Dom Odilo presidirá missa em sufrágio de Bento XVI neste sábado às 12h

O Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo Metropolitano de São Paulo, presidirá neste sábado, 31, às 12h, na Catedral da Sé, uma missa em sufrágio do Papa emérito Bento XVI, que morreu neste dia, aos 95 anos.

Dom Odilo presidirá missa em sufrágio de Bento XVI neste sábado às 12h, Jornal O São Paulo
Dom Odilo é feito cardeal pelo Papa Bento XVI em novembro de 2007 (foto: L’Osservatore Romano)

Dom Odilo foi feito cardeal por Bento XVI no consistório de 24 de novembro de 2007 no Vaticano. Também foi o Santo Padre que o nomeou Arcebispo de São Paulo meses antes, em 21 de março daquele ano, tomando posse do ofício em 29 de abril.

A missa será transmitida pelas redes sociais da Arquidiocese de São Paulo e da Catedral da Sé. Após a celebração, o Cardeal Scherer atenderá os jornalistas em uma coletiva de imprensa.

FALECIMENTO DE BENTO XVI

O comunicado sobre a morte do Papa emérito Bento XVI foi feito na manhã do sábado, 31, pelo diretor da Sala de Imprensa da Sala de Imprensa da Santa Sé, Matteo Bruni.

“Com pesar informo que o Papa Emérito Bento XVI faleceu hoje às 9h34, no Mosteiro Mater Ecclesiae, no Vaticano”, consta no comunicado do diretor da Sala de Imprensa da Sala de Imprensa da Santa Sé. Depois, foi informado que a partir da segunda-feira, 2, o corpo estará na Basílica de São Pedro para a saudação dos fiéis. O funeral será na quinta-feira, 5 de janeiro, às 9h30 (no horário local) – 4h30 no horário de Brasília – na Praça São Pedro, presidido pelo Papa Francisco.

Desde 28 de dezembro, cresceu a preocupação sobre o estado de saúde de Bento XVI após o Papa Francisco ter pedido aos fiéis, ao final da audiência geral, que fizessem “uma oração especial pelo Papa emérito Bento XVI, que no silêncio está sustentando a Igreja”. E prosseguiu: “Recordemos que ele está muito doente, pedindo ao Senhor que o console e o sustente neste testemunho de amor à Igreja até o fim”.

Joseph Ratzinger, que foi eleito papa em 19 de abril de 2005, sucedeu a São João Paulo II. Desde que renunciou ao pontificado, em 28 de março de 2013, ele vivia em um mosteiro nos Jardins do Vaticano.

Deixe um comentário