Vigília Universitária de Natal mobiliza jovens, famílias e membros de novas comunidades

Realizada pelo sétimo ano consecutivo, a atividade ocorreu na Paróquia Santa Generosa, com missa presidida por Dom Carlos Lema Garcia e bênção do Santíssimo

Vigília Universitária de Natal mobiliza jovens, famílias e membros de novas comunidades, Jornal O São Paulo
Fotos: Júlia Cabral

Jovens e famílias se reuniram na noite de sexta-feira, 3, para a 7ª Vigília Universitária de Natal. O evento, organizado pelo Vicariato Episcopal para a Educação e a Universidade, aconteceu na Paróquia Santa Generosa, na Região Sé, e foi iniciado às 20h, com missa presidida por Dom Carlos Lema Garcia, e concluído às 23h, com a bênção do Santíssimo.

Na homilia, o Bispo Auxiliar da Arquidiocese e Vigário Episcopal para a Educação e a Universidade ressaltou que o acontecimento mais importante da história da humanidade desde a criação do mundo é a chegada de Jesus, o Filho de Deus que se fez homem.

Dom Carlos lembrou que a primeira característica deste tempo do Advento é a de “preparar-nos para a chegada de Jesus no Natal, para celebrarmos a primeira vinda de Jesus a este mundo. E também é um tempo que nos lembra que haverá uma segunda vinda de Jesus”, completa.

“Deus, nós sabemos, vem ao mundo novamente neste Natal, mas a maioria das pessoas não está preparada para recebê-lo”, observou o Bispo, fazendo um convite a todos. “Estão querendo apagar a presença de Jesus do nosso mundo, do nosso tempo. E nós temos que recompensar isso. Se são muitos os que ignoram o Senhor e não querem ouvir falar Dele, Deus espera o nosso amor, a nossa correspondência. Espera que nós também tenhamos consciência de que somos amados imensamente por Deus e que desejemos neste Natal pedir perdão, desejemos neste Natal limpar a gruta do nosso coração.”

CLIMA DE ORAÇÃO

Vigília Universitária de Natal mobiliza jovens, famílias e membros de novas comunidades, Jornal O São Paulo
Júlia Cabral

A Vigília Eucarística, iniciada após a missa, começou com a adoração ao Santíssimo conduzida pelo Bispo.

Este ano, em razão da pandemia, a Vigília não ocorreu até as 6h do dia seguinte, como de costume, e encerrou-se às 23h. Esta redução de tempo, porém, não impediu o clima de oração nem a lotação máxima da igreja.

Com a maior parte das luzes do templo apagadas, a Comunidade Famílias Novas conduziu momentos de reflexão em meio a músicas. E lá não estavam apenas universitários: outros jovens, famílias inteiras, grupos de amigos, idosos, casais, seminaristas e sacerdotes estavam em oração.

Renato de Oliveira Lima, 29, participou da Vigília pela primeira vez, acompanhado dos amigos. “A adoração eucarística é um presente de Deus na minha vida. Sempre que estou em adoração, sinto como se Deus estivesse cuidando muito de mim. E dá para perceber nessa Vigília, com o bispo, com as músicas, com o silêncio, que Deus cuida de todos aqui e que todas as pessoas estão realmente comprometidas a se preparar neste tempo do Advento, se preparar para o Natal. É uma graça extraordinária que Deus concede a todos os que podem vir e estar aqui. Estar perto de Nosso Senhor na Eucaristia é a maior graça que podemos ter”, afirmou.

A VIGÍLIA

Vigília Universitária de Natal mobiliza jovens, famílias e membros de novas comunidades, Jornal O São Paulo
Júlia Cabral

A Vigília Universitária acontece desde 2015, por iniciativa do Vicariato Episcopal para a Educação e a Universidade, para que os jovens possam se preparar para o Natal e estar mais próximos de Cristo.

É sempre iniciada com uma missa presidida pelo Vigário Episcopal para a Educação e a Universidade e termina com a bênção do Santíssimo, conduzida pelo Assessor Eclesiástico do Vicariato, o Padre Vandro Pisaneschi.

Durante a Vigília, com o Santíssimo Sacramento exposto, grupos fazem momentos de reflexão, oração e tocam músicas, para ajudar os fiéis a refletir sobre a presença de Deus no sacramento e sua vinda no Natal. Também ao longo da noite, padres se dispõem a atender confissões e conversar com os participantes do evento.

Há ainda uma equipe de voluntários que se responsabiliza por ajudar a organizar a missa, os momentos de pregação, o lanche e outros detalhes de limpeza e suprimentos.

(Texto produzido sob supervisão de Daniel Gomes.)

Deixe um comentário