Em pré-assembleia, paróquias retomam caminho sinodal arquidiocesano

Em pré-assembleia, paróquias retomam caminho sinodal arquidiocesano, Jornal O São Paulo
Pascom paroquial Região Belém

A Arquidiocese de São Paulo retomou, no dia 13, as atividades do caminho sinodal arquidiocesano, suspensas em 2020 devido à pandemia. Assim como na primeira fase do sínodo, em 2018, as atividades recomeçam a partir das paróquias, base da vida eclesial.

Até 10 de abril, as paróquias promovem a etapa intitulada pré-assembleia sinodal, que consiste na realização de dois encontros ampliados dos conselhos paroquiais de pastoral (CPPs), com o objetivo de reavivar a reflexão realizada nas fases anteriores, confrontando-a com os novos desafios e experiências pastorais surgidas ao longo da pandemia.

Essa iniciativa convocada pelo Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo Metropolitano, tem sido não apenas uma ocasião de “reaquecimento” das reflexões sinodais, mas uma rica oportunidade de motivação dos padres e fiéis para a retomada das atividades pastorais e o ardor missionário após um longo período de restrições impostas pela pandemia.

EVANGELIZAÇÃO

Em pré-assembleia, paróquias retomam caminho sinodal arquidiocesano, Jornal O São Paulo
Paróquia São João Batista

Na Paróquia São João Batista, na Vila Guarani, Região Episcopal Ipiranga, a primeira sessão da pré-assembleia aconteceu no dia 13. Seguindo o roteiro proposto pela Comissão de Coordenação Geral do sínodo, os paroquianos iniciaram a reflexão com um momento de oração motivado pelo trecho do Evangelho no qual Jesus exorta aos discípulos: “Quem é que traz uma lâmpada para colocá-la debaixo de um caixote ou debaixo da cama? Ao contrário, não a coloca num candeeiro? Assim, tudo o que está escondido deverá se tornar manifesto, e tudo o que está em segredo deverá ser descoberto. Se alguém tem ouvidos para ouvir, ouça” (Mc 4,21-23).

Em seguida, o grupo retomou os dados do levantamento da realidade paroquial e da pesquisa de campo feitos em 2018, atualizados com informações dos últimos dois anos. O secretário do CPP da Paróquia São João Batista, Aloísio Furtado Meireles, relatou que os paroquianos destacaram que, apesar dos desafios e limites impostos pela pandemia, a comunidade usou de criatividade para continuar sua ação evangelizadora, sobretudo por meio das mídias digitais.

“Todos esses desafios criaram uma nova realidade, integrando as pastorais e movimentos, o que resultou em visibilidade e serviço da Paróquia para além do bairro (familiares e amigos de paroquianos acompanhando as transmissões em outras cidades, estados e até países). Nas palavras de um participante: foi ‘uma evangelização sem fronteiras’”, afirmou Meireles.

Padre Ricardo Antônio Pinto, Pároco, sublinhou ao O SÃO PAULO que os fiéis acolheram com entusiasmo a proposta do processo sinodal, sobretudo pelo fato de ele estar em sintonia com o caminho proposto pelo Papa Francisco para a Igreja em todo o mundo e que, de certa forma, tem sido vivenciado pela comunidade paroquial em suas atividades.

Meireles completou que o primeiro encontro reavivou o engajamento e o sentido de pertença dos fiéis à comunidade eclesial, assim como o desejo de “caminharem juntos”, em comunhão, participação e missão. “Nessa caminhada, é importante que as pastorais, movimentos e serviços estejam em unidade, todos colaborando com todos; servindo, escutando, acolhendo, sendo ‘lâmpadas’ no candeeiro e não debaixo da cama. O convite e, principalmente, a abertura para que as pessoas possam participar mais ativamente da vida da paróquia deve ser missão de cada liderança”, reforçou.

ACOLHER E COMUNICAR

Em pré-assembleia, paróquias retomam caminho sinodal arquidiocesano, Jornal O São Paulo
Páróqia Santa Rosa de Lima

Experiência semelhante tem sido vivida pelos fiéis da Paróquia Santa Rosa de Lima, em Perdizes, Região Episcopal Sé. Ao se confrontarem com os desafios atuais e as reflexões feitas anteriormente, os paroquianos evidenciaram questões como a evangelização dos jovens e a atenção especial às crianças e suas famílias. A comunicação e o uso eficaz das novas mídias também se tornaram uma realidade que exige maior atenção da comunidade.

“A Igreja precisa utilizar mais esses meios. Aí estão os jovens. Aí eles buscam informação, buscam ‘influenciadores cristãos’! Isso seria muito proveitoso!”, afirmou o Pároco, Cônego Severino Martins, ressaltando, ainda, que a pandemia também revelou a importância da solidariedade para com as pessoas mais vulneráveis, os que exigem, cada vez mais, a organização do serviço da caridade.

CONVERSÃO E RENOVAÇÃO

Em pré-assembleia, paróquias retomam caminho sinodal arquidiocesano, Jornal O São Paulo
Paróquia Santos Apóstolos

No Jardim Maracanã, Região Episcopal Brasilândia, a Paróquia Santos Apóstolos também iniciou a pré-assembleia sinodal. Durante as reflexões da primeira sessão, a comunidade manifestou o desejo de retomar com maior entusiasmo a ação evangelizadora, mas reconheceu que “a pandemia deixou muitos fiéis e agentes de pastoral acomodados, sem compromisso e responsabilidades com a Igreja e a fé”, como observou o Pároco, Padre Jaime Izidoro de Sena, salientando que os paroquianos têm a consciência de que “a retomada da caminhada deve passar pela conversão de muitos que estão afastados, renovação pastoral na vida da comunidade e um trabalho bem elaborado para uma missão”.

Após as duas sessões da pré-assembleia sinodal, cada paróquia elaborará uma síntese que será encaminhada à Secretaria Geral do sínodo. Esse material servirá de base para que os peritos possam atualizar o relatório geral a ser apresentado na assembleia sinodal arquidiocesana, cuja reabertura será celebrada no dia 7 de maio, na Catedral da Sé.

Deixe um comentário