Para 41% dos brasileiros, combate ao desemprego deve ser prioridade

A pesquisa ouviu 2.002 pessoas em todo o País

Para 41% dos brasileiros, combate ao desemprego deve ser prioridade
Reprodução da internet

Um levantamento realizado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) concluiu que, para boa parte dos brasileiros, a criação de empregos deve ser a prioridade para o Governo Federal em 2021, assim como a melhoria da saúde.

Segundo a pesquisa Retratos da Sociedade Brasileira, divulgada na terça-feira, 9, o combate ao desemprego é considerado prioritário por 41% dos entrevistados. Dentro da margem de erro, a preocupação com a saúde aparece em segundo lugar, com 39%.

Completam as cinco primeiras colocações o combate à corrupção (35%), a melhoria da qualidade da educação (34%) e o combate à violência e à criminalidade (25%). Cada entrevistado podia escolher três itens, o que leva a uma soma dos percentuais superior a 100%.

Na avaliação da CNI, o encolhimento da economia no ano passado e a continuidade da pandemia de COVID-19 justificam a preocupação com o desemprego. A entidade defende a vacinação em massa da população para garantir a retomada da economia com ganhos na saúde e no emprego, recuperação do mercado consumidor e a volta à normalidade na produção.

A pesquisa ouviu 2.002 pessoas em todo o País. As entrevistas foram feitas entre 5 e 8 de dezembro de 2020.

Fonte: Agência Brasil

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter