A fé professada nos versos de Santa Hildegarda

A fé professada nos versos de Santa Hildegarda

Na data em que se recorda o Dia do Poeta, nesta terça-feira, 20, O SÃO PAULO rememora a obra de Santa Hidegarda contemplada neste gênero literário.

Doutora da Igreja, Hildegarda de Bingen nasceu em Bermershein, na Alemanha, em 1098. Foi mística, teóloga, cientista, compositora musical, pregadora, médica naturalista e escritora. Como cientista, cuidava da saúde das pessoas de forma especialmente popular. Além das inúmeras cartas enviadas a papas, bispos, reis e imperadores, a Santa tem em seu acervo poemas como o “Louvor ao Espírito Santo”

Louvado sejas, Espírito de fogo!
Para ti soam a lira e o tamborim.
Sua música incendeia a nossa mente!
A força de nossa alma espera a tua chegada
na tenda da reunião.
Lá a vontade dá a alma seu sabor
e o desejo é sua lanterna.
O discernimento invoca-te
em um choro cheio de doçura,
a razão constrói seus templos
enquanto trabalhas em seus artesanatos de ouro.
Mas com a espada em mãos,
estás pronto para podar brotos da maçã envenenada
– resquícios do mais escuro assassinato –
quando a névoa ofusca a vontade.
À deriva nos desejos,
a alma está girando em todos os lugares.
Mas a mente é um laço
para amarrar a vontade e o desejo.
Quando o coração anseia olhar o Maligno nos olhos,
olhar para as garras da iniquidade,
rapidamente tu lhe queimas no fogo consumidor.
Esse é o teu desejo.
E quando a razão do mal cai do seu lugar,
tu a restringe e constrange,
como farás no fluxo da experiência
até que ela lhe obedeça.
E quando o Maligno brande sua espada contra ti,
a quebras em teu próprio coração.
Pois assim fizestes com o primeiro anjo perdido,
caindo da torre de sua arrogância para o inferno.
E lá construístes uma segunda torre
– traidores e pecadores, suas pedras.
Em arrependimento,
eles confessaram todos os seus feitos.
Assim, todos os seres que vivem através de ti,
louvam teu derramamento
como uma poção de valor inestimável
sobre as feridas supuradas,
sobre membros fraturados.
Tu os convertes em pedras de valor inestimável!
Agora, reúna todos nós para si e,
em sua misericórdia,
guie-nos nos caminhos da justiça.

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter