Confira nossa versão impressa

Carlo Acutis, ‘Padroeiro da Internet’, é beatificado

Morto em 2006, aos 15 anos, vítima de leucemia, propagou a fé no ambiente digital e será beatificado no sábado, dia 10

Carlo Acutis, ‘Padroeiro da Internet’, é beatificado
Arquivo pessoal

No sábado, 10, Carlo Acutis foi beatificado em cerimônia na Basílica Superior de São Francisco, em Assis, cidade onde o jovem foi enterrado. A história de Carlo demonstra que a santidade é para todos e é um exemplo, principalmente, para os jovens que desejam viver com radicalidade sua fé no mundo da internet.

O milagre que baseou a beatificação de Carlo ocorreu no Brasil, na cidade de Campo Grande (MS), na Paróquia São Sebastião. O Padre Marcelo Tenório, Pároco, incentivou entre os fiéis a devoção ao jovem Carlo Acutis. Em 12 de outubro de 2013, quando dava a bênção com uma relíquia de Carlo, o garoto Matheus Viana aproximou-se, levado por seu avô. Ele sofria de pâncreas anular, uma doença congênita rara, que causava vômitos constantes e o deixava fraco e abatido.

Na fila para receber a bênção, o avô disse ao garoto que pedisse a Carlo para parar de vomitar. Quando tocou a relíquia, o garoto disse em voz alta: “Parar de vomitar”. Depois disso, ele nunca mais vomitou. Em exames feitos depois do milagre, constatou-se que o garoto tinha sido curado completamente.

O Padroeiro da Internet

Carlo Acutis nasceu em 1991, em Londres, na Inglaterra. De origem italiana, seu pai trabalhava no mercado financeiro e mudou-se para a Inglaterra com a família. Pouco tempo depois de seu nascimento, os Acutis retornaram a Milão, onde Carlo viveu por toda a sua vida.

Seus pais não eram católicos “praticantes”. Sua mãe – ainda viva – diz que, antes do nascimento de Carlo, tinha ido à Igreja apenas para a sua primeira Comunhão, para a Crisma e para o seu casamento. Seu pai também não frequentava a Igreja

Carlo recebeu, de uma empregada polonesa, os primeiros ensinamentos sobre a fé. A tal ponto os ensinamentos da babá foram impressos na alma de Carlo que ele passou a perguntar à sua mãe sobre a fé. Ela, por sua vez, não sabia responder a nenhum dos questionamentos de Carlo. Insatisfeita com a própria ignorância, a mãe foi procurar um sacerdote para que a ajudasse a responder às questões do filho. O sacerdote, então, lhe disse: “A senhora deveria estudar a fé e responder por si mesma às perguntas de seu filho”. Foi o que ela fez. Dessa forma, passou a frequentar a Igreja e se converteu verdadeiramente.

Aos 7 anos, Carlo demonstrou um enorme desejo de receber a Eucaristia. Pedia constantemente por ela, a tal ponto que os pais foram procurar o bispo para que autorizasse a Comunhão à criança. O bispo, vendo a seriedade do pedido do garoto, autorizou-o a receber o Corpo de Cristo. Carlo insistia em ir à missa o mais frequentemente possível. Quando os pais não podiam levá-lo, um empregado hindu o acompanhava à celebração. Um dia, conversando com este empregado sobre a Eucaristia, a caminho da missa, Carlo o convenceu a ser batizado na Igreja Católica a fim de poder receber tão grande dom.

Com sua bicicleta e um Terço na mão, Carlo parava nas portarias dos prédios para falar com os porteiros sobre Deus. A maioria deles tinha origem hindu ou muçulmana.

Carlo viveu no começo da explosão da internet e soube usar o novo instrumento para evangelizar, razão pela qual muitos já o chamam de “Padroeiro da Internet”. Aos 11 anos, começou a criar sites sobre os milagres eucarísticos, as aparições de Nossa Senhora e outros temas da fé católica (as páginas podem ser vistas no seguinte endereço: www.carloacutis.com/pt/association/). Para alimentar de conteúdo as páginas, Carlo viajou o mundo todo para ver de perto sobre o que escrevia. Seus sites se tornaram mostras em museus em muitos países e continuam a ser expostas.

Carlo soube usar a internet para o bem. Nas pesquisas feitas depois de sua morte, não se descobriu em seu computador nenhum acesso a site impuro ou, mesmo, que tangenciasse a impureza. Fez vídeos abordando as verdades da fé, sendo que um deles, que pode ser visto no YouTube, explica o mistério da transubstanciação, quando o pão e o vinho se tornam Cristo substancialmente.

Essa fé na Eucaristia era um dos sustentáculos de sua vida espiritual. Carlo passava longos períodos diante do sacrário, chegava sempre antes do início da missa para rezar e ficava um bom tempo depois de seu término em ação de graças.

Um dia, uma gripe forte atacou Carlo, quando ele tinha apenas 15 anos. A princípio, os médicos desconfiavam que se tratasse de caxumba. Depois dos exames, porém, diagnosticou-se leucemia, e do tipo mais grave. Quando descobriu o diagnóstico, Carlo, com grande serenidade, disse: “Deus acaba de programar o alarme”.

Pressentindo a sua morte, quando entrou no hospital para internação, Carlo afirmou à sua mãe: “Daqui, eu não saio mais”. Apenas quatro dias depois, em 12 de outubro de 2006, entregou a sua alma a Deus. Carlo viveu extraordinariamente esse curto período de internação, sem nunca esmorecer ou perder a esperança. Seus pais são testemunhas de que Carlo ofereceu todos os seus sofrimentos decorrentes da doença ao “Papa e à Igreja”.

Seu funeral ocorreu em Milão, com a Igreja lotada. Carlo foi enterrado em Assis, devido a um desejo que havia expressado anos antes à mãe, que tinha um jazigo na cidade.

Notícias relacionadas

Comentários

  1. Jesus está mostrando através desse menino SANTO que não importa a época em que vivemos..era da informática, das modernidades em todos os sentidos, o que vale mesmo é o amor à DEUS PAI e DEUS FILHO acima de tudo e a Fé inabalável como a que ele demonstrou ter aqui na terra. Muito me deixa feliz em saber que temos um santo de moletom, calça jeans e tênis! Beato Carlo Acutis rogai a DEUS por nós.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Missionários Claretianos comemoram 125 anos de presença no Brasil

Uma missa presidida pelo Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, na Paróquia Imaculado Coração de...

Prefeitura pede que no Dia de Finados cerimônias religiosas em cemitérios ocorram em espaços abertos

Em nota divulgada à imprensa na tarde da segunda-feira, 26, a Prefeitura de São Paulo recomendou que...

‘Acolhamos com fé a semente e o fermento do Reino de Deus’

O Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, presidiu a missa desta terça-feira, 27, na capela...

Conheça os novos cardeais do Papa Francisco

Entre eles estão os arcebispos de Washington (EUA) e de Santiago do Chile Três...

Capela São Camilo de Lellis é a presença da Igreja no Hospital do Mandaqui

O templo localizado no hospital da zona Norte de São Paulo é o último retratado na série especial de reportagens do O...

Newsletter