Confira nossa versão impressa

São Paulo supera 1,7 milhão de testes de COVID-19 e amplia 20 vezes média diária de exames

O Estado de São Paulo já realizou mais de 1,7 milhão de exames para diagnóstico do novo coronavírus e ampliou em mais de vinte vezes a produção diária de testes. O balanço apresentado na coletiva de imprensa desta quinta-feira, 30, aponta 1.788.185 exames processados até o dia 27.

Desse total, 26,7 mil foram realizados em março; 119 m em abril; 369,1 em maio; 691,6 mil em junho. Ainda preliminar, o número de 576,3 mil exames realizados em julho segue a tendência de crescimento, reiterando a expansão da testagem em conformidade com as estratégias do Governo do Estado.

Hoje, SP processa vinte vezes mais testes por dia em comparação à fase inicial da pandemia, com aumento gradativo a cada mês. Em março, a média diária era de 900 exames, sendo quadruplicada já em abril, com 3,9 mil por dia. Em março passa a ser três vezes maior, com 12,3 mil testes diariamente.

No mês de junho, o balanço atualizado ultrapassa 23 mil exames, com a expectativa de pelo menos manutenção desta média após consolidação de julho – hoje, a média preliminar é de 21,3 mil por dia, mas o abastecimento segue em curso com a inserção dos dados enviados à Saúde pela iniciativa privada.

“A testagem é essencial para rastrear e monitorar o andamento da pandemia. Estamos trabalhando para ampliar cada vez mais esse trabalho a fim de registrar os casos de forma mais rápida e isolar o vírus”, comentou o coordenador de Controle de Doenças (CCD) e do Centro de Contingência, Paulo Menezes.

Os aumentos são fruto das iniciativas de otimização da rede de laboratórios públicos e de unificação dos dados dos serviços privados de diagnóstico.

A proporção dos tipos de testes utilizados demonstra que a cada 10 diagnósticos, 6 são realizados por meio de RT-PCR (transcriptase polimerase), cerca de 3 por teste rápido e 1 por outros métodos. Em março, apenas o PCR era realizado.

“Estamos concentrando todos os esforços para que ninguém fique sem assistência. A testagem em massa é uma conquista que está em constante aprimoramento”, disse o Secretário Executivo de Estado da Saúde, Eduardo Ribeiro Adriano.

No Estado de São Paulo, o enfrentamento da pandemia é multifatorial, aliando estratégias de monitoramento da capacidade hospitalar, da evolução da pandemia quanto aos casos, óbitos e internações, além do fortalecimento da testagem e monitoramento de contatos.

A testagem em massa auxilia na condução das estratégias para reduzir a transmissão do coronavírus. A partir do momento em que um paciente tem um diagnóstico positivo, ele é isolado. Soma -se a isso o monitoramento das pessoas com quem ele teve contato, contribuindo para a identificação de novos casos suspeitos, ou seja, pessoas com sintomas como tosse seca, febre e falta de ar.

Os exames do tipo PCR servem para confirmar se a pessoa está infectada, sendo indicado até o sétimo dia de sintomas gripais). Já os testes rápidos permitem identificar se o paciente já foi contaminado no passado e passou a possuir anticorpos contra o coronavírus, com recomendação de uso após o oitavo dia de sintoma ou para pessoas assintomáticas.

Governo de São Paulo

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

No próximo sábado serão criados 13 novos cardeais

Dos 13 novos cardeais, dois não poderão participar das cerimônias por causa da emergência coronavírus: Dom Cornelius Sim, Vigário Apostólico de Brunei e Dom...

Dom Odilo: viver bem cada dia, na esperança de que o Senhor virá

O Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, presidiu a missa desta terça-feira, 24, na capela de sua residência, transmitida pela rádio 9...

Ordenação marca os 20 anos do diaconato permanente na Arquidiocese de São Paulo

O Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, presidiu a ordenação de cinco novos diáconos permanentes para a Arquidiocese no sábado, 21. A...

Butantan anuncia que testes da CoronaVac chegaram à fase final

Os resultados sairão na primeira semana de dezembro Chegou à fase final o estudo clínico da CoronaVac, a vacina desenvolvida pelo Instituto Butantan em parceria...

Ministério reconhece estado de calamidade pública no Amapá

Estado ficou mais de 80 horas sem energia elétrica e até agora a situação não foi totalmente restabelecida O Ministério do Desenvolvimento Regional publicou portaria...

Newsletter