Na Polônia, procissão dos Três Reis Magos reúne 1,5 milhão de pessoas 

Na Polônia, procissão dos Três Reis Magos reúne 1,5 milhão de pessoas , Jornal O São Paulo
Conferência Episcopal Polonesa

A Polônia registrou um número recorde de participantes na tradicional procissão dos Três Reis Magos. De acordo com a Conferência Episcopal Polonesa (CEP), por volta de 1,5 milhão de pessoas participaram da celebração deste ano, em 800 cidades do país.

“Que a estrela nos guie”: este foi o lema das celebrações deste ano. Segundo os organizadores da procissão, “foi a estrela que mobilizou os Magos do Oriente para empreender sua jornada. Cada um de nós precisa de bons guias no caminho, que nos apontem a direção certa no caminho para Cristo”.

INICIATIVA

A primeira procissão pública dos Três Reis Magos foi organizada na Polônia em 2009. Ela foi criada como uma continuação dos jogos de Natal praticados em uma das escolas de Varsóvia e deriva da tradição de presépios e canções natalinos poloneses, mas também segue o modelo dos desfiles organizados na Espanha e no México. 

A procissão polonesa consiste em caminhar pelas ruas das cidades e vilas atrás da estrela de Belém. Os Reis Magos conduzem os participantes ao estábulo, onde todos se prostram diante de Jesus e da Sagrada Família. Ao longo do caminho, todos os participantes recebem um livro de canções e guirlandas de papel colorido, e canções natalinas e orações são entoadas. Dada a crescente participação popular, desde 2011 o dia 6 de janeiro se tornou feriado na Polônia, o que faz com que o número de participantes cresça sistematicamente em todo o país a cada ano.  

Piotr Giertych, doutor em Teologia, catequista, autor de livros de preparação para a Primeira Eucaristia e idealizador da iniciativa, assegurou que “este ano, 753 procissões dos Três Reis foram registradas na Polônia. Todos os anos, a procissão reúne quase 2 milhões de pessoas, 1 milhão nas ruas e outro milhão em frente às televisões”, este ano, entretanto, a presença nas ruas foi muito maior.

Desde 2012, as procissões são apoiadas por presidentes poloneses, começando por Bronisław Komorowski. O atual presidente, Andrzej Duda, além de participar da iniciativa com sua esposa em várias localidades polonesas, manifestou seu desejo de que essas procissões contribuam para fortalecer os laços familiares e a identidade católica, manifestando corajosamente a fé cristã nas ruas e praças das cidades da Polônia.

Fontes: Gaudium Press e ACI Digital

Deixe um comentário