‘Jesus caminha conosco, Ele nos acompanha’

Destaca o Arcebispo de São Paulo relacionando o encontro com os discípulos de Emaús e o sínodo arquidiocesano

'Jesus caminha conosco, Ele nos acompanha'
Luciney Martins /O SÃO PAULO

O Cardeal Odilo Pedro Scherer comentou sobre a companhia de Cristo na caminhada no programa “Encontro com o Pastor”, de quarta-feira, 20, na rádio 9 de Julho.

A liturgia da quarta-feira da Oitava da Páscoa retrata o encontro de Jesus com os dois discípulos de Emaús.

“Os discípulos de Emaús estavam decepcionados, desiludidos com o que viram. Eles tinham posto as suas esperanças em Jesus, mas depois que Ele foi condenado à morte, entenderam que os sumos sacerdotes tinham razão. Jesus talvez fosse mesmo um falso profeta”, comenta.

Dom Odilo observa que Jesus caminhou com eles e teve a bondade de ouvi-los em seu relato de decepção. Depois de explicar a eles as Escrituras e mostrar que o Cristo de Deus devia passar por muitos sofrimentos para entrar em sua Glória, eles percebem que aquelas palavras eram positivas e aqueciam de novo seu coração. Quando chegaram à aldeia, o convidaram para alimentar-Se e passarem juntos a noite. Jesus, então, toma o pão e reparte com eles, como fez na última ceia. Nessa hora, os olhos dos dois se abriram e eles o reconheceram, mas Jesus desapareceu de sua frente.

Diante desse trecho do evangelho do dia (cf. Lc 24, 13-35), o Cardeal convida que todos refletam sobre o fato de Jesus se revelar ao longo do caminho. “Sínodo significa fazer o caminho, ter a boa vontade de caminhar, caminhar juntos. Não ficar isolados. Quando se está em tristeza, em desânimo, a tentação é de se isolar. Mas deve ser feito o contrário disso. Ir ao encontro, abrir o jogo, conversar, ouvir, pois assim reencontramos motivação”.

Dom Odilo apontou também que Cristo se revela por Sua Palavra, voz e no pão partilhado.

“Jesus caminha conosco, Ele nos acompanha. Em todo momento Ele está conosco. Portanto, coragem! Devemos ouvi-lO, abrir o coração, deixar que Ele fale, que Ele entre. Também deixar que os outros entrem na nossa vida, para não ficarmos sozinhos, não ficarmos isolados, sobretudo nos nossos momentos de tristeza, de crise”, recomendou.

OUÇA A ÍNTEGRA DO PROGRAMA “ENCONTRO COM O PASTOR”

Deixe um comentário