Confira nossa versão impressa

Candidatos a prefeito de São Paulo apresentam primeiras propostas

O SÃO PAULO mostra cinco tópicos de cada um dos seis candidatos mais bem colocados na disputa eleitoral na capital paulista, que serão entrevistados pelo jornal nas próximas semanas

Candidatos a prefeito de São Paulo apresentam primeiras propostas
Foto: TRE-SP

A propaganda eleitoral das eleições municipais teve início oficialmente no domingo, 27 de setembro, um dia após ter sido encerrado o prazo para o registro das candidaturas.

As campanhas já podem ser divulgadas na internet e haver manifestações nas ruas, como passeatas e comícios. A propaganda no rádio e na tevê, porém, começará em 9 de outubro. O primeiro turno das eleições será em 15 de novembro e o segundo, se houver necessidade, no dia 29 do mesmo mês.

Na próxima edição, o jornal O SÃO PAULO iniciará uma série de entrevistas com seis candidatos mais bem colocados na pesquisa Exame/Ideia de intenções de voto para prefeito de São Paulo, divulgada em 23 de setembro: Bruno Covas (PSDB), que lidera com 22%; Celso Russomanno (Republicanos), 21%; Guilherme Boulos (PSOL), 11%; Márcio França (PSB), 10%; Andrea Matarazzo (PSD), 4%; e Jilmar Tatto (PT), 3%.

A seguir, apresentamos algumas das propostas iniciais desses candidatos, feitas nas convenções em que foram escolhidos por seus partidos para concorrer à prefeitura paulistana.

Bruno Covas

Na convenção do PSDB, em 12 de setembro, o atual prefeito se comprometeu, em um novo mandato, entre outros pontos, a:

– Ampliar ações que promovam mais justiça social, igualdade, inclusão e geração de emprego e renda;

– Promover novas privatizações e concessões, ampliando a parceria com a iniciativa privada;

– Centrar ênfase nas políticas educacionais para a primeira infância;

– Expandir a oferta de moradias, a partir da urbanização de favelas e requalificação de habitações precárias;

– Desenvolver soluções urbanísticas que incentivem a descentralização dos centros econômicos e comerciais.

Celso Russomanno

Oficializado como candidato do Republicanos em 16 de setembro, o deputado federal assegurou que, se eleito, cumprirá o mandato pelos quatro anos, descartando, assim, renunciar para concorrer a outro cargo em 2022. Ele também fez elogios à gestão do presidente Jair Bolsonaro. Algumas de suas propostas são: – Centrar ações na geração de empregos na cidade;

– Reparar as desigualdades sociais na capital paulista;

– Promover políticas inclusivas em prol das pessoas com deficiência, com atenção aos buracos da cidade que dificultam a acessibilidade;

– Focar ações administrativas nas áreas da saúde, educação e segurança pública; – – Construir um colégio militar na capital paulista.

Guilherme Boulos

A convenção em que Boulos foi escolhido como candidato do PSOL ocorreu em 15 de setembro. Antes, no dia 6, o líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) já havia listado algumas de suas propostas:

– Regularizar moradias irregulares nas comunidades e transformar em habitações populares todos os imóveis abandonados ou com impostos em atraso;

– Priorizar ações na periferia da capital paulista;

– Assegurar a participação popular sobre como deve ser aplicado o orçamento da cidade;

– Viabilizar a tarifa zero nos transportes públicos;

– Transformar São Paulo na “capital da democracia e na luta contra a intolerância”.

Márcio França

O ex-governador de São Paulo foi oficializado como candidato do PSB à prefeitura em 11 de setembro. Algumas de suas propostas já conhecidas são:

– Iniciar, em janeiro, um plano emergencial, com investimento de R$ 10 bilhões, visando à recuperação dos impactos que a COVID-19 deixou na economia da cidade;

– Reduzir a quantidade de cargos comissionados da prefeitura a 1% do quadro atual;

– Não criar impostos;

– Criar um sistema de crédito de saúde, para que o cidadão que não conseguir atendimento na rede pública possa fazê-lo na rede particular;

– Fornecer créditos no Bilhete Único para que as pessoas possam acessar os serviços de patinete e de transportes por aplicativo.

Andrea Matarazzo

Oficializado candidato a prefeito na convenção do PSD, em 31 de agosto, ele recordou feitos de quando ocupou cargos de secretário municipal em gestões passadas e disse que é possível gastar bem os recursos públicos e com responsabilidade fiscal. Algumas de suas propostas são:

– Realizar a urbanização das favelas, com a regularização do uso do solo, melhoria da infraestrutura local e atenção aos problemas de saneamento básico;

– Prover todas as escolas com sinal de internet;

– Ofertar aos estudantes da rede pública formação em tempo integral;

– Desburocratizar os processos de licença e renovação para funcionamento de lojas, a aprovação para empreendimentos e os trâmites para quem quer empreender e produzir;

– Colocar em prática, já nos primeiros dias de sua gestão, programas destinados a manter e recuperar empregos e a reativar a economia da cidade.

Jilmar Tatto

O PT oficializou a candidatura de Jilmar Tatto à prefeitura em 12 de setembro. Alguns dos compromissos de campanha do candidato são:

– Revisar os contratos da atual gestão;

– Reduzir, gradualmente, as tarifas do transporte público na cidade, com a meta de se chegar ao Passe Livre, sendo este benefício primeiro garantido às pessoas desempregadas;

– Aplicar valores maiores de taxas como o ISS e o IPTU para os mais ricos;

– Desenvolver uma frente de cultura que envolva ações esportivas, de lazer e de educação;

– Impulsionar a montagem de iniciativas de reciclagem pela cidade.

Outros candidatos

Também concorrem à Prefeitura de São Paulo os candidatos Antônio Carlos (PCO), Arthur do Val (Patriota), Joice Hasselmann (PSL), Levy Fidelix (PRTB), Marina Helou (Rede), Orlando Silva (PCdoB) e Vera Lúcia (PSTU). O empresário Filipe Sabará também está com a candidatura registrada no Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP), mas recentemente foi suspenso liminarmente do Partido Novo, e sua situação eleitoral está indefinida.

(Com informações dos sites dos partidos eleitorais)

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Capela do Hospital Municipal Infantil Menino Jesus: 80 anos de história

Na série de reportagens sobre as capelas católicas em unidades hospitalares da capital paulista, o destaque de...

Cátedra de Cultura Judaica da PUC-SP comemora dez anos

O evento transmitido pela internet nesta sexta-feira, 23, marcou as comemorações dos dez anos da Cátedra de...

São João Paulo II: um Santo e poeta da Igreja

Dando sequência a série especial que rememora santos poetas da Igreja ao longo da história, O SÃO...

Declaração de Consenso de Genebra: avanço na luta contra o aborto

Brasil é um dos 32 países que assinam o documento que reforça a autonomia dos país na proteção da vida dos nascituros

Relatório da Caritas SP mostra os impactos da pandemia em crianças refugiadas

A equipe de Proteção do Centro de Referência para Refugiados da Caritas Arquidiocesana de São Paulo (CASP) produziu um relatório sobre os...

Newsletter