Missas com o povo voltam a ser celebradas no Vietnã

Devido à grande eficácia da gestão da pandemia de COVID-19 e a limitada difusão da doença no Vietnã, a comunidade católica do país já pôde voltar a celebrar missas públicas.

De acordo com a Agência Fides, no último fim de semana, as três dioceses católicas do país asiático (Vinh, Ha Tinh e My Tho) retornaram a uma espécie de “semi-normalidade” depois que o governo flexibilizou as medidas anti-coronavírus.

Até então, como tem acontecido em diversos países, inclusive no Brasil, as liturgias eram celebradas sem o povo e transmitidas pelos meios de comunicação.

CUIDADOS

Na sexta-feira, 24, o Bispo de Vinh, Dom Alphonse Nguyên Huu Long, diocese com cerca de 290 mil fiéis, autorizou que os sacerdotes voltassem a celebrar a Eucaristia com a presença de fiéis. Contudo, o Prelado pediu que as celebrações fossem breves, com uma pequena presença de fiéis e com respeito ao distanciamento social, limitando também à celebração de duas missas durante a semana e quatro aos domingos.

Os bispos reiteraram a recomendação para que os idosos e pessoas consideradas do grupo de risco para desenvolver a forma grave da doença permaneçam em casa.

Também foram autorizados os atendimentos de confissões, respeitando o distanciamento social e medidas de proteção, como o uso de máscaras.

As demais atividades coletivas como encontros, retiros, cursos, catequeses, festas de padroeiros e adorações eucarísticas que gerem aglomerações permanecem suspensos.

ZERO MORTES

A disposição dada pelos líderes da Igreja foi possível porque nos últimos dez dias não houve aumento de casos de coronavírus no Vietnã, exceto por dois jovens estudantes que retornaram do Japão onde estavam por razões de estudo, e testaram positivo para doença, sendo imediatamente isolados.

Um dos países do sudeste asiático que faz fronteira com a China – e, portanto, muito mais próximo do que outros do epicentro inicial da pandemia mundial –  o Vietnã apresentou um resultado muito satisfatório no enfrentamento da pandemia.

O país agora tem um número total de 270 pacientes infectados com um número quase equivalente de pessoas que receberam alta e, sobretudo, com saldo zero de mortes.

CONTROLE DA PANDEMIA

O Vietnã é um dos poucos países do mundo que pode exibir esse resultado, apesar de ter sido um dos primeiros a registrar o vírus que atravessou as fronteiras chinesas em 23 de janeiro.

Atualmente, quase 70 mil pessoas estão em quarentena e mais de 350 estão alojadas em unidades de saúde especiais.

O Vietnã, como outros países, registrou casos em pacientes que não vieram da China, mas que contraíram o vírus de outra pessoa que havia visitado Wuhan, como provavelmente aconteceu com os dois estudantes que retornam do Japão.

MEDIDAS PRECOCES

No entanto, o pequeno, mas densamente povoado país asiático, adotou medidas de bloqueio muito precoces que impediram a propagação da COVID-19: bloqueios seletivos – em parte ainda ativos – que levaram ao fechamento total de áreas ou aldeias inteiras.

Esse modelo de “gestão controlada”, também confiado à responsabilidade dos indivíduos e ao forte senso de responsabilidade de cada cidadão em relação a toda a comunidade, foi seguido por outros países da região.

No Vietnã, existem mais de 6,3 milhões de católicos, o que representa cerca de 7% da população de 95 milhões de habitantes.

(Com informações da Agência Fides)

- publicidade -

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Compartilhe!

Últimas Notícias

Prefeitura de SP ampliará testagem de COVID-19 em distritos com mais casos

Inquérito sorológico divulgado na quinta-feira, 9, indica que 9,8% dos paulistanos podem ter sido contagiados com o novo coronavírus

A solidariedade pode estar na porta ao lado

Não há dúvidas de que a população mais pobre é a que mais sofre com os impactos...

Contagem de casos se estabiliza e SP decide reabrir parques

Serão abertos na segunda 70 parques com limitação de público e horário O prefeito...

Líderes de ordens religiosas filipinas manifestam oposição à nova lei antiterrorismo

POR JOÃO FOUTO A associação que reúne os superiores gerais, homens e mulheres, das ordens religiosas nas Filipinas...

Dom Luiz Carlos preside missa na festa de Santa Isabel Rainha

No sábado, 4, Dom Luiz Carlos Dias, Bispo Auxiliar da Arquidiocese na Região Belém, presidiu missa na...

Newsletter