missa no Amparo Maternal, Jornal O São Paulo

SOBRE O AMPARO MATERNAL

Fundado em 1939 por um grupo liderado pelo médico obstetra Álvaro Guimarães Filho, pela religiosa franciscana Madre Marie Domineuc e pelo então Arcebispo de São Paulo, Dom José Gaspar d’Affonseca e Silva, o Amparo Maternal tem sua maternidade atualmente gerida pela Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM), atendendo gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Desde julho de 2021, a Associação Amparo Maternal, que administra o Centro de Acolhida para Gestantes, Mães e Bebês, tem como diretores o casal Lorenna Pirolo e Emerson José Pirolo, fundadores da associação católica de fiéis Missionários da Redenção. 

Colaborou: Karen Eufrosino

Deixe um comentário