Governo de SP inicia o programa ‘Psicólogos na Educação’

Todas as escolas da rede estadual participarão do programa que contará com pelo menos mil psicólogos para atendimento 

Governo de SP inicia o programa 'Psicólogos na Educação'
Governo do Estado de SP

O Governo do Estado anunciou, nesta quarta-feira, 17, o início das atividades do “Psicólogos na Educação”, programa que estará presente nas 5,1 mil escolas estaduais de todos os 645 municípios do estado. Um total de mil psicólogos estão à disposição para atendimento a alunos, professores e demais profissionais da rede estadual de Educação. As sessões já podem ser agendadas.

“Começa hoje o programa Psicólogos na Educação. São 5.100 escolas no estado de São Paulo com atendimento por mil profissionais da Psicologia.  O atendimento será feito de maneiras virtual e presencial e o objetivo é contribuir para a melhoria da convivência e do ambiente escolar.  Todas as escolas da rede estadual serão beneficiadas”, ressaltou o Governador João Doria.

Com investimento de cerca de R$ 5 milhões mensais, o novo programa prevê um pacote de 40 mil horas semanais, o equivalente a 160 mil horas mensais de acompanhamento psicológico. Cada escola terá à disposição entre 2 e 20 horas semanais de atendimento com um psicólogo, dependendo da demanda de cada local.

A definição da carga horária levará em conta fatores como o número de alunos, de turnos e de ocorrências registradas em cada escola. Os atendimentos poderão ocorrer por meio de vídeo chamadas e o agendamento será feito por diretores, vice-diretores e professores coordenadores a partir desta quarta, na Secretaria Escolar Digital.

“Será fundamental ter essa equipe de psicólogos para apoiar na saúde emocional de nossos profissionais da educação, o que deve refletir diretamente no avanço da aprendizagem de nossos estudantes”, destacou o secretário estadual da Educação, Rossieli Soares.

Atuação prática

Os psicólogos com experiência na área da educação vão receber formação para apoiar o desenvolvimento das ações do Programa de Melhoria da Convivência e Proteção Escolar (Conviva-SP) e o trabalho pedagógico das equipes escolares no desenvolvimento das competências cognitivas e socioemocionais dos estudantes da rede estadual.

Eles também ficarão responsáveis por orientar gestores e coordenadores sobre eventuais sinais passíveis de identificação de traumas e abusos entre os alunos, além de conduzir testes e ferramentas psicológicas, conforme planejamento de cada escola.

A prioridade é que os psicólogos atuem em atividades coletivas que contribuam para a melhora de todo o ambiente escolar. As equipes das Diretorias de Ensino e da Secretaria de Educação vão fazer o monitoramento e avaliação da atuação dos psicólogos e da melhoria do convívio escolar na rede pública.

(Com informações de Governo do Estado de SP)

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter